Praxinoscópio e zootrópio: brinquedos ópticos na relação arte-ciência

Marisol Luciane Miara, Marcos Cesar Danhoni Neves

Resumo


O artigo refere-se ao resultado de uma pesquisa envolvendo o uso de um praxinoscópio e zootrópio como objetos lúdicos na investigação da Óptica como tema potencial para a aproximação entre Arte – Ciência”. Para tanto foi fundamental estudar o princípio da percepção visual e da ilusão óptica, utilizando-se da movimentação de quadros estáticos (frame by frame). A reconstrução destes instrumentos ancorou-se nas oficinas de um Projeto de Extensão intitulado “Técnicas de Representação da Imagem: Do Renascimento à Fotografia”, dividida em duas oficinas especificas “Zootrópio: uma arte vista entre frestas luminosas” e “Praxinoscópio: o reflexo fragmentado da animação”. Os dados obtidos na pesquisa foram analisados em suas modalidades qualitativa e descritiva, tendo como fonte direta as informações mais próximas do ambiente escolar natural. Na fundamentação da pesquisa destacaram-se alguns teóricos, que abordaram fenômenos físicos presentes na vida cotidiana.


Palavras-chave


Arte e Ciência. Praxinoscópio. Zootrópio. Ilusão de óptica. Fotografia. Ensino.

Texto completo:

195-216

Referências


A BRIEF HISTORY OF PHOTOGRAPHY “Olhos curiosos”. Eastman Kodak, Câmera 1888 Yon Ankersmit, 2008. Disponível em:

ANIMAÇÃO S.A. O espetáculo “Fantasmagorie” de Etienne Gaspard Robert. 2015. Disponível em: < http://animacaosa.blogspot.com.br/2015/03/historia-do-cinema-de-animacao-os_15.html.> Acesso em 20 abr. 2017.

ARELLANO. Nelson. Câmara da Daguerreotipo. Susse Frére Daguerreotype câmera, 2010. Disponível em: Acesso em 1 maio 2017.

ARNHEIM, Rudolf. Art and visual perception: a psychology of the creative eye. University of California Press, 1956.

BOGDAN, Robert C.; BIKLEN, Sari Knopp. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BRIGGS. Asa; BURKE. Peter. Uma história social da mídia: de Gutenberg à internet. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2006.

BURNS, Paul. The history of the discovery of cinematography. 2010. Disponível em: Acesso em: 10/02/2017.

CORREIA, Camille. Primeiros aparelhos de captação da imagem: praxinoscópio. 2009. Disponível em: Acesso em 12 out. 2016.

DEMO, Pedro. A educação cientifica. Técnico Senac, v. 36, n.1, jan./abr. 2010. Disponível em: . Acesso em: 2 jan. 2017.

______. Conhecimento moderno: sobre ética e intervenção do conhecimento. Petrópolis: Vozes, 2010.

______. Educação & conhecimento: relação necessária, insuficiente e controversa. Petrópolis: Vozes, 2001.

EUZÉBIO, Maria. Animação Fenaquistoscópio, 2012. Disponível em: . Acesso em 12 out. 2016.

FAZENDA, Ivani. Interdisciplinaridade: qual o sentido? São Paulo: Paulus, 2008.

______. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. 6. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2011.

FOGLIANO, Fernando. A experiência estética: consciência, linguagem e narrativa. Instituto de Arte da Universidade de Brasília Programa de Pós-Graduação em Arte. Edição 1, Brasília, DF, 2012. Disponível em: < https://www.medialab.ufg.br/art/wp-content/uploads > Acesso em 10 abr. 2017.

GOMBRICH, Ernst Hans. A história da arte. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

KOSSOY. Boris. Fotografia & história. 5. ed. São Paulo: Ateliê Editorial, 2014.

LUCENA JR.; Alberto B. Arte da animação: técnica e estética através da história. São Paulo: SENAC, 2005.

MAGALHÃES, Marcos. Técnicas de animação para professores e alunos. Rio de Janeiro: Ideia, 2015.

NOGUEIRA, Sérgio. Lanterna mágica. Imagem-a-imagem. Apoio didático para a imagem em movimento na escola, 2008. Disponível em: Acesso em 6 nov. 2016.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Diretrizes Curriculares da Educação Básica Ciências. Curitiba, 2008.

______. ______. Diretrizes Curriculares da Educação Básica Arte. Curitiba, 2008.

PERELMAN, Yakov. Física Recreativa. 1936. Disponível em: Acesso em 28 nov. 2016.

SANTAELLA, Lucia. A relevância da arte-ciência na contemporaneidade. Brasília, p. 103, 2012. Disponível em: Acesso em: 1 mar. 2017.

SERÉ, M. G. O papel da experimentação no ensino da Física. Cadernos Brasileiros de Ensino de Física, v. 20, n. 1, p. 30-42, abr. 2003.

TAUMATROPO. História do pré-cinema. Brinquedos ópticos. Desenho Industrial (UFES/2009). Disponível em: . Acesso em 12 out. 2106.

ZOETRÓPIO, W. E. Lincoln. Toy. 1867. Disponível em: Acesso em 5 maio 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.