Panorama Sócio-histórico do Arranjo Produtivo Local de Software no Sudoeste Paranaense: análise linguístico-discursiva de processo

Rafael Henrique Mainardes Ferreira

Resumo


O artigo em questão busca destacar os principais significados estabelecidos a partir da análise dos enunciados encontrados no documento “APLs do Estado do Paraná: Arranjo Produtivo Local de software de Pato Branco, Dois Vizinhos e Região Sudoeste do Paraná – estudo de caso” estabelecido pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Neste estudo de caso, elaborado pela entidade, é possível verificar a apresentação de dados e enunciados que qualificam o desenvolvimento do estudo dos APLs na região, possibilitando ainda analisar os principais protagonistas e antagonistas encontrados nos processos de aglomerados produtivos. Através de interpretação dos elementos que compõem o documento, é possível verificar análise do discurso, no intuito de identificar os fatores mais relevantes deste quadro de prot(ant)agonismo, diante da releitura do o processo escolhido e utilizando a linguagem como uma ponte para verificação de conflito e intervenções. Empregando, prioritariamente, a análise do discurso bakhtiniano, confere-se os atores envolvidos no processo e suas respectivas interações, considerando o ambiente e a linguagem.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

CASSIOLATO, José E.; LASTRES, Helena M. M. Arranjos Produtivos Locais: uma alternativa para o desenvolvimento, criatividade e cultura. Rio de Janeiro: E-papers, 2008.

CEREJA, William. Significação e tema. In: BRAIT, Beth (Org.). BAKHTIN: conceitos-chave. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2012.

COSTA, G. M. O “desenvolvimento” dos Arranjos Produtivos Locais (APLS) na Região Oeste do Paraná. In: I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DOS ESPAÇOS DE FRONTEIRA, 1., 2011, Marechal Cândido Rondon. Anais... Marechal Cândido Rondon: Unioeste, 2011.

LASTRES, Helena M. M.; CASSIOLATO, José E.; ARROIO, Ana. (Org.) Conhecimento, sistemas de inovação e desenvolvimento. Rio de Janeiro: Editora UFRJ; Contraponto, 2005.

INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL. Arranjo produtivo local de software de Pato Branco, Dois Vizinhos e Região Sudoeste: estudo de caso. Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social, Secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral. – Curitiba: IPARDES, 2006.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de linguística geral. 27. ed. São Paulo: Cultrix, 2006.

TOURAINE, Alain. Crítica da modernidade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.