DANÇA: CUIDADO DE SI

Autores

  • Elke Siedler

Resumo

O artigo versa sobre o Yoga, no campo da performatividade em dança (SETENTA, 2008), enquanto estratégia ético-estética de cuidado de si. O disparador da reflexão pauta-se nos modos polí­ticos de existência do artista-docente e pesquisador da dança enquanto resistência ao contexto da precarização das condições e relações de trabalho em espaços artí­stico-pedagógicos institucionais. Para tanto, problematiza-se as relações de tensão entre corpo e ambiente atravessados pela lógica de consumo 24/07 (CRARY, 2014) e a sociedade do cansaço (HAN, 2017), em tempos de crise sistêmica, decorrente das implicações do ví­rus SARS-CoV-2. O objetivo geral volta-se para as vivências do projeto de extensão online "Dança: Cuidado de Si'', iniciado em 2020, no Colegiado de Licenciatura e Bacharelado em Dança, da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR). Os estudos de Michel Foucault (2006), sobre o cuidado de si, norteiam o raciocí­nio acerca de um desafio de pensar-fazer dança, pelo viés de meditações ativas, enquanto possibilidade criativa de sobrevivência cognitiva e potência de vida frente às instabilidades próprias dos processos relacionais intersubjetivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

Eixo 1- Dossiê Temático