PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE FOLCLORE NOS PERIÓDICOS DE EDUCAÇÃO

Autores

Palavras-chave:

Folclore, Escola, Educação Básica, Estado da Arte

Resumo

Este artigo apresenta a investigação sobre o estado da arte da produção científica das pesquisas em folclore, educação e contextos educacionais, nos periódicos da área da Educação. A metodologia incluiu a abordagem qualitativa, e a pesquisa bibliográfica como método, sendo o tipo estado da arte, em periódicos Qualis A1 e A2 em educação. O termo de busca foi folclore. Foram encontradas 45 publicações distribuídas em 27 revistas. A análise dos dados revelou que, apesar da relevância da temática, ainda são poucos os estudos publicados que têm a educação básica como lócus de investigação sobre o folclore.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Viegas Wolff Guterres, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - PPGED-MP/Uergs

Mestranda em Educação pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Especialista em Educação Especial com Ênfase em Transtornos Globais de Desenvolvimento e Altas Habilidades pela Faculdade de Educação São Luís, e em Arte em Educação e Saúde pela AVM Educacional. Possui MBA em Gestão de Pessoas pela Universidade Católica de Petrópolis/RJ. Graduada em Pedagogia pela Universidade Estácio de Sá. Integrante do Grupo de Pesquisa Arte: Criação, Interdisciplinaridade e Educação - ArtCIEd (CNPq/PPGED/Uergs). Atualmente trabalha como professora na Rede Municipal de Porto Alegre/RS, atuando na Educação Infantil. Contatos: danielle-guterres@uergs.edu.br – daniellewolff82918@gmail.com

Cristina Rolim Wolffenbüttel, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Pós-Doutora, Doutora e Mestre em Educação Musical pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Especialista em Informática na Educação - Ênfase em Instrumentação, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Licenciada em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Coordenadora do Curso de Especialização em Educação Musical na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, Unidade em Montenegro. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação – Mestrado Profissional, da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Coordenadora da Linha 2 – Artes em Contextos Educacionais do PPGED-MP/Uergs. Orientadora de bolsistas de iniciação científica e extensão em Música, Artes e Literatura, pelo CNPq, FAPERGS e UERGS. Líder dos Grupos de Pesquisa “Educação Musical: Diferentes Tempos e Espaços” (Grupem) e “Arte: Criação, Interdisciplinaridade e Educação” (ArtCIEd), registrados no CNPq e certificados pela UERGS. Diretora Regional Sul da Associação Brasileira de Educação Musical. Membro do Comitê Assessor de Artes e Letras da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul (FAPERGS). Integrante da Comissão Gaúcha de Folclore e da Fundação Santos Herrmann. Coordenou a Educação Musical e o Programa de Leitura Adote um Escritor, na Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre/RS. Recebeu o Prêmio Jovem Pesquisador, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 1988, com a pesquisa Acalantos, orientada pela Prof.ª Dr.ª Rose Marie Reis Garcia, com o objetivo de resgatar como cantigas de ninar. Em 2010 recebeu o Prêmio Betinho Atitude Cidadã, do Comitê de Entidades no Combate à Fome e pela Vida (COEP), um reconhecimento às ações em música, desenvolvidas nas escolas de Porto Alegre, potencializando o COEP, na luta contra a fome e pela promoção da cidadania. Recebeu, em 2011, a Medalha Dante de Laytano, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à preservação, promoção, pesquisa e defesa do folclore e das manifestações culturais populares no Rio Grande do Sul. Em 2013, recebeu o Troféu Mulher Gaúcha, da Secretaria de Políticas para as Mulheres/SPM-RS, pelo conjunto da obra nas pesquisas em Folclore e Educação Musical. Dentre sua produção científica destacam-se publicações individuais e com parcerias. É autora dos livros “Folclore e Música Folclórica: o que os alunos vivenciam e pensam”, “A Inserção da Música em Projetos Político Pedagógicos da Educação Básica”, “A Música na Região de Montenegro”, “Cantigas de Ninar”, “Terço Cantado: uma religiosidade popular na Região de Montenegro”, “Resgatando os Contos e as Lendas da Nossa Terra”, além de artigos em periódicos científicos de Música, Educação, Educação Musical, Educação e Cultura Popular. No campo artístico atuou como violinista, na Orquestra do Centro Cultural 25 de Julho, e foi regente do Coral do Colégio Sévigné, ambos em Porto Alegre. Em Montenegro foi regente do “Grupo de Canto Gregoriano Vox Noctis” e do “Coral da Fundarte”. Na cidade de Gravataí foi regente dos “Coros Infantil e Adulto”. É verbete no Dicionário de Mulheres, da autoria de Hilda Agnes Hubner Flores.

Downloads

Publicado

2022-12-13

Edição

Seção

Artigos de fluxo contínuo