Os primórdios do ensino da flauta no Rio de Janeiro (1808-1831)

Autores

  • Humberto Amorim Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

O artigo objetiva realizar um levantamento dos professores de flauta atuantes no Rio de Janeiro no í­nterim compreendido entre a chegada da famí­lia real portuguesa (1808) e a abdicação de d. Pedro I ao trono brasileiro (1831). Como objetivos secundários, suscita o papel dos periódicos pioneiros da imprensa brasileira na difusão do ensino do instrumento, bem como identifica e analisa algumas das tipologias caracterí­sticas do ensino de flauta do perí­odo. Alicerçada em uma pesquisa documental, a metodologia consistiu no levantamento, categorização, cruzamento e análise de mais de 50 anúncios (grande parte dos quais inéditos) recolhidos em seis distintos jornais (Gazeta do Rio de Janeiro, Diário do Rio de Janeiro, Jornal do Commercio, Correio Mercantil, Spectador Brasileiro e O Sete de Abril). Os resultados e conclusões indicam a significativa atuação de professores estrangeiros (sobretudo franceses) no Rio de Janeiro e as diversas estratégias utilizadas pelos mestres de flauta para subsistir, dentre as quais despontam o ensino de outros instrumentos, de lí­nguas estrangeiras e mesmo a execução de tarefas extramusicais, realidades que nos ajudam a melhor compreender os caminhos que nos trouxeram às práticas de hoje.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Humberto Amorim, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) desde 2007. Doutor em Musicologia, Mestre em Práticas Interpretativas, possui ainda três graduações na área musical, além de ter obtido o Máster em violão clássico pela Universidade de Alicante (ESP). Já realizou concertos, palestras, comunicações e lançamentos em 13 paí­ses e publicou um DVD e dois livros pela Academia Brasileira de Música: Tacuchian por Humberto Amorim (2015), Ricardo Tacuchian e o Violão (2014) e Heitor Villa-Lobos e o Violão (2009), este último considerado pela crí­tica "a maior pesquisa já realizada sobre o assunto no Brasil" (Revista Violão Pro, 2009). Desde 2016, vem publicando uma série de artigos em revistas especializadas, frutos de seu perí­odo como pesquisador-residente (2015-2017) da Fundação Biblioteca Nacional. E-mail: humberto-amorim@hotmail.com

Referências

AMORIM, Humberto. O ensino de música nas primeiras décadas do Brasil oitocentista (1808-1822). Opus – Revista Eletrônica da ANPPOM. Campinas, v. 23, n. 3, p. 43-66, 2017

CARDOSO, André. 2008. A Música na Corte de D. João VI. São Paulo: Martins Fontes.

CAVALCANTI, Nireu. 2004. O Rio de Janeiro setecentista: a vida e a construção da cidade da invasão francesa até a chegada da corte. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

FRIDMAN, Fania. Judeus-franceses no Rio de Janeiro do Século XIX. In: DE LUCA, Tania Regina; VIDA, Laurent (orgs.). Franceses no Brasil: séculos XIX-XX. São Paulo: Editora UNESP, 2009. p. 175-190.

HOLLER, Marcus Tadeu. 2006. Uma História de Cantares de Sion na Terra dos Brasis: A Música na Atuação dos Jesuí­tas na América Portuguesa (1549-1759). Tese (Doutorado em Música). Instituto de Arte, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas (SP).

MENDES, Jairo Faria; RABELO, Ernane. A Censura no Perí­odo Colonial. In: 8 Encontro Nacional de História da Mí­dia. Anais do 8 Encontro Nacional de História da Mí­dia. Guarapuava-PR: Unicentro, 2011. Disponí­vel em:

<http://www.ufrgs.br/alcar/encontros-nacionais-1/encontros-nacionais/8o-encontro-2011-1/artigos/A%20censura%20no%20periodo%20colonial.pdf/view>

Acesso em 02 mar. 2018, í s 15:38 h.

Periódicos

CORREIO MERCANTIL, Rio de Janeiro, v. 2, n. 167, 03 ago. 1831, p. 4.

_____, Rio de Janeiro, n. 297, 12 jan. 1832, p. 3.

DIíRIO DO RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro (RJ), n. 4, 05 jan. 1822a, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 7, Ed. 280, 08 out. 1822b, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 14, Ed. 289, 16 out. 1822c, p. 4.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 16, Ed. 172, 21 jun. 1823, p. 4.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 25, 31 dez. 1825, p. 4.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 16, Ed. 229, 19 ago. 1826a, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 4, Ed. 96, 06 abr. 1826b, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 13, Ed. 107, 17 abr. 1826c, p. 6.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 13, Ed. 16, 16 jan. 1826d, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 11, 13 mar. 1826e, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), 09 nov. 1826f, p. 4.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 4, Ed. 64, 05 mar. 1827a, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 3, Ed. 156, 05 jun. 1827b, p. 4.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 20, Ed. 78, 28 jun. 1827c, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 17, Ed. 139, 19 mai. 1827d, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 5, Ed. 278, 05 out. 1827e, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 7, Ed. 220, 08 ago. 1828, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 9, Ed. 43, 12 fev. 1829a, p. 4.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 25, Ed. 150, 30 mai. 1829b, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 22, Ed. 29, 29 jan. 1829c, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 19, Ed. 327, 23 nov. 1829d, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 13, Ed. 135, 15 mai. 1829e, p. 7.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 18, Ed. 325, 21 out. 1829f, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 13, Ed. 284, 15 out. 1829g, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 21, Ed. 267, 25 set. 1829h, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 12, Ed. 642, 11 dez. 1829i, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 21, Ed. 267, 25 set. 1829j, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 6, Ed. 341, 07 nov. 1829l, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 16, Ed. 323, 19 out. 1829m, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 12, 14 ago. 1830a, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 27, 16 ago. 1830b, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 6, 07 set. 1830c, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 6, 07 mai. 1830d, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 15, 20 abri. 1830e, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 3, 04 fev. 1831a, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 17, 21 jul. 1831b, p. 3.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 13, 16 ago. 1831c, p. 5.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 15, 17 mar. 1831d, p. 2.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 13, 17 jan. 1832c, p. 3.

DIíRIO MERCANTIL, Rio de Janeiro (RJ), v. 9, n. 69, 22 set. 1827, p. 4.

GAZETA DO RIO DE JANEIRO, Avisos, Rio de Janeiro (RJ), 21 fev. 1810, p. 4.

_____, Avisos, Rio de Janeiro (RJ), 06 jun. 1812a, p. 4.

_____, Avisos, Rio de Janeiro (RJ), 11 abr. 1812b, p. 4.

_____, Avisos, Rio de Janeiro (RJ), 24 abr. 1813, p. 4.

JORNAL DO COMMERCIO, Rio de Janeiro, v. II, N. 87, 16 jan. 1828a, p. 4.

_____, Rio de Janeiro, v. II, n. 89, 18 jan. 1828b, p. 4.

_____, Rio de Janeiro, v. II, n. 146, 28 mar. 1828c, p. 4.

_____, Rio de Janeiro, v. II, n. 392, 30 jan. 1829a, p. 3.

_____, Rio de Janeiro, v. VI, n. 395, 04 fev. 1829b, p. 3.

_____, Rio de Janeiro, v. IX, n. 537, 06 ago. 1829c, p. 3.

_____, Rio de Janeiro, v. IX, n. 540, 10 ago. 1829d, p. 2-3.

_____, Rio de Janeiro, v. IX, n. 581, 30 set. 1829e, p. 3.

_____, Rio de Janeiro, v. II, n. 96, 04 mai. 1830a, p. 4.

_____, Rio de Janeiro, v. III, n. 178, 11 ago. 1830b, p. 3.

_____, Rio de Janeiro, v. II, n. 88, 24 abr. 1830c, p. 4.

_____, Rio de Janeiro, v. II, n. 144, 08 fev. 1831, p. 3.

O SETE DE ABRIL, Rio de Janeiro (RJ), Ed. 531, 07 mar. 1838, p. 4.

O SPECTADOR BRASILEIRO, Rio de Janeiro (RJ), n. 89, Ed. 172, 04 fev. 1825a, p. 4.

_____, Rio de Janeiro (RJ), n. 90, 07 fev. 1825b, p. 3.

Downloads

Publicado

01.12.2018

Como Citar

Amorim, H. (2018). Os primórdios do ensino da flauta no Rio de Janeiro (1808-1831). Revista Vórtex, 6(3). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/vortex/article/view/2637

Edição

Seção

Artigos