A Utilização das TICs no Ensino de Fí­sica para trabalhar conceitos de MRU e MRUV.

Autores

  • Dilvani Veronez Instituto Federal Catarinense - IFC
  • Marciane Lunkes Instituto Federal Catarinense - IFC
  • Fabio Muchenski Instituto Federal Catarinense - IFC
  • Liane Vizzotto Instituto Federal Catarinense - IFC

Palavras-chave:

TICs, Ensino de Fí­sica, Software Modellus

Resumo

Sabe-se que ensinar não se trata de uma receita bolo, inexistindo fórmula pronta de repassar o conteúdo programado. No Ensino de Fí­sica para a educação básica os alunos acham difí­cil assimilar os conhecimentos relacionados à Fí­sica. Partindo desta dificuldade, buscou-se uma didática diferente da tradicional para se ensinar Fí­sica optando pelas TICs (Tecnologias de Informação e Comunicação) com o uso do laboratório virtual através do software Modellus versão 5.04. O objetivo foi elaborar um minicurso, com base na metodologia de Delizoicov, com duas turmas de primeiro ano do Ensino Médio, porém com realidades distintas: uma delas escola estadual e outra federal, ambas são parceiras do programa institucional de bolsa de iniciação a docência (PIBID). Nesta atividade foram aplicadas duas aulas em cada turma com o propósito de estudar alguns conceitos relacionados à MRU (Movimento Retilí­neo Uniforme) e MRUV (Movimento Retilí­neo Uniformemente Variado). O minicurso foi desenvolvido com o uso de um roteiro experimental com questões que eram respondidas partindo do conhecimento do aluno para induzi-lo ao conhecimento cientí­fico, fazendo o uso do software Modellus demonstrando visualmente se a teoria estudada tinha de fato validade. Reforçando, assim, o ensino de Fí­sica. Depois da discussão em grupo e após chegar-se a uma conclusão quanto ao questionamento, os alunos deveriam responder as questões para observar se houve entendimento das mesmas. Os resultados obtidos foram satisfatórios. Além dos próprios alunos terem se mostrado interessados, houve uma melhora no conhecimento dos mesmos. Percebeu-se isso através de um pré e pós-teste que foram aplicados nesta atividade. Comparando as respostas, pode-se ter um indicativo de aprendizagem significativa por parte dos alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dilvani Veronez, Instituto Federal Catarinense - IFC

Estudante do Curso de Fí­sica - Licenciatura do IFC - Câmpus Concórdia.

Marciane Lunkes, Instituto Federal Catarinense - IFC

Estudante do Curso de Fí­sica - Licenciatura do IFC - Câmpus Concórdia.

Fabio Muchenski, Instituto Federal Catarinense - IFC

Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do IFC -Câmpus Concórdia. Possuo Licenciatura em Fí­sica pela UFPR e Mestrado em Engenharia e Ciência dos Materiais também realizado na UFPR.

Liane Vizzotto, Instituto Federal Catarinense - IFC

Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do IFC -Câmpus Concórdia.

Referências

DELIZOICOV, D. Ensino de ciências: fundamentos e métodos. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

FIOLHAIS, C. e TRINDADE, J. Fí­sica no Computador: o Computador como uma Ferramenta no Ensino e na Aprendizagem das Ciência Fí­sica. In: Revista Brasileira de Fí­sica, v. 25, n. 3, 2003, p. 259-272.

MEDEIROS, A. e MEDEIROS, C. F. Possibilidades e Limitações das Simulações Computacionais no Ensino de Fí­sica. In: Revista Brasileira de Ensino de Fí­sica, v. 24, n. 2, 2002, p. 77-86.

HALLIDAY D.; RESNICK R. e WALKER J. Fundamentos de Fí­sica: mecânica. Volume 1. 8. ed. LTC, 2009.

KIM, K-J e BONK, C. J. The future of online Teaching and Learning in Higher Education. Information and Communication Technology Changing Education. India, The Icfai University Press, 2009. Disponí­vel em: < http://repositorium.sdum.uminho. pt/bitstream/1822/9996/1/SCAN0002.pdf> Acesso em 21 de julho de 2015.

LEVACOV, M. Do analógico ao digital: A comunicação e a informação no final do milênio. " FABICO – UFRGS. Disponí­vel em <http://www.filomenamoitamoodle.com /file.php/3/do_analogico_ao_virtual_2.pdf>. Acesso em 20 abril de 2015.

Downloads

Publicado

2015-12-18

Edição

Seção

Documentos