INTERDISCIPLINARIDADE: TEORIA E PRÁTICA ATRAVÉS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

Autores

  • Bruno Tobias Martins Universidade de Pernambuco - CMN
  • Eliane Maria da Silva Universidade de Pernambuco - CMN
  • Isabel Cristina Barros de Santana Universidade de Pernambuco - CMN

Palavras-chave:

PIBID, Prática interdisciplinar, Educação

Resumo

Este artigo, além de uma pesquisa realizada pela Universidade de Pernambuco - Campus Mata Norte, traz à luz discussões acera da interdisciplinaridade e do PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à docência) e como ambos são realizados nas escolas envolvidas, neste caso abordaremos em especifico três escolas do municí­pio de Nazaré da Mata. Este trabalho apresenta, algumas teorias sobre a prática interdisciplinar na visão de autores como Fazenda, Pombo, Jantsch. O artigo, também, traz relatos das práticas interdisciplinares dos bolsistas autores nas escolas EREM Don Vieira, Professor Chaves e Escola Dom Carlos Coelho. Nesta pesquisa os procedimentos metodológicos utilizados foi uma abordagem qualitativa, a fim de estudar o objeto em foco. Portanto, a experiência interdisciplinar nas práticas educativas das escolas campo enfrenta vários obstáculos, a saber: a ignorância do que é ser, de fato a prática interdisciplinar, a falta de tempo disponí­vel no horário das escolas para os projetos interdisciplinares e a falta de ousadia e determinação dos bolsistas envolvidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Tobias Martins, Universidade de Pernambuco - CMN

Geografia, Geociências e Educação.

Eliane Maria da Silva, Universidade de Pernambuco - CMN

Geografia e Eduacação.

Isabel Cristina Barros de Santana, Universidade de Pernambuco - CMN

Geografia e Eduacação.

Referências

BRASIL. PCN. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Ministério da educação . Brasí­lia. 1999

FAZENDA, Ivani. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. 18ª ed. – Campinas, SP: Papirus, 2012.

FAZENDA, Ivani. Didática e interdisciplinaridade. 4ª Ed – Campinas, SP: Papirus,1998.

FAZENDA, Ivani (org). A virtude das forças nas práticas interdisciplinares. – Campinas, SP : Papirus, 1999.

GUSDORF, G. Present, passe avenir de La rechercheinterdisciplinaire. Revista. Int. de SciencesSociales. 29: 627-48, 1997.

JANTSCH, Ari Paulo. BIANCHETTI, Lucí­dio (orgs). Interdisciplinaridade: para além da filosofia do sujeito. 9. ed. atualizada e ampliada – Petrópolis, RJ : Vozes 2011.

JAPIASSU, Hilton. Interdisciplinaridade e patologia do saber. RJ: Imago, 1976

POMBO, Olga. Interdisciplinaridade e integração dos saberes. Liinc em Revista,

v.1, n.1, março 2005, p. 3 -15 http://www.ibict.br/liinc. Disponí­vel em:

http://revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/viewFile/186/103 > Acesso em: 07 de

Agosto. 2014.

MINAYO, Maria Cecí­lia de Souza. Interdisciplinaridade: Funcionalidade ou

Utopia? Saúde e Sociedade 3(2):42-64, 1994. Disponí­vel em:

http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v3n2/04.pdf > Acesso em: 03 de Agosto. 2014.

FONTES, Clarissa Corrêa. Interdisciplinaridade: Origem, Conceito e Valor. UFSM.

Disponí­vel em:

http://www.pos.ajes.edu.br/arquivos/referencial_20120517101423.pdf > Acesso em: 04

de Agosto. 2014.

BRASIL, Parâmetros Curriculares Nacionais (Ensino Médio). Ciências humanas e

suas tecnologias, parte IV, Geografia. Disponí­vel em:

http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/cienciah.pdf > Acesso em: 03 de Agosto.

Downloads

Publicado

2015-12-18

Edição

Seção

Documentos