Memórias afetivas

Mamootot (2003)

Autores

  • Demmy Cristina Ribeiro de Sousa Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.33871/19805071.2024.30.1.8891

Palavras-chave:

Mamootot; Processo criativo; Linguagem Gaga; Ohad Naharin.

Resumo

Neste texto apresento elementos da biografia, alegorias e reflexões sobre a composição coreográfica Mamootot (2003) de Ohad Naharin, coreógrafo israelense, que desde 1990 vem trabalhando à frente da Batsheva Dance Company na elaboração da linguagem de movimento que chamou de Gaga. Destaco o contexto histórico com o objetivo de identificar como a linguagem de Naharin se desenvolveu e destacar as principais correntes artísticas que moveram sua prática e sua linguagem até que ganhasse relevância internacional. Suscito questões sobre morte referente análise da obra Mamootot através das quais articulo as noções de corpo, aspectos pedagógicos a fim de alcançar alguma relação com Gaga. Utilizo como fontes entrevistas, textos e documentários produzidos através da imagem-fala do coreógrafo. Vale reforçar que a maior parte das informações contextualizadas até aqui foram colhidas no documentário britânico que conta com a fabulação de histórias sobre Naharin e seus feitos dentro da Batsheva produzido por Tomer Heymann, Mr. Gaga: A true story of love and dance (2015), traduzido para português como Gaga: o amor pela dança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Demmy Cristina Ribeiro de Sousa, Universidade do Estado de Santa Catarina

“Demmy Cristina Ribeiro de Sousa, Professora de Arte, Doutoranda em Artes-Cênicas, Mestra em Letras e Artes, Graduação plena em Dança, com experiência em processos criativos em dança-teatro. Atuo em montagens coreográficas, oficinas de dança contemporânea e performance desde 2012 até o presente momento. Tenho experiência em projetos de iniciação científica atuando na área do corpo, performance, processos criativos e dança contemporânea, em específico – o método de Dança-Teatro desenvolvido pela coreógrafa alemã Pina Bausch e, a linguagem de movimento Gaga do coreógrafo israelense Ohad Naharin.”

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Tradução Vinícius Nicastro Honesko. Chapecó, SC: Argos, 2009.

BOLSANELLO, Débora Pereira. A educação somática e o contemporâneo profissional da dança. DAPesquisa, Florianópolis, v. 7, n. 9, p. 001-017, 2012.

DUARTE, Nicole Blach; CAVALCANTI, Raquel Pires. A influência de princípios somáticos em processos de composição coreográfica: Ensaio a partir de uma experiência. Cadernos do GRIPE-CIT: Grupo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão em Contemporaneidade, Imaginário e Teatralidade. Universidade Federal da Bahia, Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas – No 36, setembro, 2016, P. 64 -85.

GALLILI, Deborah Friends. Going Gaga: My Intro to Dance Classes. Israel: 2008. Disponível em: <https://www.danceinisrael.com/2008/11/going-gaga-my-intro-to- gaga-dance/ >. Acesso em: 08 mar. 2021.

GALLILI, Deborah Friends. Gaga: Ohad Naharin’s Movement Language, in His Own Words. Dance in Israel: 2008. Disponível em: < https://www.danceinisrael.com/2008/12/gaga-ohad-naharins-movement-language-in-his-own-words/>. Acesso em: 28 dez. 2008.

HOGSTAD, Ine Terese. Finding Layers in the Gaga Moviment Language: A study of Lived Experience of the Gaga Moviment Language in the Dancing Community Gaga/people at the Suzanne Dellal Center, Tel Aviv. Norway, 2015. 71f. Master thesis dance studies. Department of Music, Dance Studies, Nowegian University of Science and Technology Faculty of Humanities, Norway, 2015.

KATAN, Einav. Move and Rest in peace: “Pathosformel” in Mamootot, A Dance Work by Ohad Naharin, Batsheva Dance Company. Berlin”: Akademie Verlag, 2012.

KATAN, Einav. Embodied philosophy in dance: Gaga and Ohad Naharin’s movement research. London: Palgrave Macmillan, 2016.

LAPOUJADE, David. William James, a construção da experiência. Tradução Hortencia Santos Lencastre. São Paulo: n-1 edições, 2017.

LAPOUJADE, David. Ficções do Pragmatismo. Tradução Hortencia Santos Lencastre. São Paulo: n-1 edições, 2022.

MOVEMENT RESEARCH. Ohad Naharin in conversation with Zachary Whittenburg. Disponível em: <https://movementresearch.org/publications/critical-correspondence/ohad-naharin-in-conversation-with-zachary-whittenburg>. Publicado em: 26 maio 2012.

RESTREPO, Iván A. Montoya; DÁVILA, Celia Dávila. El kibutz desde el período pre-estatal (1945-1948) hasta finales del siglo XX. ver. Innovar. Vol. 16, No. 28, julio a diciembre de 2006.

SAABI, Luiza Beloti Abi. As coisas que viajam dentro de você: Um registro do processo de trabalho de Gaga. Brasília, 2015. 110f. Dissertação (Mestrado em Artes). Universidade de Brasília, Brasília, 2015.

Downloads

Publicado

2024-07-01

Como Citar

RIBEIRO DE SOUSA, Demmy Cristina. Memórias afetivas: Mamootot (2003). Revista Cientí­fica/FAP, Curitiba, v. 30, n. 1, p. 109–124, 2024. DOI: 10.33871/19805071.2024.30.1.8891. Disponível em: https://periodicos.unespar.edu.br/revistacientifica/article/view/8891. Acesso em: 24 jul. 2024.