ESTUDO CROMOSSÔMICO DE UMA POPULAÇÃO DE TRAÍRA, Hoplias malabaricus (CHARACIFORMES, ERYTHRINIDAE), PROVENIENTES DO MÉDIO RIO IGUAÇU

Luciano Weiwanko, Rafael Bueno Noleto

Resumo


A espécie Hoplias malabaricus é um dos principais representantes dos eritrinídeos neotropicais, caracterizada por um amplo polimorfismo cariotípico, uma vez que até o momento sete cariomorfos já foram descritos. Considerada por diversos autores como um complexo de diferentes espécies, H. malabaricus possui taxonomia confusa e, desse modo se faz necessário mais estudos cobrindo maiores áreas de amostragem para melhor compreender a origem dos cariomorfos. O presente estudo teve como objetivo realizar uma análise do cariótipo da espécie acima referida proveniente do médio Rio Iguaçu, segundo planalto paranaense. Os espécimes foram coletados no município de Cruz Machado - PR e submetidos a análises de citogenética clássica, enfocando o número diploide através de coloração com Giemsa, o padrão da heterocromatina constitutiva (Bandas C) e a localização dos genes ribossômicos 45S (Regiões Organizadoras de Nucléolos – RONs) através de impregnação com nitrato de prata. Os espécimes analisados apresentaram um cariótipo com 2n = 42 cromossomos, RONs múltiplas e bandas C no centrômero de todos os cromossomos, além de algumas marcações teloméricas em alguns pares. Este padrão caracteriza o cariomorfo A, cuja estrutura cariotípica é a de maior frequência na bacia do Rio Iguaçu. Frente ao fato de ser considerado um complexo de espécies, aspectos biogeográficos e de evolução cromossômica, enfatizando transformações cariotípicas entre os cariomorfos ocorrentes nesta bacia são discutidos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.