Análise de um plano educacional individualizado no contexto da educação profissional e tecnológica

Autores

  • Vânia Benvenuti Barbosa CEFET MG, Campus Timóteo
  • Marcos Pavani Carvalho Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais

Resumo

O objetivo do artigo é apresentar a análise de um Plano Educacional Individualizado (PEI) de estudante com deficiência matriculado no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, campus Timóteo. Tal debate emerge a partir de um recorte de estudo de mestrado em andamento que analisa o processo de elaboração e de implementação do PEI na referida instituição. O PEI é um documento que já vem sendo estudado por renomados pesquisadores, sendo já possí­vel encontrar relevantes produções acadêmicas na área. Porém, há escassez de estudos sobre o PEI no contexto da educação profissional e tecnológica. Em sua maioria, tais produções abordam o tema no contexto do ensino fundamental. Para os posteriores ní­veis de ensino, ainda é pequeno o número de produções acadêmicas sobre a temática. Nesta pesquisa, a metodologia utilizada se constituiu em revisão de literatura e pesquisa de campo com aplicação de questionário e análise documental. Os resultados do estudo mostram um desconhecimento acerca do documento por parte da instituição de ensino em que o PEI foi desenvolvido. Perceberam-se equí­vocos em seu conteúdo e ausência de informações imprescindí­veis para a efetividade do mesmo. As conclusões apontam para a necessidade de ampliar o debate sobre o tema no contexto estudado, promovendo a disseminação de conhecimentos sobre a temática. Embora, a iniciativa desses profissionais tenha sido de grande importância, uma vez que são os pioneiros na elaboração do PEI na instituição pesquisada, em decorrência do desconhecimento sobre o tema, a efetividade do plano e a sua contribuição no processo de inclusão do estudante foram comprometidas.

Biografia do Autor

Vânia Benvenuti Barbosa, CEFET MG, Campus Timóteo

Mestre em Educação Profissional e Tecnológica, pelo IF do Sudeste de Minas Gerais – Campus Rio Pomba. Especialização em Administração e Planejamento de Projetos Sociais pela UNIGRANRIO/RJ (2007). Graduada em Serviço Social pela UNIPAC/MG (2004). Atualmente é servidora pública, exercendo o cargo de assistente social no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Timóteo, desenvolvendo programas e projetos que contribuam na permanência do estudante e na sua formação com qualidade.

Marcos Pavani Carvalho, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais

Doutorado em Educação Matemática pela Universidade Anhanguera de São Paulo - UNIAN (2016), com estágio de pesquisa realizado na Facultad de Formación del Profesorado del Departamento de Didáctica de las Ciencias Experimentales y la Matemática da Universitat de Barcelona; Mestre em Matemática pela Universidade Estadual Paulista - UNESP (2018). Tem Licenciatura em Matemática pela Universidade de Rio Verde (2004). Atualmente é o Coordenador do curso de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica do IF do Sudeste MG – Campus Rio Pomba, faz parte do corpo docente do Curso de Licenciatura em Matemática, da Especialização em Ensino de Matemática e Fí­sica. Foi Coordenador do curso de Licenciatura em Matemática, Chefe do Departamento Acadêmico de Matemática, Fí­sica e Estatí­stica, Coordenador Institucional do Pibid no IF Sudeste MG e Diretor de Ensino no IF Sudeste MG – Campus Rio Pomba - Gestão 2017 a 2021.

Referências

BRASIL. Constituição Federativa do Brasil de 1988. Disponí­vel em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm>. Acesso em: 04 mar. 2018.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação. Brasí­lia, 1996. Disponí­vel em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/l9394.htm>. Acesso em: 03 mar. 2018.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Disponí­vel em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm>. Acesso em: 20 maio. 2018.

BRASIL. Lei Complementar Estadual nº 90, de 12 de janeiro de 2006. Dispõe sobre a região metropolitana do Vale do Aço em Minas Gerais. Disponí­vel em: <https://www.almg.gov.br/consulte/legislacao/completa/completa.html?tipo=LCP&num=90&ano=2006>. Acesso em: 25 junho. 2018.

BRASIL. Decreto nº 5.154, de 23 julho de 2004. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e dá outras providências. Brasí­lia, 1996. Disponí­vel em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/decreto/d5154.htm>. Acesso em: 05 mar. 2018.

FREITAS, S. C. P. A inclusão das crianças com Transtorno do Espectro Autista na escola de ensino regular: Garantias previstas em lei e realidade encontrada. Trabalho de Conclusão de Curso em Direito, vinculado í Faculdade Casa do Estudante. Espí­rito Santo, 2018.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2014.

GLAT, Rosana; VIANNA, Márcia Marin; e REDIG, Annie Gomes. Plano educacional individualizado: uma estratégia a ser construí­da no processo de formação docente. Revista Universidade Rural. Série Ciências Humanas, 2012, v. 34, p. 79-100. Disponí­vel em: <http://www.ufrrj.br/SEER/index.php?journal=chsr&page=article&op=view&path%5B%5D=834> Acesso em: 05 mar 2018.

GRIESI-OLIVEIRA, Karina; SERTIÉ, Andréa Laurato. Transtornos do espectro autista: um guia atualizado para aconselhamento genético. Revendo Ciências Básicas. São Paulo, v. 15, n. 2. 2017. Disponí­vel em: <http://www.scielo.br/pdf/eins/v15n2/pt_1679-4508-eins-15-02-0233.pdf> Acesso em: 19 mai 2019.

LEMOS, Jailson Bernardo. Diversidade e inclusão na escola: análise de experiências de um aluno autista em uma escola pública de Florianópolis-SC. Trabalho de Conclusão de Curso da Especialização em Gênero e Diversidade na Escola, vinculada ao Instituto de Estudos de Gênero do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina, 2016.

MARIN, Márcia; MASCARO, Cristina Angélica Aquino de Carvalho; e SIQUEIRA, Carla Fernanda. Plano Educacional Individualizado (PEI): um estudo sobre sua utilização numa escola especial. In: GLAT, Rosana e PLETSCH, Márcia Denise (Org.). Estratégias educacionais diferenciadas para alunos com necessidade especiais. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2013, p. 91-105

MAGALHíES, Joyce Goulart; CUNHA, Nathália Moreira; SILVA, Suzanli Estef. Plano Educacional Individualizado (PEI) como instrumento na aprendizagem mediada: pensando sobre práticas pedagógicas. In: GLAT, Rosana; PLETSCH, Denise (Orgs.). Estratégias educacionais diferenciadas para alunos com necessidades especiais. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2013.

MASCARO, C. A. A.C. O atendimento pedagógico na sala de recursos sob o viés do plano educacional individualizado para o aluno com deficiência intelectual: um estudo de caso. Rio de Janeiro, 2017. 152 p. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro/RJ, 2017.

MINISTERO DELL"™ISTRUZIONE, DELL"™UNIVERSITÀ E DELA RICERCA UFFICIO SCOLASTICO REGIONALE PERLA LOMBARDIA. Il Piano Didatico Individualizzato PEI. Brescia, 2015. Disponí­vel em: <http://www.ustservizibs.it/sito/wp-content/uploads/2015> Acesso em: 03 out. 2018.

MOURA, Dante Henrique; GARCIA, Sandra Regina de Oliveira; RAMOS, Marise Nogueira. Educação Profissional Técnica Integrada ao Ní­vel Médio: Documento Base. Brasí­lia, 2007. Disponí­vel em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/documento_base.pdf. Acesso em: 20 de agosto/2017.

OLIVEIRA, Wanessa Moreira. Ações inclusivas no âmbito do IF Sudeste MG: um processo em construção. 2017. 189 f. Dissertação (Mestrado em Diversidade e Inclusão) – Programa de Pós-graduação da Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2017.

PEREIRA, Débora Mara. Análise dos efeitos de um Plano Educacional Individualizado no desenvolvimento acadêmico e funcional de um aluno com Transtorno do Espectro Autista. 2014. 181 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.

RAMOS, Marise. Concepção do Ensino Médio Integrado. 2007. Disponí­vel em <http://forumeja.org.br/go/sites/forumeja.org.br.go/files/concepcao_do_ensino_medio_integrado5.pdf>. Acesso em: 18 set. 2017.

RODRIGUES, Suellen da Rocha; MACHADO, Gabriela Rivas; FERNANDES, Edicléa Mascarenhas; ALBUQUERQUE, Caroline da Silvan; ORRICO, Hélio Ferreira. Oficinas de Acessibilidade ao Currí­culo: da lógica de adaptação í lógica da inclusão. In: V Congresso Brasileiro Multidisciplinar de Educação Especial. 2009, Londrina – PR. Anais. Disponí­vel em: <http://www.uel.br/eventos/congressomultidisciplinar/pages/arquivos/anais/2009/268.pdf >. Acesso em: 05 maio 2018.

TANNUS-VALADíO, Gabriela. Planejamento Educacional Individualizado na educação especial: Propostas oficiais na Itália, França, Estados Unidos e Espanha. 2010. 130 f. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) – Programa de Pós-graduação da Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2010.

TANNUS-VALADíO, Gabriela. Inclusão escolar e planejamento educacional individualizado: avaliação de um programa de formação continuada para educadores. 2014. 245 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2014.

Downloads

Publicado

2022-04-21