Desenvolvimento e Construção do Sistema de Baquetas para Pequenos Instrumentos Suspensos - SIBAPIS2020

Autores

  • Fernando Chaib Universidade Federal de Minas Gerais
  • Ronan Gil Instituto Federal de Goiás
  • Charles Augusto Universidade Federal de Ouro Preto
  • Leandro Silva
  • Tiago Silva Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

Inovação Tecnológica, Pequenos Instrumentos de Percussão, Percussão Múltipla, Protótipo, SIBAPIS2020

Resumo

Observando obras diversas referente ao repertório percussivo (quer seja a solo, de câmara ou até mesmo sinfônica) percebemos que, em muitos casos, a impossibilidade de troca de baquetas em certos trechos musicais que envolvem montagens de percussão múltipla compromete a sonoridade de determinados instrumentos. Ao realizarmos um estudo sobre patentes e marcas registradas a respeito de sistemas de baquetas que permitem tocar pequenos instrumentos suspensos sem a necessidade de segurar os instrumentos e suas baquetas especí­ficas, foi possí­vel vislumbrarmos melhorias e ideias inovadoras para esse tipo de performance. Utilizando softwares licenciados para projetos em 3D, desenvolvemos e construí­mos o Sistema de Baquetas para Pequenos Instrumentos Suspensos - SIBAPIS2020. Tratando-se de um sistema com funcionalidades melhoradas e ampliadas em relação ao já existente no mercado, pretendemos contribuir para o melhoramento da performance percussiva, particularmente no contexto de pequenos instrumentos inseridos em montagens de percussão múltipla.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Chaib, Universidade Federal de Minas Gerais

Fernando Chaib <www.fernandochaib.com> atua como performer em diversos paiÌses como Alemanha, AÌustria, ItaÌlia, Portugal, Espanha, EUA, Uruguai, Chile, Venezuela, Brasil, China e Taiwan. Bacharel em Percussão pela UNESP, realizou Mestrado e Doutorado na Universidade de Aveiro (Portugal). Possui preÌ‚mios como solista e cameriÌsta em Portugal, ItaÌlia e Brasil. Vem apresentando e publicando trabalhos cientiÌficos em eventos no Brasil, Portugal, Argentina, Uruguai e CanadaÌ e em perioÌdicos indexados. EÌ professor de percussão da Escola de Música da Universidade Federal de Minas Gerais, atuando na Graduação e PoÌs-Graduação dessa universidade. Atualmente dirige o Grupo de Percussão da UFMG, o coletivo percussivo ¿Silencie? além de ser Editor-chefe da Per Musi Revista Acadêmica de Música. ORCID http://orcid.org/0000-0001-9606-6335

Ronan Gil, Instituto Federal de Goiás

Ronan Gil www.ronangil.com é Mestre em Composition et Interprétation Musicale pela Université de Strasbourg (França). Possui Especialização em teclados de percussão pelo Conservatoire de Strasbourg (onde foi professor), estudando com Emmanuel Sejourné. É Bacharel em Percussão pela UNESP, recebendo o Prêmio de Excelência em Pesquisa. Trabalhou com Tom Mays, Antoine Spindler, Yves Kayser e Philippe Aubry. Fundou e integrou grupos como: Babel Trio, DUALpha, Ensemble Vertebrae Accroche Note, Texture Ensemble da Milano. Realiza estreias absolutas e primeiras audições nos continentes americano e europeu. Sua discografia inclui gravações com variadas formações. É professor de percussão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG). Atualmente cursa o Doutorado pela Universität Basel e Hochschule für Musik Basel no programa Kooperationprojekt Musikwissen. ORCID https://orcid.org/0000-0001-7492-3818

Charles Augusto, Universidade Federal de Ouro Preto

Charles Augusto é Mestre em música pela UFMG e graduado pela UNESP. É professor de percussão e percepção musical da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) além de diretor artí­stico do Grupo de Percussão da UFOP. Atualmente direciona seus principais trabalhos para performances de música e tecnologia. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-4707-9628

Leandro Silva

Leandro César www.leandrocesar.art é músico, construtor de instrumentos e esculturas sonoras. Vem se aprofundando no trabalho de invenção e criação de instrumentos permeando a canção até a música contemporânea e experimental. Trabalhou com o grupo UAKTI na manutenção de instrumentos, em turnês como técnico excursionando por todo Brasil, EUA e diversos paí­ses da Europa. Como compositor e arranjador tem seu trabalho registrado em diversos shows e discos de Irene Bertachini, Urucum, Diapasão, Coletivo ANA, Rafael Dutra, Makely Ka, Ilumiara e outros. Trabalhou ao lado de Benjamim Taubkin, Marco Antônio Guimarães, Tom Zé, Marco Scarassatti, Lí­vio Tragtenberg, Mauro Rodrigues, Décio Ramos, Titane, Ná Ozzetti, Déa Trancoso, Rafael Martini, Alexandre Andrés e Felipe José. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-2875-8329

Tiago Silva, Universidade Federal de Minas Gerais

Tiago Silva é graduando do curso de Design da UFMG, vem trabalhando como bolsista PIBIC sob orientação do prof. Fernando Chaib. Possui artigos e resumos publicados em congressos nacionais.ORCID: https://orcid.org/0000-0002-6457-9758

Referências

BARTÓK, Bèla. Sonata for two pianos and percussion. London: Boosey & Hawkes, 1942.

BAXTER, Mike. R. Projeto de Produto - Guia Prático para o Design de Novos Produtos; 3ª ed.; trad. Itiro Iida. São Paulo: Edgard Blücher Ltdª, 2011.

BROWN, T. Dennis. The bass drum pedal: In The Beginning! Percussive Notes, V. 21, N. 2. p. 28-32, Jan. 1983.

DOBNEY, Jason. Development of the Orchestral Snare Drum in the United States. Percussive Notes, V. 42, N.3, p. 60-67, Jun. 2004

JONES, Timothy A. History and Development of the Early Snare Strainer, 1889–1920. Percussive Notes, V. 42, N. 1, p. 60-63, Fev. 2004.

LUDWIG, W. F. Ludwig: A Retrospective Celebration. Percussive Notes, V. 40, N. 3. p.8-17, Jun. 2002.

MATTINGLY, Rick. The percussion industry. In: HARTENBERGER, Russell. The Cambridge Companion to Percussion. Cambridge: Cambridge University Press, p.67-81, 2016.

MORAES, JoseÌ Geraldo Vinci de . Entrevista com o professor Arnaldo Daraya Contier. Revista de HistoÌria São Paulo, N.157 2007. DisponiÌvel em: http: <https://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/19067 > Acesso em 12 dez 2015.

MORAIS, Ronan Gil e STASI, Carlos. MuÌltiplas faces: surgimento, contextualização histoÌrica e caracteriÌsticas da percussão muÌltipla. Opus, GoiaÌ‚nia, V. 16, N. 2, p. 61-79, Dez. 2010.

REED, Brett. "Building a Set of Sixxen". Percussive notes, Vol. 41, No. 3, p. 48-50, 2006.

STALLARD, Carolyn J. The Vibraphone: Past, Present and Future. Percussive Notes, V.53, N.3, p.52-54, jul. 2015.

STOCKHAUSEN, Karlheinz. Zyklus Nr. 9. Universal Edition. Viena. 1959.

TULLIO, Eduardo Fraga. O Grupo do Brooklin – Semente da Percussão ContemporaÌ‚nea no Brasil. Tese de Doutorado. DeCA/Universidade de Aveiro. 2014.

UNITED STATES PATENT AND TRADEMARK OFFICE <https://patentscope.wipo.int/search/en/detail.jsf?docId=US39053842&recNum=8&office=&queryString=stand+damper&prevFilter=&sortOption=Relevance&maxRec=2 3462> Acesso em: mar.2020.

US PATENT OFFICE <https://pdfpiw.uspto.gov/.piw?PageNum=0&docid=07009098&IDKey=3110215BDC72%0D%0A&HomeUrl=http%3A%2F%2Fpatft.uspto.gov%2Fnetacgi%2Fnph-Parser%3FSect1%3DPTO2%2526Sect2%3DHITOFF%2526p%3D1%2526u%3D%25252Fnetahtml%25252FPTO%25252Fsearch-bool.html%2526r%3D1%2526>. Acesso em: mar. 2019.

VANLANDINGHAM, Larry. "The Percussion Ensemble: 1930¬1945". Part 1. Percussionist, Vol. 9, No. 3, 1972 (a).

______. "The Percussion Ensemble: 1930-1945". Part 2. Percussionist, Vol. 9, No. 4, 1972 (b).

WUORINEN, Charles. Janissary Music. Nova Iorque: CF Peters Co., 1967.

YOKEN, David. "Interview with Iannis Xenakis". Percussive Notes, Vol. 28, No. 3, p. 53­58, 1990.

Downloads

Publicado

15.12.2021

Como Citar

Chaib, F., Gil, R., Augusto, C., Silva, L., & Silva, T. (2021). Desenvolvimento e Construção do Sistema de Baquetas para Pequenos Instrumentos Suspensos - SIBAPIS2020. Revista Vórtex, 9(3). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/vortex/article/view/4533

Edição

Seção

Artigos