A preparação do regente na construção da sonoridade orquestral

Hermes Coelho Gomes, Eduardo Augusto Östergren

Resumo


Este artigo é uma breve reflexão sobre a preparação do regente no trabalho de construção da sonoridade orquestral. Uma orquestra, com suas diversas possibilidades de formação instrumental e atuação, conta, individualmente, com músicos de alta qualidade interpretativa, entretanto, seu resultado sonoro está intimamente ligado à competência do regente em transmitir suas ideias aos músicos, fundamentada em seu estudo individual, anterior ao primeiro ensaio e sua capacidade de comunicação, principalmente durante o período de preparação. O artigo aponta, de forma pragmática, elementos para o estudo e a preparação do regente e ainda indica possibilidades técnicas adicionais propondo caminhos, como ferramentas, que o auxiliem na execução de sua tarefa de condução.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.