Horizontalizando Relações entre Obra, Performances, Compositor e Performer

Bruno Madeira

Resumo


Embasado em algumas das importantes reflexões teóricas das últimas três décadas, o artigo objetiva discutir a percepção não-hierarquizada de relações entre obra, performances, compositor e performer, defendendo que a obra musical é um conjunto formado pela partitura e suas múltiplas interpretações e performances. Através de uma revisão bibliográfica, o artigo procura contribuir para a compreensão de posturas e decisões interpretativas da comunidade violonística contemporânea.

Palavras-chave


Performance musical; Interpretação musical; Violão clássico

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Alexandre. Por uma visão de música como performance. Opus, v. 17, n. 2, 2011.

BITTAR, Valéria. Músico e Ato. Tese (Doutorado em Artes). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2012.

CARLEVARO, Abel. Guitar Masterclass Volume I: Fernando Sor 10 Studies. Heidelberg: Chanterelle, 1985.

COOK, Nicholas. Between Process and Product: Music and/as Performance. Music Theory Online, v.7, n.2, 2001.

GODLOVITCH, Stan. Musical Performance: A Philosophical Study. London: Routledge, 1998.

GOODMAN, Nelson. Variations of Variation: or Picasso back to Bach. In: GOODMAN, Nelson; ELGIN, Catherine. Reconceptions in Philosophy and Other Arts and Sciences. Indianapolis/Cambridge: Hackett Publishing, 1988.

KIVY, Peter. Authenticities: philosophical reflections on musical performance. Ithaca: Cornell University, 1997.

LEECH-WILKINSON, Daniel. The Changing Sound of Music: Approaches to Studying Recorded Musical Performance. London: CHARM, 2009. Disponível em , acesso em 26 mar. 2020.

MADEIRA, Bruno. Considerações sobre análise musical e performance. In: XXIII Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música. Anais... Natal, 2013.

MELLO, Ricardo. Concerto para violão e pequena orquestra de H. Villa-Lobos: Um estudo comparativo entre edições e manuscritos. Dissertação (Mestrado em Música). Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

MOLINA, Sidney. O violão na Era do Disco: Interpretação e desleitura na arte de Julian Bream. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.

MORAIS, Luciano; GLOEDEN, Edelton. Duas versões da Sonata 3, de Manuel Ponce: o uso da gravação como construção de uma fonte primária. In: XXVII Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música. Anais... Campinas, 2017.

NUNES, Emanuel. Edição crítica da sonata para violão de Guerra-Peixe a partir das fontes primárias. Dissertação (Mestrado em Linguística, Letras e Artes). Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2011.

OLIVEIRA JÚNIOR, Jorge. Manuel de Falla Homenaje a Debussy: uma edição mista. Dissertação (Mestrado em Musica). Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.

OROSCO, Maurício. Concerto para violão e orquestra de Francisco Mignone: Edição crítica a partir da versão de Sérgio Abreu. Tese (Doutorado em Música). Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

RAHMEIER, Pieter. Suíte para Violão de Ernst Mahle: uma edição crítica e de performance. Dissertação (Mestrado em Música). Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014.

RODRIGUES, Fernando. Obras brasileiras da Coleção Turíbio Santos: Processo de elaboração de uma edição crítica. Tese (Doutorado em Música). Universidade Estadual de Campinas, 2018.

SIMÕES, Renan. Lendas Capixabas para violão de Carlos Cruz: uma edição crítico-interpretativa. Dissertação (Mestrado em Música). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

SMALL, Christopher. Musicking: The Meanings of Performing and Listening. Hanover: Wesleyan University Press, 1998.

SPOHR, Louis. Violinschule, trad. John Bishop. London: R. Cocks & Co., 1843 [1832].

p.

TARUSKIN, Richard. Text and act: essays on music and performance. New York: Oxford University, 1995.

ZANON, Fábio. Entrevista realizada por Ricardo Dias no dia 28 de março de 2020 para a página Violão para Todos. Disponível em: , acesso em 28 mar. 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


© 2021 Revista Vórtex | Vortex Music Journal