Concepções de professores de ciências e matemática sobre aspectos do processo avaliativo.

Edinalva Alves Vital dos Santos, Larissa Amaro dos Santos, Maria Valnice Medeiros Costa, Nayara Tatiana Santos da Costa, Luiz Sodré Neto

Resumo


A avaliação no contexto escolar deveria ser uma prática diagnóstica, com finalidade de subsidiar o processo de ensino-aprendizagem, contribuindo para aprendizagem e desenvolvimento de habilidades das partes envolvidas. Entretanto, o que se vê na prática na maioria dos casos é aquela atividade direcionada apenas para a atribuição de notas aos alunos. Diante disto, o presente artigo objetivou analisar as concepções de professores de Ciências e Matemática de duas instituições públicas de Ensino Fundamental, sobre a prática avaliativa, bem como os critérios metodológicos utilizados pelos docentes para a verificação do processo de ensino-aprendizagem no espaço escolar. Como método para obtenção de dados, utilizaram-se questionários semiestruturados, contendo perguntas de caráter objetivo e discursivo. As questões abordaram as seguintes temáticas: avaliação e exame; instrumentos avaliativos; concepção de erro; correção de questões; processo avaliativo; e a concepção do termo avaliação. Os resultados do estudo apontam que alguns professores, ainda, permanecem com percepções equivocadas no que concerne a real finalidade da avaliação para o processo de ensino-aprendizagem, especialmente os da área de Ciências Exatas. Contudo, ao mesmo tempo em que há incoerência de alguns professores em relação ao termo avaliação, há também os que não só compreendem a finalidade do processo avaliativo, mas o praticam nas suas metodologias de ensino, buscando efetividade no processo educacional e possibilitando a construção e reconstrução a partir dos conhecimentos prévios  de cada educando.


Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, R.B; SANTOS FILHO, G.O; SANTOS,O. R.R. Educação inclusiva e avaliação escolar: o professor no centro das discussões. In: Encontro Internacional de Formação de Professores e Fórum Permanente de Inovação Educacional, v. 8, n. 1, 2015.

BARRIGA, A.D. Uma Polêmica em Relação ao Exame. In: ESTEBAN, M.T.(org.). Avaliação: uma prática em busca de novos sentidos. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais : terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Brasília, MEC/SEF, 1998. 174 p.

DEPRESBITERIS, L. Avaliação da aprendizagem do ponto de vista técnico-científico e filosófico-político. São Paulo: FDE, 1998, p. 161-172. Disponível em:< http://ltc.nutes.ufrj.br/constructore/objetos/ideias_avaliacao_LeaD.pdf>. Acesso em: 07/11/2015.

DUARTE, C. E. Avaliação da aprendizagem escolar: como os professores estão praticando a avaliação na escola . HOLOS, v. 8, 2016, p. 53-67.

FENILI, R. M, et al. Repensando a avaliação da aprendizagem.Revista Eletrônica de enfermagem, v. 4, n. 2, 2006. Disponível em: acesso em: 10/11/15.

FREITAS, H.L; CARVALHO, M.N. Diversificação, Validade e Utilização dos Resultados dos Instrumentos Avaliativos-Um Estudo Feito com Professores da Rede Municipal. In:Anais da Semana de Licenciatura, v. 1, n. 6, 2015, p. 12-2. Disponivel em: Acesso em: 04.02.2016.

FREIRE, P. Educação" bancária" e educação libertadora. Introdução à psicologia escolar, v. 3, 1997.

GATTI, B.A. O professor e a avaliação em sala de aula. Estudos em avaliação educacional, n. 27, 2013, p. 97-114. Disponível em:. Acesso em: 07/11/2015.

HARRES, J. B. S. Desvinculação entre avaliação e atribuição de nota: análise de um caso no ensino de física para futuros professores. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v. 5, n.1, 2003, p. 1-10. Disponível em: Acesso em 29/04/2016.

HOFFMAN, J. Avaliação mediadora: relação dialógica na construção do conhecimento. In: Avaliação Mediadora; uma prática de construção da pré-escola a universidade. 17.ed.Porto Alegre: Mediação, 2000.

LEMOS, P. S.; SÁ, L. P. A avaliação da aprendizagem na concepção de professores de química do ensino médio. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v. 15, n.3,2-13, p. 57-71. Disponível em: Acesso em 30/04/2016.

LUCKESI, C. C.. Avaliação da aprendizagem na escola e a questão das representações sociais. Eccos Revista Científica, v. 4, n. 2, 2002, p. 79-88. Disponivel em: < http://www.uel.br/graduacao/odontologia/portal/pages/arquivos/NDE/AVALIA%C3%87%C3%83O%20DA%20APRENDIZAGEM%20NA%20ESCOLA.pdf>. Acesso em: 06/10/2015.

LUCKESI, C.C.. Verificação ou avaliação: o que pratica a escola. Série Idéias, n. 8, 1998, p. 71-80. Disponível em:< http://www2.ccv.ufc.br/newpage/conc/seduc2010/seduc_dir/download/avaliacao1.pdf>. Acesso em: 06/10/2015

LUCKESI, C. C. Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude. São Paulo, 1990.

MACHADO, L.B.C.V; MACHADO, L.M.C.V; MACHADO, A. D. C. V. O professor e o processo avaliativo. Prova: eis a questão. Revista Brasileira de Ciências da Vida, v. 1, n. 1, 2011, p. 57-74.

NETO, A. L. G.C; AQUINO, J. L. F. A avaliação da aprendizagem como um ato amoroso: o que o professor pratica. Educação em Revista, v. 25, n. 02, 2009, p. 223-240. Disponível em: < http://www.usjt.br/proex/arquivos/produtos_academicos/projeto_bolsa_escola.pdf#page=16>. Acesso em:07/11/2015.

SILVA, E.D. A Virtude do Erro: uma visão construtiva da avaliação. Estudos em Avaliação Educacional, v. 19, n. 39, 2013, p. 91-114. Disponível em: Acesso em: 09/11/15

SILVA, F. F; MOURA, S. E. W.B; PEREIRA, R. S. A avaliação nos anos iniciais do ensino fundamental: um retrato da prática dos professores de educação física na rede municipal de cuiabá. Pensar a Prática, v. 18, n. 2, 2015 Disponível em: Acesso em: 11/11/15

SILVA, J. L. P. B.; MORADILLO, E. F. Avaliação, ensino e aprendizagem de ciências. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v.4, n.1, 2002, p. 1-12. Disponível em: Acesso em: 20/04/2016.

SOUZA, N.A; BORUCHOVITCH, E. Mapa conceitual: seu potencial como instrumento avaliativo. 2010. Disponível em: Acesso em: 09/11/15

TREVISAN, A. L.; MENDES, M. T.; BURIASCO, R. L. C.. O Conceito de Regulação no Contexto da Avaliação Escolar. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, v. 7, n. 1, 2014, p. 235-250.

VIANNA, H. M.. Fundamentos de um programa de avaliação educacional. Estudos em Avaliação Educacional, v. 24, n. 60, 2015, p. 56-70. Disponível em:< http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/eae/article/view/3314> Acesso em:11/11/15

ZABALA. A. A avaliação. In: A prática educativa: Como ensinar. Introdução. Ernani F. da. F. Rosa. Porto Alegre: Artmed, 1998. p. 195-221


Apontamentos

  • Não há apontamentos.