A MÚSICA NA ESCOLA: SONS E MELODIAS QUE PERMEIAM O PROCESSO DE INCLUSÃO ESCOLAR NUMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL EM CURITIBA

Magali Dias, Rosemyriam Cunha

Resumo


Esta pesquisa teve por objetivo estudar as atividades musicais e musicoterapêuticas desenvolvidas em uma escola de ensino fundamental em Curitiba, a qual tem em seu quadro discente alunos de inclusão e/ou com necessidades especiais. Em virtude de estudar esses alunos, o projeto desta pesquisa foi encaminhado ao Comitê de Ética do Instituto Brasileiro de Therapias e Ensino (IBRATE) conforme protocolo nº 99/2009 e aprovado na integra conforme Of. CEP 047/09 de 25 de junho de 2009. Para este deste estudo foram aplicados e analisados protocolos de observação, nos quais se registraram as reações físicas, cognitivas e emocionais dos alunos no decorrer das atividades e interações musicais. Os resultados mostraram que a música, em virtude da mediação na comunicação em musicoterapia, possibilitou formas abertas e alternativas de expressão sonora, afetiva e cognitiva. Percebeu-se ainda que tanto nas aulas de música como nas sessões de musicoterapia o desempenho e a comunicação apresentaram níveis significativos, porém, diferenciados.


PALAVRAS-CHAVE: Musicoterapia; música; inclusão.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Contato

Revista Científica / FAP

Rua dos Funcionários 1357 – Cabral

Curitiba - PR - 41 3250-7339 - 41 3250-7301

revista.mosaico@unespar.edu.br