Teatro na escola: possibilidades de desenvolvimento de adolescentes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33871/19805071.2016.15.2.1118

Resumo

A arte, em todas as suas formas, é um produto histórico cultural da humanidade e, ao mesmo tempo, elemento essencial na constituição do humano do ser. Contudo, a arte, ainda que inserida no rol das disciplinas escolares obrigatórias no Brasil, tende a ser compreendida na escola como um conhecimento de menor importância e desnecessário à plena formação dos cidadãos. Este artigo apresenta parte dos resultados de uma pesquisa qualitativa realizada em uma escola pública da cidade de Curitiba, Paraná, com a qual pretendeu-se contribuir para a produção de conhecimentos sobre o papel das artes no desenvolvimento do ser humano. Os participantes da pesquisa foram 15 adolescentes com idades entre 12 e 14 anos. Partindo-se do pressuposto de que o ser humano é uma unidade indivisí­vel complexa na qual inter-relacionam-se as dimensões afetiva, cognitiva, social e motora, o estudo investigou as possibilidades de desenvolvimento propiciadas pela realização de atividades teatrais na instituição escolar, fundamentando-se principalmente nas ideias do psicólogo russo, criador da psicologia histórico cultural, Lev Vygotsky.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Eunice de Oliveira, Universidade Federal do Paraná

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Paraná. Mestra em Educaçao e graduada em Pedagogia pela mesma universidade.

Helga Loos-Sant'Ana, Universidade Federal do Paraná

Graduada em Psicologia pela UFRN. Mestre em Psicologia pela UFPE. Doutora em Educação pela UNICAMP. Professora do Departamento de Teoria e Fundamentos da Educação e da Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Paraná.

Downloads

Publicado

2016-12-01

Como Citar

DE OLIVEIRA, M. E.; LOOS-SANT’ANA, H. Teatro na escola: possibilidades de desenvolvimento de adolescentes. Revista Cientí­fica/FAP, Curitiba, v. 15, n. 2, 2016. DOI: 10.33871/19805071.2016.15.2.1118. Disponível em: https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/revistacientifica/article/view/1118. Acesso em: 14 abr. 2024.