Melchior Cortez e a Academia Brasileira de Violão: uma página do ensino do instrumento na primeira metade do século XX

Autores

  • Humberto Amorim Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

O artigo objetiva trazer luz à atividade pedagógica desempenhada pelo violonista Melchior Cortez, no Rio de Janeiro, ao longo das décadas iniciais do século XX, com foco na criação da sua Academia Brasileira de Violão e no ensino do "violão clássico" para mulheres, além de uma breve análise sobre os seus dois métodos publicados pela casa argentina Romero y Fernandez. Através da pesquisa documental em jornais e revistas do período, foi possível levantar cerca de 60 fontes inéditas (entre matérias e fotos), além de 11 partituras distribuídas em acervos diversos. Os resultados apontam para uma significativa inserção deste personagem - ainda tão pouco conhecido na literatura sobre o tema - no panorama musical de seu tempo, incluindo uma posição de prestígio como professor de violão nos círculos da imprensa e da "alta sociedade" .

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Humberto Amorim, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), desde 2007. Doutor em Musicologia, Mestre em PraÌticas Interpretativas, possui ainda treÌ‚s graduações na aÌrea musical, aleÌm de ter obtido o MaÌster em violão claÌssico pela Universidade de Alicante (ESP). JaÌ realizou concertos, palestras, comunicações e lançamentos em 13 paiÌses e publicou um DVD e dois livros pela Academia Brasileira de MuÌsica: Tacuchian por Humberto Amorim (2015), Ricardo Tacuchian e o Violão (2014) e Heitor Villa-Lobos e o Violão (2009), este uÌltimo considerado pela criÌtica "a maior pesquisa jaÌ realizada sobre o assunto no Brasil" (Revista Violão Pro, 2009). Desde 2016, vem publicando uma seÌrie de artigos em revistas especializadas, frutos de seu periÌodo como pesquisador-residente (2015-2017) da Fundação Biblioteca Nacional.

Referências

ALMANAK LAEMMERT, 69o ano, 1o vol. Rio de Janeiro: Officinas Typographicas do Almanak Laemmert, 1913.

AMORIM, Humberto. O ensino de música nas primeiras décadas do Brasil oitocentista (1808-1822). Opus – Revista Eletrônica da ANPPOM. Campinas, v. 23, n. 3, p. 43-66, 2017.

______. Idiomatismos na produção para violão de Melchior Cortez. Revista Debates. Rio de Janeiro, n. 20, p. 1-32, 2018.

PINTO, A. G. O Choro: reminiscências dos chorões antigos. Rio de Janeiro: Typ. Glória, 1936. PRAT, D. Dicionario de Guitarristas. Buenos Aires: Casa Romero y Fernandez, 1934.

TABORDA, M. Violão e Identidade Nacional: Rio de Janeiro 1830/1930. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em História Social. Rio de Janeiro: UFRJ/IFCS, 2004.

______. Violão e Identidade Nacional: Rio de Janeiro 1830-1930. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

Periódicos

A NAÇÃO, Registro da Sociedade, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 3, 17 jan. 1933, p. 13.

A NOITE, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 5507, 23 mar. 1927, p. 4.

______, Boas Festas, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 6143, 24 dez. 1928, p. 5.

______, "A Noite" Mundana, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 7635, 24 fev. 1933a, p. 12. ______, Ecos e Novidades, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 7634, 23 fev. 1933b, p. 7. CORREIO DA MANHÃ, Diversos, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 5027, 5 nov. 1912, p. 9. ______, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 9862, 13 mar. 1927, p. 10.

______, A Vida Social, Rio de Janeiro (RJ), 23 dez. 1928, p. 5.

______, Correio Musical, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 10462, 10 fev. 1929, p. 21. ______, Correio Musical, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 11.694, 18 jan. 1933, p. 8. DIÁRIO DE NOTÍCIAS, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 524, 26 nov. 1931, p. 10. ______, Musica, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 936, 18 jan. 1933a, p. 9.

______, Musica, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 1007, 30 mar. 1933b, p. 9. ______, Musica, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 946, 28 jan. 1933c, p. 9. ______, Musica, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 947, 29 jan. 1933d, p. 11. ______, Musica, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 950, 1 fev. 1933e, p. 9. ______, Musica, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 952, 3 fev. 1933f, p. 9. ______, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 7621, 29 ago. 1947, p. 11.

FON FON: Semanario Alegre, Politico, Critico e Espusiante, Rio de Janeiro (RJ), Ano XXI, n. 52, 24 dez. 1927, p. 72. [Natal]

______: Semanario Alegre, Politico, Critico e Espusiante, Rio de Janeiro (RJ), Ano XXIII, n. 3, 19 jan. 1929, p. 56 [55 no campo de busca].

______: Semanario Alegre, Politico, Critico e Espusiante, Rio de Janeiro (RJ), Ano XXV, n. 30, 25 jul. 1931, p. 42 [41 no campo de buscas].

GAZETA DE NOTÍCIAS, Os reisados do Dr. Mello Moraes Filho, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 07, 7 jan. 1907, p. 2.

______, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 46, 15 fev. 1910, p. 6.

JORNAL DO BRASIL, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 298, 13 dez. 1925a, p. 29. ______, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 310, 27 dez. 1925b, p. 26.

______, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 42, 18 fev. 1926a, p. 25.

______, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 60, 11 mar. 1926b, p. 25.

______, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 63, 14 mar. 1926c, p. 24.

______, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 65, 17 mar. 1926d, p. 22.

______, Notas Sociaes, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 47, 24 fev. 1933, p. 10. JORNAL DO COMMERCIO, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 28, 2 fev. de 1933a, p. 5. ______, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 43, 19 fev. 1933b, p. 13.

______, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 31, 7 nov. 1945, p. 7.

O RADICAL, Rio de Janeiro (RJ), Ano II, n. 236, 2 fev. 1933, p. 10.

O VIOLÃO, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 05, abr. 1929a, [p. 6].

______, Galeria de Perfis, Ed. 04, mar. 1929b, [p. 11].

REVISTA DA SEMANA, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 03, 5 jan. 1929, p. 6.

______, Noticiario Elegante, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 06, 21 jan. 1933a, p. 23. ______, Noticiario Elegante, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 09, 11 fev. 1933b, p. 20.

Downloads

Publicado

01.04.2018

Como Citar

Amorim, H. (2018). Melchior Cortez e a Academia Brasileira de Violão: uma página do ensino do instrumento na primeira metade do século XX. Revista Vórtex, 6(1). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/vortex/article/view/2402

Edição

Seção

Artigos