Uma encruzilhada estético-musical: "Música do futuro" de Richard Wagner

Autores

  • Marcos Mesquita Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Resumo

O ensaio "Música do futuro" de Richard Wagner foi escrito em um momento crí­tico na vida do compositor. Ele procurava se afastar de conceitos divulgados por ele em textos anteriores e percebia claramente a distância entre seus ideais teóricos da década de 1840 sobre a obra de arte total (Gesamtkunstwerk) e sua prática composicional da década de 1850. O texto aqui apresentado investiga as contradições entre reflexão e prática wagnerianas durante o perí­odo mencionado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Mesquita, Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Compositor, flautista, pesquisador. Estudos no Brasil, Áustria e Alemanha. PhD pela Universidade de Karlsruhe. Foi bolsista do DAAD, Fundação Vitæ, FAPESP, RioArte, Capes e Fundação Paul Sacher. Publicações no Brasil, na Alemanha, Itália e nos Estados Unidos

Downloads

Publicado

01.07.2015

Como Citar

Mesquita, M. (2015). Uma encruzilhada estético-musical: "Música do futuro" de Richard Wagner. Revista Vórtex, 3(1). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/vortex/article/view/752

Edição

Seção

Artigos