Saberes docentes evidenciados em atividade desenvolvida no contexto de um ambiente virtual

Autores

  • Mariane Alves Koga Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Karina Alessandra Pessoa da Silva Universidade Tecnológica Federal do Paraná http://orcid.org/0000-0002-1766-137X
  • Zenaide de Fátima Dante Correia Rocha Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Resumo

Este artigo busca apresentar reflexões de uma pesquisa que evidenciou saberes docentes em uma atividade desenvolvida em um ambiente virtual de ensino e aprendizagem de uma disciplina de Modelagem Matemática na perspectiva do ensino. O ambiente virtual, entendido como espaço de troca de informações e reflexões, subsidiou o desenvolvimento da atividade de modelagem por um grupo de estudantes de pós-graduação em ensino de matemática em formação continuada. As falas e registros compartilhados pelos estudantes em formação subsidiaram uma pesquisa qualitativa de cunho interpretativo de uma atividade experimental desenvolvida em momentos sí­ncronos e assí­ncronos. A transcrição das falas possibilitou inferir saberes profissionais, saberes disciplinares e saberes experienciais que emergiram da troca de ideias entre os estudantes.

Biografia do Autor

Mariane Alves Koga, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática, Universidade Tecnológia Federal do Paraná, Londrina, Paraná; Graduada em Matemática, da Universidade Estadual do Paraná, marianealves34@hotmail.com

Karina Alessandra Pessoa da Silva, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Docente do Departamento Acadêmico de Matemática e do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática, Universidade Tecnológia Federal do Paraná, Londrina, Paraná; Doutora em Ensino de Ciências e Educação Matemática, da Universidade Estadual de Londrina, karinasilva@utfpr.edu.br

Zenaide de Fátima Dante Correia Rocha, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Docente do Departamento de Ciências Humanas e dos Programas de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Humanas, Sociais e da Natureza e do Ensino de Matemática, Universidade Tecnológia Federal do Paraná, Londrina, Paraná; Doutora em Educação, da Universidade de Campinas, zenaiderocha@utfpr.edu.br

Referências

ALMEIDA, L. W.; SILVA, K. P.; VERTUAN, R. E. Modelagem Matemática na Educação Básica. São Paulo: Contexto, 2012.

ARAKI, P. H. H. Atividades experimentais investigativas em contexto de aulas com modelagem matemática: uma análise semiótica. 2020. 169 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Matemática) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2020.

BARBOSA, J. C. Modelagem matemática e os professores: a questão da formação. Bolema, Rio Claro, v. 14, n. 15, p. 5-23. 2001.

BASSANEZI, R. C. Ensino-aprendizagem com Modelagem Matemática. São Paulo: ed. Contexto, [S. l.], p. 389, 2004.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução í teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BORSSOI, A., H.; SILVA, K., A., P. Mí­dias Educacionais em um Ambiente Virtual de Ensino e Aprendizagem: Ampliando Possibilidades para o Trabalho Colaborativo. Contexto & Educação; Editora Unijuí­; Ano 32; n. 103; 2017.

BURAK, D.; ARAGíO, R. M. R. A modelagem matemática e relações com a aprendizagem significativa. Curitiba, PR: CVR, [S. l.], v. 1a ed., 2012.

CARREIRA, S.; BAIOA, A. M. Students"™ Modelling Routes in the Context of Objects Manipulation and Experimentation in Mathematics. In: KAISER, G.; BLUM, W.; BORROMEO FERRI, R.; STILLMAN, G. (Eds). Trends in Teaching and Learning of Mathematical Modelling. New York: Springer, 2011. p. 211-220.

CASTRO, E. V.; VERONEZ, M. R. D. Procedimentos manifestos por alunos do Ensino Fundamental em uma atividade de modelagem matemática. Revista Ensino & Pesquisa, v. 15, n. 1, 2017, p. 95-120.

D"™AMBROSIO, U. A matemática nas escolas. Educação Matemática em Revista, Rio Grande, v. 9, n. 11, abr. 2002.

DIAS, M. R. ALMEIDA, L. M. W. Formação de Professores e Modelagem Matemática. Anais do VIII ENEM, Recife, 2004. p. 1-18.

GASPAR, A.; MONTEIRO, I. C. C. Atividades experimentais de demonstrações em sala de aula: uma análise segundo o referencial da teoria de Vygotsky. Investigações em Ensino de Ciências, v. 10, n. 2, p. 224-254, 2005.

MACENHAN, C. TOZETTO, S. S. BRANDT, C. F. Formação de professores e prática pedagógica: uma análise sobre a natureza dos saberes docentes. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 11, n. 2, p. 505-525, maio/ago. 2016 Disponí­vel em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa

MORGAN, M. S.; MORRISON, M. Model as mediators: perspectives on natural and social science. Nova Iorque: Cambridge University Press, 1999.

RONCARELLI, D. Pelas asas de í­caro: o reomodo do fazer pedagógico: construindo uma taxionomia para escolha de Ambiente Virtual de Ensino-Aprendizagem – AVEA. 2007. 127f. Dissertação (Mestrado do Programa de Pós Graduação em Educação) - Universidade Federal de Santa Catarina, 2007.

SILVA, K. A. P. VERTUAN, R. E. SILVA, J. M. G. Ensino por investigação nas aulas de matemática do curso de licenciatura em quí­mica Amaz RECM - Especial Saberes Profissionais do Professor de Matemática, v.14, n. 31, mar-out, 2018. p. 54-72.

TARDIF, M.; LESSARD, C.; LAHAYE, L. Os professores face ao saber. Esboço de uma problemática do saber docente. Teoria e Educação, n. 4, Porto Alegre: Pannônica, 1991.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 17. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

Downloads

Publicado

2022-04-19