Matrizes bidimensionais e derivação serial na poética violoní­stica de Marcos Alan

Autores

  • Sérgio Vitor de Souza Ribeiro Universidade Federal do Rio de Janeiro – PPGM | Universidade Federal de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.33871/23179937.2020.8.3.3986

Palavras-chave:

Violão, Música pós-tonal, Dodecafonismo, Marcos Alan

Resumo

Desde a década de setenta, histórias sobre a virtuosidade prematura do violonista Marcos Alan (1956-1973) permanecem no inconsciente coletivo de violonistas do Rio de Janeiro. Em pesquisa desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Música da UFRJ, Marcos Alan se revela também como compositor original e prolí­fico. Esse levantamento se dá, sobretudo, por meio de análises estruturais de algumas de suas obras. Apesar do importante projeto de análise documental empreitado por sua irmã, Graça Alan, os recursos poéticos constituintes de sua obra permanecem relativamente desconhecidos. No presente artigo, é abordada a Sonatina para dois violões, na qual se observa a manipulação de estruturas cordais – abordadas aqui como matrizes bidimensionais (Morris, 1987) – em intrincado processo de desenvolvimento de derivação serial. Trata-se da primeira abordagem analí­tica da obra pós-tonal de Marcos Alan.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sérgio Vitor de Souza Ribeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro – PPGM | Universidade Federal de Mato Grosso

Sérgio Ribeiro é doutorando em Poéticas da Criação Musical, no PPGM-UFRJ, Mestre em Práticas Interpretativas pela UNIRIO e Bacharel em Música/Violão pela UFRJ. Tem artigos publicados nas revistas Opus e Vortex, e em anais de pesquisa em música. Recebeu Menção Honrosa no III Simpósio Brasileiro de Pós-Graduandos em Música pelo artigo "Reelaborações para violão da obra bachiana". Como intérprete, foi laureado com Menção Honrosa em concurso de jovens talentos (AV-RIO, 2010), estreou obras de Roberto Victório, Marcos Alan, Luiz Otávio Braga, dentre outros, e solou í  frente da OCAM-UFMT. Atualmente, é professor Assistente no Departamento de Artes da mesma universidade. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-8473-3129

Referências

ALAN, Marcos. Sonatina (I mov). Intérprete: Sérgio Ribeiro e João Wilson. Gravação caseira, 2016a. Disponí­vel em: https://soundcloud.com/sergio-ribeiro-430261007/sonatina-dodecafonica-1-mov-de-marcos-alan-1972.

______. Sonatina (II mov). Intérprete: Sérgio Ribeiro e João Wilson. Gravação caseira, 2016b. Disponí­vel em: https://soundcloud.com/sergio-ribeiro-430261007/sonatina-para-dois-violoes-ii-mov-de-marcos-alan-1972.

______. Sonatina. 1972. Cópia de manuscrito (Partitura). 7 pag. Dois violões. Disponí­vel em: https://www.academia.edu/43216143/Sonatina_para_dois_viol%C3%B5es_de_Marcos_Alan_Partitura_

______. Marcos Alan Interpreta Fascinação. Entrevista concedida ao radialista Flávio Cavalcanti, 1966. Disponí­vel em: https://soundcloud.com/sergio-ribeiro-430261007/marcos-alan-interpreta-fascinacao.

CORREIO DA MANHí. Marcos Alan, 15 anos, um bom violonista. Rio de janeiro, 02/12/1971 – Ano – LXXI – N º 24.124. S/A. Disponí­vel em: <http://memoria.bn.br/DOCREADER/DocReader.aspx?bib=089842_08&PagFis=26593 >. Acesso em: mar. 2015.

FORTE, Allen. The structure of atonal music. New Haven: Yale University Press, 1973.

JOSÉ, Maria das Graças dos Reis. O discurso da escrita moderna para o violão de concerto no Brasil: análise comparativa de 5 Prelúdios de Heitor Villa-Lobos e 5 Prelúdios de Marcos Alan (1940-1973). Universidade Federal do Rio de Janeiro – Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Comparada, 2015. Tese de Doutorado.

MENEZES, Flo. Apoteose de Schoenberg. 2ª ed. São Paulo: Ateliê Editorial, 2002.

MEYER, Leonard. Emotion and meaning in music. Chicago: University of Chicago Press, 1957.

MORRIS, Robert. Composition with pitch-classes. New Haven: Yale University, 1987.

______. New directions in the theory and analysis of musical contour. Music Theory Spectrum. Vol. 15, No. 2, 1993, pp. 205-228.

SANTÓRSOLA, Guido. Principios Armónicos de los Sonidos Atractivos y Atraí­dos (aplicados a la Guitarra). Tradução: Orlando Fraga. Original, Embap, 2014.

ZANON, Fábio. 160. Raspa do tacho II: Olga Praguer Coelho, Ione Ferreira, Marcos Alan, Márcio Côrtes, Mauro Rocha, Brasil Guitar Duo. Violão com Fábio Zanon. Rádio Cultura FM de São Paulo. 21 jan. 2009.

Downloads

Publicado

15.12.2020

Como Citar

Ribeiro, S. V. de S. (2020). Matrizes bidimensionais e derivação serial na poética violoní­stica de Marcos Alan. Revista Vórtex, 8(3). https://doi.org/10.33871/23179937.2020.8.3.3986

Edição

Seção

Artigos