O corpo "fala"? As sensibilidades do corpo na criação musical

Autores

  • Roseane Yampolschi UFPR

Resumo

A ideia central deste ensaio se refere a uma pesquisa em progresso sobre o papel do corpo no processo de criação musical. Para refletir sobre essa temática, a autora se baseia em uma experiência criativa, subjetivamente animada do corpo, com base na intencionalidade do gesto, que é mediada por uma escuta ativa, "enfática"– que privilegia o tato, da forma como é sentido, internamente–, a inteligência proprioceptiva, a imaginação e as emoções que acompanham essas experiências sensí­veis naquele trabalho de criação musical.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roseane Yampolschi, UFPR

Roseane Yampolschi é compositora e professora de criação musical da Universidade Federal do Paraná. Realizou seus estudos de Pós-Doutorado em Criação Musical, no King's College (2014), e Doutorado, na University of Illinois (1997). Seus trabalhos artí­sticos têm sido apresentados em festivais e concertos no Brasil e no exterior, destacando-se os da Bienal de Música Brasileira Contemporânea/Funarte e o World Music Days, na Noruega (1990). Recebeu prêmios e distinções por seus trabalhos como compositora, nacionais e internacionais. Parte de seu trabalho está documentado no CD da Orquestra Filarmônica da UFPR (2013) e no catálogo-DVD "Nem tudo é provisório" (2010).

Downloads

Publicado

30.12.2014

Como Citar

Yampolschi, R. (2014). O corpo "fala"? As sensibilidades do corpo na criação musical. Revista Vórtex, 2(2). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/vortex/article/view/463

Edição

Seção

Artigos