As plantas representadas como mascotes dos times brasileiros de futebol

Autores

  • Lucas de Esquivel Dias Brandão
  • Hanna Thays Soares Rodrigues Acadêmica do curso de Ciências Biológicas da PUC-MG
  • Marcelo Diniz Monteiro de Barros Pontifí­cia Universidade Católica de Minas Gerais - Departamento de Ciências Biológicas

Resumo

Uma pesquisa foi realizada na homepage: http://www.escudosdeclubes.com.br/, no ano de 2014, para verificar as mascotes dos times brasileiros de futebol da primeira, segunda, e daqueles times abaixo da segunda divisão (3º, 4º), das seguintes regiões brasileiras: Norte (N), Nordeste (NE), Sudeste (SE), Centro-Oeste (CO) e Sul (S). Encontrou-se um total de 627 times de futebol, dos quais apenas 12 times (1,9%) possuem como mascotes representantes do reino Plantae, e dessas, somente 3 nativas do nosso paí­s, que são o babaçu, o juazeiro e o mandacaru. Além disso, uma atividade contendo 14 questões dissertativas foi desenvolvida para alunos do Ensino Médio com o intuito de trabalhar os aspectos biológicos dos vegetais aqui apresentados. Espera-se que os professores de Biologia tenham acesso a essa atividade e que possam trabalhar os conteúdos de Biologia nelas existentes, como por exemplo, questões socioeconômicas, ecológicas, botânicas e culturais das plantas que são representadas como mascotes dos times brasileiros de futebol, de uma forma holí­stica. Almeja-se, ainda, que os mesmos possam desenvolver outras atividades como essa, em suas práticas educativas.

Palavras chave: Ensino de Biologia, Ensino de Botânica, Mascotes de times de futebol.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas de Esquivel Dias Brandão

Acadêmico do curso de Ciências Biológicas da PUC-MG

Marcelo Diniz Monteiro de Barros, Pontifí­cia Universidade Católica de Minas Gerais - Departamento de Ciências Biológicas

Professor Adjunto IV do Departamento de Ciências Biológicas da PUC-MG

Doutor em Ensino em Biociências e Saúde pelo Instituto Oswaldo Cruz - Fiocruz

Referências

ALBINO, Beatriz Staimbach; ZEISER, Cristiane Camila; VAZ, Alexandre Fernandez. Acerca da violência por meio do futebol no ensino de educação fí­sica: retratos de uma prática e seus dilemas. Pensar a prática, Goiás, v. 11, n. 2, p. 139-147, Maio/Ago. 2008.

AMADOR, Viviani Mantovani. A utilização da História da Ciência no ensino: uma contribuição. São Paulo: Universidade Presbiteriana Mackenzie, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, 2011, 54p. Trabalho de Conclusão de curso apresentado como requisito parcial para a obtenção do grau de Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

AUSUBEL, David Paul. A aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. São Paulo: Moraes, 1982. 111p.

BARBOSA, Alexandre Roger Pereira; MÜLLER, Maria Cristina de Paula; WISNIEVSKI, Roberta Jorge da Silva; PADUIM, Viviane. A Arte e a Copa. pág. 14-21. In: Secretaria de Estado da Educação (org). O contexto do futebol no mundo: do senso comum í crí­tica pedagógica. Paraná (Curitiba): Secretaria de Estado da Educação -Superintendência de Educação, 2013. 209p.

BARONI, Simone Carina; FRIGOTTO, Tatiane Saffnauer. A geografia na copa. pág. 76-86. In: Secretaria de Estado da Educação (org). O contexto do futebol no mundo: do senso comum í crí­tica pedagógica. Paraná (Curitiba): Secretaria de Estado da Educação - Superintendência de Educação, 2013. 209p.

BARROS, Marcelo Diniz Monteiro, ZANELLA, Priscilla Guimarães, ARAÚJO-JORGE, Tânia Cremonini. A música pode ser uma estratégia para o ensino de ciências naturais? Analisando concepções de professores da educação básica. Revista Ensaio | Belo Horizonte | v.15 | n. 01 | p. 81-94 | jan-abr | 2013.

BATISTA, Adilson Carlos; KRUPEK, Edilson José; FIGUEIREDO, Marly Albiazzetti; FIGUEIREDO, Varilene Verdi; CALIXTO, Vilma Lenir. A crônica, o futebol e o talento brasileiro. pág. 49-53. In: Secretaria de Estado da Educação (org). O contexto do futebol no mundo: do senso comum í crí­tica pedagógica. Paraná (Curitiba): Secretaria de Estado da Educação - Superintendência de Educação, 2013. 209p.

BRANCO, Celso. O futebol e a música popular brasileira (1915-1990). Recorde: Revista de História do Esporte, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, p.1- 40, junho/ 2010.

BRANDíO, Lucas de Esquivel Dias; RODRIGUES, Hanna Thays Soares; SOUSA, Vitor Bruno Pereira; BARROS, Marcelo Diniz Monteiro. Os mamí­feros representados como mascotes dos times brasileiros de futebol. In: III Encontro Regional de Ensino de Biologia, 2015, Juiz de Fora. Anais do III Encontro Regional de Ensino de Biologia - MG, GO, TO, DF, 2015a. p. 1-12.

BRANDíO, Lucas de Esquivel Dias; RODRIGUES, Hanna Thays Soares; SOUSA, Vitor Bruno Pereira; BARROS, Marcelo Diniz Monteiro. Anfí­bios e répteis representados nas mascotes dos times brasileiros de futebol. In: III Encontro Regional de Ensino de Biologia, 2015, Juiz de Fora. Anais do III Encontro Regional de Ensino de Biologia - MG, GO, TO, DF, 2015b. p. 1-11.

BRANDíO, Lucas de Esquivel Dias; BARROS, Marcelo Diniz Monteiro. Os peixes representados como mascotes dos times brasileiros de futebol. ENSINO & PESQUISA – Revista Multidisciplinar de Licenciatura e Formação Docente. União da Vitória - Paraná. 2016a (prelo).

BRANDíO, Lucas de Esquivel Dias; BARROS, Marcelo Diniz Monteiro. Anfí­bios e Répteis representados nas mascotes dos times brasileiros de futebol. Educere et Educare – Revista de Educação. Unioeste – Paraná. 2016b (prelo).

BRANDAO, Lucas de Esquivel Dias, BARROS, Marcelo Diniz Monteiro. Os invertebrados representados nas mascotes dos times brasileiros de futebol. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, Curitiba (PR). 2016c (prelo).

BRANDíO, Lucas de Esquivel Dias; RODRIGUES, Hanna Thays Soares; SOUSA, Vitor Bruno Pereira; BARROS, Marcelo Diniz Monteiro. Mamí­feros representados como mascotes dos times brasileiros de futebol. Trilhas Pedagógicas, Pirassununga (SP), v. 6, n. 6, Ago. 2016, p. 74-91.

CLEMENTE, Filipi; MENDES, Rui. Aprender o jogo jogando: uma justificação transdisciplinar. Exedra (online), Coimbra (Portugal), n. 5, 2011.

CONZENDEY, Sabrina Gomes; ARAÚJO, Cristiano Paulo; GOMEZ, Alzimar Fernandes; SOUZA, Marcelo de Oliveira. Uma experiência de desenvolvimento de ví­deos didáticos para a apresentação de conceitos básicos de Fí­sica em escolas secundárias da região Norte – Fluminense. 2005. Trabalho apresentado no XVI Simpósio Nacional de Ensino de Fí­sica, 24 a 28 de janeiro. 2005.

COQUEIRO, Edna Aparecida. Futebol mundial como fenômeno sociológico. pág. 34-40. In: Secretaria de Estado da Educação (org). O contexto do futebol no mundo: do senso comum í crí­tica pedagógica. Paraná (Curitiba): Secretaria de Estado da Educação - Superintendência de Educação, 2013. 209p.

COSTA, Elaine Cristina Pereira; BARROS, Marcelo Diniz Monteiro de. Luz, câmera, ação: o uso de filmes como estratégia para o ensino de Ciências e Biologia. Revista práxis. Volta redonda (RJ), v.6, n.11, pág. 82-93. Junho de 2014.

CRUZ, Edson. Especial Paixão Nacional, o futebol ocupa espaço singular na cultura brasileira. A pátria de chuteiras. Revista PUC MINAS, Belo Horizonte, n.9, p. 28-35, primeiro semestre de 2014.

DAVIES, Mark A. Invasion Biology. Oxford University Press. 2009. 244p.

DIAS, Diego Victor Cerqueira; BRANDíO, Lucas de Esquivel Dias; RODRIGUES, Hanna Thays Soares; SOUSA, Vitor Bruno Pereira; BARROS, Marcelo Diniz Monteiro. As aves como mascotes dos times brasileiros de futebol. Trilhas Pedagógicas, Pirassununga (SP), v. 6, n. 6, Ago. 2016, p. 9-26.

DUARTE, Marcos. Tabelinha entre ciência e futebol em livro de professor da UFABC ensina Fí­sica a jovens do Ensino Médio. Março, 2012. Disponí­vel em : <http://www.ufabc.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=6254:tabelinha-entre-ciencia-e-futebol-em-livro-de-professor-da-ufabc-ensina-fisica-a-jovens-do-ensino-medio&catid=731:noticias&Itemid=183> . Acessado em: 17. Ago. 2014.

DUMAS, Leandro Lourenço; DA-SILVA, Elidiomar Ribeiro. Deu zebra! A fauna brasileira nos sí­mbolos dos clubes de futebol do paí­s. Anais do XXI Congresso Brasileiro de Zoologia, Cuiabá, Mato-Grosso, 2016. p. 468.

ECHEVERRIA, Regina. Gonzaguinha e Gonzagão. Uma história brasileira. São Paulo: Ediouro, 2006. 374 p. ISBN: 85-00-02074-1

ENGELMANN, Priscila do Carmo Moreira; OLIVEIRA, Juanito Pereira. O esporte e o gênero midiático na aula de espanhol como lí­ngua estrangeira. pág. 55-60. In: Secretaria de Estado da Educação (org). O contexto do futebol no mundo: do senso comum í crí­tica pedagógica. Paraná (Curitiba): Secretaria de Estado da Educação - Superintendência de Educação, 2013. 209p.

FEDERATION INTERNATIONALE DE FOOTBALL ASSOCIATION. History of Football: The Origins. Disponí­vel em: <http://www.fifa.com/classicfootball/history/the-game/origins.html>. Acessado em: 17. Jun. 2014.

FILGUEIRA, Fabrí­cio Moreira; GRECO, Pablo Juan. Futebol: um estudo sobre a capacidade tática no processo de ensino – aprendizagem - treinamento. Revista Brasileira de Futebol, Viçosa, v.1, n. 2, p. 53-65, Jul-Dez. 2008.

FRANZINI, Fábio. Futebol é "coisa para macho"? Pequeno esboço para uma história das mulheres no paí­s do futebol. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 25, n. 50, p. 315-328. 2005.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários í prática pedagógica. São Paulo: Paz e Terra, 1996. 52p. (Coleção Leitura).

GIASSI, Maristela Gonçalves; MORAES, Edmundo Carlos. A contextualização no Ensino de Biologia: abordagens preliminares. In: Anais do VI ENPEC - Encontro nacional de Pesquisa em Educação e Ciências, Florianópolis, Santa Catarina, 26 de Novembro a 1 de Dezembro de 2007. Disponí­vel em: < http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/vienpec/CR2/p1116.pdf>. Acesso em: 5 jan. 2015.

GUEDES, Simoni Lahud. O Futebol brasileiro: instituição zero, 1977. 175p. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social). Rio de Janeiro: Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1977.

HEIS, Heloisa Helena Baldy; ESCHER, Thiago Aragão. A relação entre futebol e sociedade: Uma análise histórico-social a partir da teoria do processo civilizador. 2005. Trabalho apresentado no IX Simpósio Internacional Processo Civilizador: Tecnologia e Civilização, Ponta Grossa, Paraná, Brasil. Novembro. 2005.

HOLLANDA, Bernardo Borges Buarque. O descobrimento do futebol: modernismo, regionalismo e paixão esportiva em José Lins do Rego. Da música popular í brasilidade esportiva. Rio de Janeiro: PUC-RJ, 2003. 328p. Dissertação apresentada como requisito parcial para a obtenção do grau de Mestre pelo Programa de Pós-graduação em História Social da Cultura do Departamento de História da Pontifí­cia Universidade Católica, Rio de Janeiro. 2003.

HOMEPAGE sobre Escudos e mascotes de clubes do Brasil e do mundo. Disponí­vel em: < http://www.escudosdeclubes.com.br/clubes_brasil.htm>. Acesso em: 16 jun. 2014.

LEONCINI, Marvio Pereira; SILVA, Márcia Terra. Futebol como Fábrica de Serviços. 1998. Trabalho apresentado no XVIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção, Niterói-RJ, 1998.

LUCCAS, Alexandre Nicolau. Futebol e torcidas: um estudo psicanalí­tico sobre o ví­nculo social. Breve história do futebol: Origens do futebol. São Paulo: PUC-SP, 1998. 218p. Dissertação de Mestrado em Psicologia Social, Pontifí­cia Universidade Católica, São Paulo. 1998.

MARQUES, Mara Cristina. Mamí­feros: leão. Fundação Parque Zoológico de São Paulo. Disponí­vel em: <http://www.zoologico.sp.gov.br/mamiferos/leao.htm>. Acesso em: 9 dez. 2014.

MíXIMO, João. Memórias do futebol brasileiro. Estudos avançados. São Paulo. v. 13, n. 37. p. 179-187. 1999.

MEDEIROS, Francisco Emí­lio. O futebol de seis quadrados nas aulas de educação fí­sica: uma experiência de ensino com princí­pios didáticos da abordagem crí­tico-emancipatória. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 28, n. 2, p. 191- 209. 2007.

MICROSOFT PROJECT FOR WINDOWS. Excel 12.0 (Office 2007). Microsoft Corporation, 2007. Conjunto de programas. 1 CD-ROM.

MORETTO, Vasco Pedro. Prova: Um momento privilegiado de estudo, não um acerto de contas. 2° edição. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007. 144p.

MORGADO, Andrêya Garcia da Paixão. Um bate bola entre futebol e história da literatura brasileira. 2009. Trabalho apresentado no CELLI – colóquio de estudos linguí­sticos e literários, Maringá, p. 179-187. 2009.

MOSCA, Hugo Motta Bacêllo. Fatores Institucionais e Organizacionais que Afetam a Profissionalização da Gestão do Departamento de Futebol dos Clubes. A História do futebol: um espelho da história do Brasil. Rio de janeiro: PUC, 2006. 189 p. Dissertação de Mestrado em Administração de Empresas, Pontifí­cia Universidade Católica, Rio de Janeiro.

ONOFRE, Dan Gabriel; BARBOSA, Juliana Gomes. Futebol, o patrimônio imaterial da Cidade Maravilhosa: o carioca e sua fome de gol. Revista Itinerarium, Rio de Janeiro, v. 2. p. 1-27. 2009.

PAZ, Ségio Miranda. O futebol como patrimônio cultural do brasil: estudo exploratório sobre possibilidades de incentivo ao turismo e ao lazer. A polí­tica: De 1930 a 1970. São Paulo: USP- Escola de Comunicações e Artes, 2006. 189 p. Tese apresentada í Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo para obtenção do tí­tulo de Doutor em Ciências da Comunicação. 2006.

QUIRRENBACH, Hanna Raquel; ROMANHOLI, Lilian Kelly dos Santos. Futebol, paixão de uma nação – a quí­mica que deu certo. pág. 68-75. In: Secretaria de Estado da Educação (org). O contexto do futebol no mundo: do senso comum í crí­tica pedagógica. Paraná (Curitiba): Secretaria de Estado da Educação - Superintendência de Educação, 2013. 209p.

ROLLA, Aline Bertilla Mafra; PEGORARO, Edson André; ARIAS, Valéria. Evento futebolí­stico mundial: uma abordagem filosófica. pág. 41-48. In: Secretaria de Estado da Educação (org). O contexto do futebol no mundo: do senso comum í crí­tica pedagógica. Paraná (Curitiba): Secretaria de Estado da Educação - Superintendência de Educação, 2013. 209p.

ROSA, Aluizio; JUNIOR, Idimar de Paula; BRITO, Lilian Messias Sampaio; FERNANDES, Marcio Augusto. Futebol e o evento mundial: algumas reflexões voltadas í educação fí­sica. pág. 61-67. In: Secretaria de Estado da Educação (org). O contexto do futebol no mundo: do senso comum í crí­tica pedagógica. Paraná (Curitiba): Secretaria de Estado da Educação - Superintendência de Educação, 2013. 209p.

SANTIAGO, Rosana B; MARTINS, Daniel Ernani; PREUSSLER NETO, Osmar. O ensino de Fí­sica através do Futebol em um Pré – Vestibular Comunitário. Trabalho apresentado no II Simpósio Nacional de Ensino de Ciência e Tecnologia, 7 a 9 de outubro de 2010. Ponta Grossa (PR).

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇíO. Superintendência da educação. O contexto do futebol no mundo: do senso comum í crí­tica pedagógica. Curitiba (Paraná): SEED/PR. 2013. 209p.

SILVA, Kátia Freire; TEIXEIRA, Xala Tuí­la Azevedo, SPÓSITO, Renata Correia Assunção; MARISCO, Gabriele. A experimentação aplicada no ensino de biologia: contribuições na aprendizagem de microbiologia no ensino médio. Trabalho apresentado no V EREBIO- Encontro Regional de Ensino de Biologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em Natal/RN, 2013a. Disponí­vel em: < http://www.sbenbio.org.br/verebione/docs/04.pdf>. Acesso em: 22 Dez. 2014.

SILVA, Cleovan José Costa; NASCIMENTO, André; BULHOSA, Valquiria; SANTIAGO, Rosana Bulos. Cooperação entre ciência e esporte em prol da inovação no Ensino num pré-vestibular comunitário. Revista Práxis. p. 18. Volta redonda (RJ) v. 1, Anais de Resumos - III Simpósio em Ensino em Ciências da Saúde e do Meio Ambiente. Agosto / 2013b. 131p.

SILVA, Renata Priscila; SANTOS, Cí­nthia Natali Pontes; LIMA, Meire dos Santos Falcão; LIRA, Leandra Tamiris de Oliveira; ARAÚJO, Mônica L. Folena; SOUZA, Josilene Maria. Ensino de Ciências e Biologia na escola pública: o que dizem os educandos de seu processo formativo. Trabalho apresentado no IX CONID - Congresso de Iniciação í Docência, 2009, RECIFE. IX - Jornada de ensino, pesquisa e extensão, 2009.

SOBANSKI, Adriane de Quadros. O conceito substantivo do futebol e a formação da consciência histórica. pág. 22-33. In: Secretaria de Estado da Educação (org). O contexto do futebol no mundo: do senso comum í crí­tica pedagógica. Paraná (Curitiba): Secretaria de Estado da Educação - Superintendência de Educação, 2013. 209p.

SOBRINHO, José Correia; CÉSAR, Iran Hermenegildo. Torcidas organizadas de futebol: metamorfoses de um fenômeno de massa. Revista eletrônica inter-legere. Rio Grande do Norte, n. 3, p. 1-9. Jul/Dez. 2008.

SOBRINHO, Raimundo de Sousa. A importância do ensino da biologia para o cotidiano. 40 p. Monografia apresentada como requisito parcial para obtenção do tí­tulo de Licenciado em Biologia. Programa Especial de Formações de Docentes da Faculdade Integrada da Grande Fortaleza, Fortaleza – CE, 2009.

STRAUBE, Fernando Costa. As aves nos sí­mbolos do futebol brasileiro: Escudos. Atualidades Ornitológicas On-line, n.158, Nov./Dez. 2010.

ZALUAR, Alba. A Máquina e a revolta: as organizações populares e o significado da pobreza. São Paulo: Brasiliense, 1985. 270p.

Downloads

Publicado

2017-12-05