O ensino de percepção musical como prática Uma análise a partir de conceitos de Pierre Bourdieu

Autores

  • Suelena de Araujo Borges Horn Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Porto Alegre

Resumo

Sob a perspectiva dos conceitos de Pierre Bourdieu, este trabalho analisa a produção acadêmica brasileira realizada entre os anos 1993 e 2015 sobre o tema do ensino de percepção musical.Situando o ensino de percepção musical como uma prática influenciada por valores dos campos artí­stico-musical e educativo-musical, distinguem-se duas tendências marcadas por habitus incorporados em seus agentes e são delineadas as lutas travadas entre eles pela legitimação de suas práticas pedagógicas.A polarização entre as posições dos agentes em relação a esta prática, evidenciada pelos conflitos discutidos na literatura, acaba por delinear a oposição entre uma tendência tradicional de ensino e outra ligada à renovação das práticas pedagógicas em percepção musical.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suelena de Araujo Borges Horn, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Porto Alegre

Mestre em Educação Musical pela Universidade Federal da Paraí­ba (2016). Graduada no curso de Licenciatura em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005), com especialização em Artes e Educação Fí­sica na Educação Básica (2008), pela mesma universidade. Desde 2010 é professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, no curso Técnico em Instrumento Musical, onde atua nas disciplinas Percepção Musical e Teoria Musical, e no Programa Prelúdio - Cursos de Extensão em Música, nas atividades Teclado e Laboratório Musical. E-mail: suelenaborges@gmail.com

Referências

ALCÂNTARA NETO, Darcy. Aprendizagens em percepção musical: um estudo de caso com alunos de um curso superior de música popular. Dissertação (Mestrado em Música) – Escola de Música, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2010.

ANJOS, João Johnson. A Disciplina Percepção Musical no contexto do Bacharelado de Música da UFPB: uma investigação í luz de perspectivas e tendências pedagógicas atuais. Dissertação (Mestrado em Música) – Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2011.

BARBOSA, Maria Flávia Silveira. Percepção musical como compreensão da obra musical: contribuições a partir da perspectiva histórico-cultural. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

____________. Percepção musical: aproximações. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇíO BRASILEIRA DE EDUCAÇíO MUSICAL, 16., Campo Grande, 2007.Anais... Campo Grande: ABEM, 2007. p. 1-8.

____________. Percepção musical sob novo enfoque: a escola de Vygotsky. Música Hodie, Goiânia, v. 5, n. 2,p. 91-105, 2005.

____________. Percepção musical: contribuições a partir da Psicologia Histórico-cultural. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇíO BRASILEIRA DE EDUCAÇíO MUSICAL,13.,Rio de Janeiro, 2004. Anais... Rio de Janeiro: ABEM, 2004. p. 1-6.

BERNARDES, Virgí­nia. A percepção musical sob a ótica da linguagem. Revista da ABEM, Porto Alegre, n. 6, p. 73-85, 2001.

____________. A música nas escolas de música: a linguagem musical sob a ótica da percepção. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2000.

BHERING, Maria Cristina Vieira. Repensando a Percepção Musical: uma proposta através da música popular brasileira. Dissertação (Mestrado em Música) – Centro de Letras e Artes, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2003.

BOURDIEU, Pierre. Razões práticas: sobre a teoria da ação. 9. ed. Campinas: Papirus, 2008.

____________. A Distinção: crí­tica social do julgamento. São Paulo: EDUSP; Porto Alegre: Zouk,2007.

____________. Questões de sociologia. Lisboa: Fim de século, 2003.

____________. As regras da arte. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

____________. Esboço de uma teoria da prática. In: ORTIZ, Renato (Org.). Pierre Bourdieu:

Sociologia. São Paulo: ítica, 1983.

BURNARD, Pamela. Musical creativities in practice. Oxford (UK): Oxford University Press,2012.

CAMPOLINA, Eduardo; BERNARDES, Virgí­nia. Ouvir para escrever ou compreender para criar? In: ENCONTRO ANUAL DA ABEM, 10., Uberlândia, 2001. Anais... Uberlândia: ABEM, 2001. p. 1-5.

FOLONI, Taí­s Helena Palhares. A percepção musical através da música contemporânea. In: ENCONTRO ANUAL DA ABEM, 14., 2005, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: UFMG, 2005,p. 1-8.

FREIRE, Ricardo Dourado. A metodologia do solfejo rí­tmico pela função métrica adaptada í realidade brasileira. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇíO BRASILEIRA DE EDUCAÇíOMUSICAL, 12., 2003, Florianópolis. Anais... Florianópolis: UDESC, 2003a, p. 729-735.

GERLING, Cristina Capparelli. Bases para uma metodologia de percepção musical e estruturação no 3º grau. Revista da ABEM, ano 2, n. 2, p. 21-26, 1995.

_______. Treinamento auditivo e teoria musical no Departamento de Música da UFRGS: implantação de um programa integrado. Em pauta - Revista do Programa de Pós-Graduação em Música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, UFRGS, ano 5, n. 8, p.34-40, 1993.

GROSSI, Cristina. Avaliação da percepção musical na perspectiva das dimensões da experiência musical. Revista da ABEM, Porto Alegre, ano VI, n. 6, p. 49-58, 2001.

GUSMíO, Pablo da Silva. A aprendizagem autorregulada da percepção musical no ensino superior: uma pesquisa exploratória. Opus, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 121-140, dez. 2011.

HORN, Suelena de Araujo Borges. Ensinando Percepção Musical: um estudo de caso na disciplina do curso técnico de um Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. Dissertação (Mestrado em Música) – Centro de Comunicação, Turismo e Artes, Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2016.

LAVILLE, Christian; DIONNE, Jean. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Porto Alegre: Artmed, 1999.

LEVITIN, Daniel. This is your brain on music: the science of a human obsession. New York: Dutton, 2006.

LIMA, Larissa Martins. Levantamento dos aspectos recorrentes na disciplina de percepção musical no ensino superior no Brasil. Ictus, Salvador, v. 12, n. 1, p. 110-125, 2011.

ORTIZ, Renato. A procura de uma sociologia da prática. In: _________ (Org.). Pierre Bourdieu: Sociologia. São Paulo: ítica, 1983.

OTUTUMI, Cristiane Vital. Percepção musical: situação atual da disciplina nos cursos superiores de música. Dissertação (Mestrado em Música) – Instituto de Artes, Universidade de Campinas, Campinas, 2008.

________. Percepção musical e a escola tradicional no Brasil: reflexões sobre o ensino e propostas para melhoria no contexto universitário. Tese (Doutorado em Música)– Instituto de Artes, Universidade de Campinas, Campinas, 2013a.

__________. O ensino tradicional na disciplina Percepção Musical: principais aspectos em destaque por autores da área nos últimos anos. Revista Vórtex, v. 2, p. 168-190, 2013b.

PANARO, Pablo. O processo de percepção musical como processo de representação social. Dissertação(Mestrado em música) – Programa de Pós-Graduação em Música, Centro de Letras e Artes, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro,2011.

PENNA, Maura. Música(s) e seu ensino. 2. ed. rev. ampl. 3. reimp. Porto Alegre: Sulina,2015.

______________. Não basta tocar? Discutindo a formação do educador musical. Revista da ABEM, Porto Alegre, n. 16, p. 49-56, mar. 2007.

PEREIRA, Marcus Viní­cius Medeiros. Ensino superior e as licenciaturas em música (pós diretrizes curriculares nacionais 2004): um retrato do habitus conservatorial nos documentos curriculares. Tese(Doutorado em Educação) – Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2012.

PERRENOUD, Philippe. A prática reflexiva no ofí­cio de professor: profissionalização e razão pedagógica. Porto Alegre: Artmed, 2002.

SANTOS, Regina Antunes Teixeira dos. Proposta de desenvolvimento de leitura musical de Davidson e Scripp: uma análise teórico-interpretativa. Dissertação (Mestrado em Música) – Programa de Pós-Graduação em Música, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2003.

SANTOS, Regina Antunes Teixeira dos; DEL BEN, Luciana. A improvisação na prática de solfejo: um relato de experiência. ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇíO BRASILEIRADE EDUCAÇíO MUSICAL,13., Rio de Janeiro, 2004. Anais... Rio de Janeiro: ABEM, 2004.

SANTOS, Regina Antunes Teixeira dos; HENTSCHKE, Liane; GERLING, Cristina Capparelli. A aula de solfejo e as estratégias de resolução de problemas a proposta de solfejo de Davidson e Scripp. In: CONGRESSO NACIONAL DA ASSOCIAÇíO BRASILEIRADE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇíO EM MÚSICA, 16., 2005, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: UFRJ, 2005. p. 370-377.

_____________. A prática de solfejo com base na estrutura pedagógica proposta por Davidson e Scripp. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 9, p. 29-41, 2003.

SAVIANI, Dermeval. As concepções pedagógicas na história da educação brasileira. HISTEDBR 20 anos: navegando na história da educação brasileira, 2005. p. 1-38. Disponí­vel em: <http://www.histedbr.fe.unicamp.br/navegando/artigos_frames/artigo_036.html>. Acesso em: 25 set. 2017.

SCHROEDER, Sí­lvia Cordeiro Nassif. O discurso sobre música: reflexos na educação musical. Revista Claves, UFPB, n. 2, p. 60-75, nov. 2006.

______________ A educação musical na perspectiva da linguagem: revendo concepções e procedimentos. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 21, p. 44-52, mar. 2009.

SÖDERMAN, Johan; BURNARD, Pamela; HOFVANDER-TRULSSON, Ylva. Contextualising Bourdieu in the field of music. In: _________ (Orgs.). Bourdieu and thesociology of music education. Surrey (Inglaterra); Burlington (EstadosUnidos): AshgatePublishing Limited, 2016. p. 1-12.

SWANWICK, Keith. Música, mente e educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

_________. Ensinando música musicalmente. São Paulo: Moderna, 2003.

TANAKA-SORRENTINO, Harue. Pensando "˜todas as músicas"™ em Percepção Musical. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇíO BRASILEIRA DE EDUCAÇíO MUSICAL,XVIII, 2009, Londrina. Anais... Londrina: UEL, 2009, p. 999-1007.

______________. Pensando "˜todas as músicas"™ em Percepção Musical (parte 2). In: ENCONTRO REGIONAL DA ASSOCIAÇíO BRASILEIRA DE EDUCAÇíO MUSICAL– NORDESTE, 9., 2010, Natal. Anais... Natal: UFRN, 2010, [s/p.]

TEIXEIRA, Jáderson Aguiar. Educação da percepção musical no IFCE. Revista Eletrônica Multidisciplinar Pindorama, Salvador, n. 1, p. 1-14, 2010a.

____________. Pedagogia da percepção musical baseada em dois norteamentos filosóficos. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PÓS-GRADUANDOS EM MÚSICA E COLÓQUIO DOPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇíO EM MÚSICA DA UNIRIO,1, 15., Rio de Janeiro,2010.Anais... Rio de Janeiro: UNIRIO, 2010b. p. 192-201.

__________. Pensando o ensino de teoria musical e solfejo: a percepção sonora e suas implicações polí­ticas e pedagógicas. Dissertação (Mestrado em Educação Brasileira) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2011.

TURA, Maria de Lourdes Rangel. A observação no cotidiano escolar. In: ZAGO, Nadir; CARVALHO, Marí­lia Pinto de; VILELA, Rita Amélia Teixeira (Orgs.). Itinerários de pesquisa: perspectivas qualitativas em sociologia da educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2003, p. 183-206.

Downloads

Publicado

29.12.2017

Como Citar

Horn, S. de A. B. (2017). O ensino de percepção musical como prática Uma análise a partir de conceitos de Pierre Bourdieu. Revista Vórtex, 5(3). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/vortex/article/view/2157

Edição

Seção

Dossiê