CORPO-POESIA EM AÇÃO NA QUARENTENA: "A GENTE QUE É CORPO/ PRECISA DE CORPO [...]"

Autores

  • Vitória Pavan Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
  • Marcos Antônio Bessa-Oliveira

Resumo

Este Memorial Descritivo apresenta uma pesquisa acadêmica em Artes Cênicas em sua práxis: teórica e prática. Por meio de uma proposta metodológica outra para a criação de dramaturgias teatrais, a partir do trabalho corporal com a exploração dos cinco sentidos, ganhando repertório corpóreo para criação cênica. A etapa seguinte é a criação de poesias autorais e biogeográficas, que também podem ser chamadas de poesias-corporais, uma vez que se caracterizam na sí­ntese do que o corpo escreve, porque experivivênciou. A criação das dramaturgias surge da combinação dessas duas etapas e escolhe a epistemologia descolonial para coexistir no mundo das produções. Epistemologia esta que defende ser todo/toda sujeito/sujeita produtor/produtora de arte, de cultura e de conhecimentos e preza por dar consciência disso. Dessa proposta metodológica outra, surgiu nesse contexto de quarentena a Companhia Teatral Corpos&Poesias com o intuito de colocar em prática artí­stica os estudos e leituras. O presente trabalho traz a descrição da prática, embasada teoricamente na pesquisa e expõe a potência da criação coletiva na mediação desse processo criativo que tem como referência as pesquisas de Jussara Miller (2005), para pensar a potencialidade criativa do corpo cênico, e de Augusto Boal (1980), da área teatral, pensando no/na sujeito/sujeita como protagonista de suas vivências e representações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-04-2021

Como Citar

Pavan, V., & Bessa-Oliveira, M. A. (2021). CORPO-POESIA EM AÇÃO NA QUARENTENA: "A GENTE QUE É CORPO/ PRECISA DE CORPO [.]" . O Mosaico, (20). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/mosaico/article/view/3861