Ensaio sobre um processo de criação artística

a (des)ordem da imaginação e do acaso na poética audiovisual

Autores

  • Cristiane Wosniak Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR) e Universidade Federal do Paraná (UFPR) https://orcid.org/0000-0002-7234-2638
  • Bianca Grabaski Accioly UNESPAR - Programa de Pós-Graduação em Cinema e Artes do Vídeo

DOI:

https://doi.org/10.33871/19805071.2024.30.1.8764

Palavras-chave:

Imaginação, Artes do Vídeo, Acaso, Processo de Criação

Resumo

Neste ensaio reflexivo nosso objetivo é apresentar um processo singular de criação nas artes do vídeo, dialogando com a ideia de que o exercício criativo que confere forma à videoarte – objeto empírico de nossa investigação –, é permeado pela transitoriedade do inacabamento do gesto sensível e consciente. O que nos (co)move neste raciocínio analítico é a ideia do acaso como possível caminho constitutivo para se pensar-fazer arte pelo viés da ampliação da imaginação, da intuição e da própria linguagem audiovisual. Nosso percurso investigativo apoia-se no tipo de pesquisa qualitativa e indutiva e, como abordagem metodológica, utilizamos a Crítica de Processos, visto que, o processo de construção artística da obra de arte e o reconhecimento dos métodos, materiais e anotações empregados pelos artistas são essenciais para o estudo da poética autoral. Pautamos nossas considerações ensaísticas em uma questão norteadora: de que forma a poética audiovisual reveste-se do conceito de paisagens pessoais e dos acasos em sua configuração formal? A ancoragem teórica do estudo se reporta à Fayga Ostrower (2009; 2013) para dar conta dos conceitos de acaso, percepção e formas de expressividade nas artes e à Cecília de Almeida Salles (2006; 2010; 2013), no que se refere à Crítica de Processos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Wosniak, Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR) e Universidade Federal do Paraná (UFPR)

É doutora e Mestra em Comunicação e Linguagens/Estudos de Cinema e Audiovisual (UTP). Docente adjunta da Unespar (Bacharelado em Cinema e Audiovisual). Vice-Coordenadora do Programa de Pós-Graduação/Mestrado Acadêmico em Cinema e Artes do Vídeo (PPG-CINEAV/Unespar/FAP). Docente permanente do Programa de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) em Educação da UFPR. Líder do GP CINECRIARE – Cinema: criação e reflexão (PPG-CINEAV/CNPq) e membro do GP Labelit – Laboratório de estudos em educação, linguagem e teatralidades (PPGE/CNPq). E-mail: cristiane.wosniak@unespar.edu.br

Bianca Grabaski Accioly, UNESPAR - Programa de Pós-Graduação em Cinema e Artes do Vídeo

É mestranda [Mestra a partir de 03 de abril de 2024] do Programa de Pós-Graduação/Mestrado Acadêmico em Cinema e Artes do Vídeo (PPG-CINEAV) da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) – campus de Curitiba II/FAP e vinculada à linha de pesquisa (2): Processos de Criação no Cinema e nas Artes do Vídeo. Bolsista Capes/DS (2023). É membro do GP CineCriare – Cinema: criação e reflexão (PPG-CINEAV/CNPq). Graduada em Licenciatura em Artes Visuais pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). E-mail: grabaskib@gmail.com

Referências

BETHONICO, Marina Romagnolo; DUBOIS, Philippe. A noção de fingere na produção visual contemporânea: estratégias para mundos possíveis através da imagem. Ars, 2016, V. 14, Nº 27 (55-72). Disponível em: https://www.revistas.usp.br/ars /article/view/117620. Acesso em: 29 out. 2022.

CAMARGO, Marcos. Arte & pensamento estético. Londrina: Syntagma Editores, 2021.

CIRILLO, José. Arquivos de artistas: questões sobre o processo de criação. Vitória, ES: Editora da UFES/PROEX, 2019.

COESSENS, Kathleen. A arte da pesquisa em artes - traçando práxis e reflexão. ARJ – Art Research Journal: Revista de Pesquisa em Artes, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 1–20, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/artresearchjournal/article/view/5423 Acesso em: 12 mai. 2023.

CUNHA, Maria Teresa Santos. Memória, história, biografia: escritas do eu e do outro, escritas da vida. In: PEREIRA, Roberto; MEYER, Sandra; NORA, Sigrid. Histórias em movimento: biografias e registros em dança. Caxias do Sul: Lorigraf, 2008, p. 29-40.

DICIONÁRIO online. Disponível em: https://www.dicio.com.br/memoria/. Acesso em: 10 mar. 2023.

HOOKS, bell. Pertencimento: uma cultura do lugar. São Paulo: Editora Elefante, 2022.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Trad. Bernardo Leitão (et al). 6ª ed. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2012.

MELLO, Christine. Extremidades do vídeo. São Paulo: Senac, 2008.

OXFORD LANGUAGES, Dicionário online. Disponível em: https://languages.oup.com/google-dictionary-pt/. Acesso em: 10 mar. 2023.

OSTROWER, Fayga. Criatividade e processos de criação. 24ª. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

OSTROWER, Fayga. Acasos e criação artística. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2013.

SALLES, Cecília Almeida. Crítica genética - uma (nova) introdução: fundamentos dos estudos genéticos sobre o processo de criação artística. 2 ed. São Paulo: EDUC, 2000.

SALLES, Cecília Almeida. Redes da criação: construção da obra de arte. São Paulo: Horizonte, 2006.

SALLES, Cecília de Almeida. Arquivos de criação: arte e curadoria. Vinhedo: Horizonte, 2010.

SALLES, Cecília de Almeida. Gesto inacabado: processo de criação artística. 6.ed. São Paulo: Intermeios, 2013.

SALLES, Cecília Almeida. Processos de criação em grupo: diálogos. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2017.

Downloads

Publicado

2024-07-01

Como Citar

WOSNIAK, Cristiane; GRABASKI ACCIOLY, Bianca. Ensaio sobre um processo de criação artística: a (des)ordem da imaginação e do acaso na poética audiovisual. Revista Cientí­fica/FAP, Curitiba, v. 30, n. 1, p. 305–329, 2024. DOI: 10.33871/19805071.2024.30.1.8764. Disponível em: https://periodicos.unespar.edu.br/revistacientifica/article/view/8764. Acesso em: 12 jul. 2024.