Uma “ilusão permanente”: a composição de Kathinkas Gesang para flauta e música eletrônica, Karlheinz Stockhausen

Paulo Agenor Miranda

Resumo


Em residência no IRCAM entre 1983-84, Stockhausen trabalhou na versão de Kathinkas Gesang para flauta e música eletrônica. Interessado na programação do synthétiseur 4X, o compositor vislumbrou “uma nova orientação da lógica musical no campo dos harmônicos”, i.e., controlar deslocamentos de fase de até 212 parciais sob intrincadas relações espectrais. Este artigo analisa a escritura da música eletrônica de Kathinkas Gesang, investigando os procedimentos técnico-composicionais subjacentes à sua realização em estúdio, tal como a concepção dos materiais e dos esquemas de espacialização. Percorrendo um traço de sua poética, a Klangkomposition, delineia-se o minucioso trabalho do compositor sobre o timbre através de sua visão prospectiva frente às relações de fase entre parciais. A despeito das novas possibilidades oferecidas pelo 4X, os árduos procedimentos analógicos e a intensa programação fizeram dessa interface uma “ilusão permanente” para Stockhausen.


Texto completo:

PDF

Referências


ASSIS, Gustavo. Em busca do som: A música de Karlheinz Stockhausen nos anos 1950. São Paulo: Editora Unesp, 2011. 425 p.

CLARKE, Michael; MANNING, Peter. The influence of technology on the composition of Stockhausen's Octophonie, with particular reference to the issues of spatialisation in a three-dimensional listening environment. Organised Sound, [s.l.], v. 13, n. 03, p.177-187, 3 nov. 2008.

GATI, Tiago; SCUCUGLIA, Fábio. O Studio di Fonologia Musicale de Milão. In: MENEZES, Flo (Org.). Luciano Berio: legado e atualidade. São Paulo: Editora da Unesp Digital, 2015. p. 141-166.

HENRIQUE, Luís L. Acústica musical. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2002. 1130 p.

MACONIE, Robin. Other Planets: the music of Karlheinz Stockhausen. Lanham, Md.: Scarecrow Press, 2005.

MENEZES, Flo. A obra de Karlheinz Stockhausen: apontamentos para o curso de análise de outubro/novembro de 1998 dentro das atividades da II BIMESP ’98. São Paulo: Studio PANaroma (Unesp/Fasm), 1998.

MIRANDA, Paulo. A Composição por Fórmula de Karlheinz Stockhausen: processos de projeção da Superfórmula de Licht em Kathinkas Gesang als Luzifers Requiem.Dissertação (Mestrado). Instituto de Artes, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.

OSMOND-SMITH, David; EARLE, Ben. Berio, Luciano. Oxford Music Online, [s.l.], 2001. Oxford University Press.

______. A acústica musical em palavras e sons. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2003. 309 p.

STOCKHAUSEN, Karlheinz. Kathinkas Gesang als Luzifers Requiem. Kürten: Stockhausen-Verlag, 1984. Partitura.

______. Electronic Music for Kathinka’s Chant as Lucifer’s Requiem. Perspectives of New Music, v. 23, n. 2, p. 40-60, 1985a.

______. Stockhausen on Opera. Perspectives of New Music, v. 23, n. 2, p. 24-39, 1985b.

______. Stockhausen sobre a música (Palestras e Entrevistas compiladas por Robin Maconie). São Paulo: Madras, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.