Segmentação formal e pentatonismo harmônico em Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band

Autores

Palavras-chave:

Beatles, Rock, Musical Forms, Harmony, Musical Analisys

Resumo

Esse artigo é dedicado a fazer uma análise da forma musical e dos encadeamentos harmônicos da canção “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, primeira faixa do álbum homônimo, e de sua Reprise que ocorre na faixa 12. Na análise formal serão usados conceitos da teoria das funções formais desenvolvidas por William Caplin para o repertório clássico e adaptada para a análise de Rock por Drew Nobile. As duas faixas serão primeiramente consideradas em separado, mas depois analisadas como sendo uma única canção. Na análise harmônica serão utilizados conceitos desenvolvidos por Walter Everett e Nicole Biamonte em que os acordes são gerados a partir das notas das pentatônicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ciro Visconti, Faculdade Santa Marcelina

Ciro Visconti é Doutor na área de Musicologia (USP, 2020), tendo realizado parte do curso na CUNY como bolsista do programa Fulbright sob a orientação do Prof. Doutor Joseph Straus. Mestre em Processos de Criação Musical (USP, 2014). Bacharel em Guitarra (FMCG - 2003). É coordenador pedagógico e professor do Conservatório Souza Lima. e do Curso de Pós-Graduação em Rock: Teoria, História e Prática da Faculdade Santa Marcelina, o primeiro curso de especialização nesse gênero do Brasil. Tem dois livros publicados: Guitar Player Brasil Série Estudo (Editora Melody, 2011) e Simetria nos Estudos Para Violão de Villa-Lobos, (Paco, 2016).

Referências

BIAMONTE, Nicole. Triadic modal and pentatonic patterns in Rock music. Music Theory Spectrum, Vol. 32, Issue 2, pp. 95, California. 2010.

CAPLIN, William. Classical form: a theory of formal functions for the instrumental music of Haydn, Mozart, and Beethoven. New York: Oxford University Press, 1998.

DE CLERCQ, Trevor. Sections and successions in successful songs: a prototype approach to form in Rock music. Tese de Doutorado. Rochester, NY: University of Rochester, 2012.

EVERETT, Walter. The Beatles as musicians: Revolver through Anthology. New York: Oxford University Press, 1999.

______. Making sense of Rock’s tonal systems. Music Theory Online, volume 10, Number 4, 2004. https://www.mtosmt.org/issues/mto.04.10.4/mto.04.10.4.w_everett.html#FN3REF

______. The foundations of Rock: from Blue suede shoes to Suite: Judy blue eyes. New York. Oxford University Press, 2009.

HELMHOLTZ, Hermann. On the sensations of tone as a physiological basis for the theory of music. Trad. Ellis, Alexander. Longmans, Green, and co. Londres. 1875.

NOBILE, Drew F. Form and voice leading in early Beatles songs. Music Theory Online, volume 17, Number 3, 2011. Society for Music Theory. Disponível em: <https://www.mtosmt.org/issues/mto.11.17.3/mto.11.17.3.nobile.html>. Acesso 11 maio 2022.

______. A Structural approach to the analysis of Rock music. Tese de Doutorado. New York: City University of New York, Graduate Center, 2014a.

______. Harmonic sentence-types in Rock music. MTMW Annual Meeting. Appleton, WI. 2014b.

______. Form as Harmony in Rock Music. New York: Oxford University Press, 2020.

SCHOENBERG, Arnold. Fundamentos da composição musical. Trad. Seincman, Eduardo. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1996.

______. Harmonia. Trad. Maluf, Mardem. São Paulo: Editora UNESP, 1999.

SUMMACH, Jay. The structure, function, and genesis of the prechorus. Music Theory Online, volume 17, Number 3, 2011.

STRAUS, Joseph N. Introduction to Post-Tonal Theory. 4th ed. New York, NY: W. W. Norton Company, 2016.

Downloads

Publicado

29.09.2022

Como Citar

Visconti, C. (2022). Segmentação formal e pentatonismo harmônico em Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band. Revista Vórtex, 10(2), 1–30. Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/vortex/article/view/6729

Edição

Seção

Dossiê “55 anos de Sgt. Pepper´s Lonely Hearts Club Band”