Metodologia da Problematização com o Arco de Maguerez: saberes de professores pertencentes à Tríplice Fronteira entre Argentina, Brasil e Uruguai

Cátia Silene Carrazoni Lopes Viçosa, Renata Godinho Soares, Karina Braccini Pereira, Andréia Caroline Fernandes Salgueiro, Jaqueline Copetti, Vanderlei Folmer

Resumo


O artigo analisa o conhecimento de professores da educação básica da Tríplice Fronteira (Argentina, Brasil e Uruguai) sobre Metodologias Ativas. É uma pesquisa qualitativa, se utilizou questionários semiestruturados e para tratamento dos dados a Análise de Conteúdo. Participaram 96 docentes do Ensino Fundamental ou etapa semelhante aos demais países. Os resultados indicaram um expressivo número de docentes que afirmam não conhecer sobre o tema pesquisado, porém assentiram em se apropriar do tema, por meio de uma formação, na perspectiva de melhorar sua prática docente. Conclui-se que existe uma expressiva lacuna relativa ao conhecimento sobre Metodologias Ativas, principalmente sobre a Metodologia da Problematização com Arco de Maguerez. Destaca-se, a necessidade de formações que instruam sobre esses métodos e que amenizem esse hiato entre os professores investigados.

DOI: https://doi.org/10.33871/23594381.2020.18.1.80-97


Palavras-chave


Formação Docente. Metodologias Ativas. Metodologia da Problematização. Arco de Maguerez. Mercosul.

Texto completo:

80-97

Referências


AGUIRRE, M. C.; ANDELIQUE, C. La enseñanza de la ciudadanía a partir de contenidos curriculares comunes. Revista de Educación, ano 7, vol. 9, 2016. Disponível em: . Acesso em: 03 agos. 2019.

ALCOFORADO, L. Desenvolvimento profissional, profissionalidade e formação continuada de professores: possíveis contributos dos relatos autobiográficos profissionais. Educação, v. 39 n. 1, 2014. Disponível em: . Acesso em: em 12 dez. 2020.

ALLIAUD, A.; VEZUB, S. La formación docente en el nivel superior de Argentina: hacia la conformación de un sistema integrado. Revista Latinoamericana de Políticas y Administración de la Educación, n. 01, v. 01, 2014. Disponível em: . Acesso em: 10 de janeiro 2020.

ANDREU-ANDRÉS, M. Á.; LABRADOR-PIQUER, M. J. Formación del profesorado en metodologías y evaluación. Análisis cualitativo. Revista de Investigación en Educación, V. 2, nº 9, 2011. Disponível em: . Acesso em: 23 dez. 2019.

ANHAIA, T. C.; KLAHR, P. S.; CASSOL, M. Associação entre o tempo de magistério e a autoavaliação vocal em professores universitários: estudo observacional transversal. Revista CEFAC, v. 17, n. 01, 2015. Disponível em: . Acesso em: 14 dez. 2019.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 3 ed. Lisboa: Edições 70. 2011.

BERBEL, N. A. N. A Metodologia da Problematização com o Arco de Maguerez: uma reflexão teórico-espistemológica. Londrina: EDUEL, 2016. 202p.

BERGAMIM, M. D.; PRADO, C. Problematização do trabalho em equipe em enfermagem: relato de experiência. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 11, n. 1, 2013 Disponível em: . Acesso em: 10 agos. 2019.

BRASIL, INEP. Perfil do professor da educação básica. Carvalho, M. R. V. – Brasília, DF: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2018. Disponível em: . Acesso em: 26 jun. 2019.

CONDE, T. T.; LIMA, M. M.; BAY, M. Utilização de metodologias alternativas na formação dos professores de Biologia no IFRO-Campus Ariquemes. Revista Labirinto, nº 18, 2013. Disponível em: . Acesso em: 23 dez. 2019.

COPETTI, J.; SOARES, R. G.; TEIXEIRA, A. A. Metodologia da Problematização com o arco de Maguerez. In: COPETTI, J.; SOARES, R. G.; FOLMER, V. (Org) Educação e saúde no contexto escolar: compartilhando vivências, explorando possibilidades. Universidade Federal do Pampa, 2018.

DEWEY, J. How we think. Boston: DC Heath & CO,1910.

DIESEL, A.; BALDEZ, A. S.; MARTINS, S. N. Os princípios das metodologias ativas de ensino: uma abordagem teórica. Revista Thema, v. 14, n.01, 2017. Disponível em: . Acesso em: 27 dez. 2019.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. Traduzido por Silvana Cobucci Leite. São Paulo: Cortez, 2011.

FIORINI, M. L.S.; MANZINI, E. J. Inclusão de Alunos com Deficiência na Aula de Educação Física: Identificando Dificuldades, Ações e Conteúdos para Prover a Formação do Professor. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 20, n. 3, 2014. Disponível em: . Acesso em: 27 dez. 2019.

GATTI, B. A. A formação inicial de professores para à educação básica: As licenciaturas. Revista USP, n. 100, 2014. Disponível em: . Acesso em: 23 dez. 2019.

GEMIGNANI, E. Y. Formação de Professores e Metodologias Ativas de Ensino-Aprendizagem: Ensinar Para a Compreensão. Revista Fronteira das Educação, v. 1, n. 2, 2012. Disponível em: . Acesso em: 23 dez. 2019.

GENTILINI, J. A.; SCARLATTO, E. C. Inovações no ensino e na formação continuada de professores: retrocessos, avanços e novas tendências. In: MATTOS, M. J. V. M.; PARENTE, C. M. D.; VALLE, L. E. L. R. (Org). A formação de professores e seus desafios frente às mudanças sociais, políticas e tecnológicas. Porto Alegre: Penso, p. 15-42, 2015.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. - 6. ed. - São Paulo: Atlas, 2008.

GÓMEZ, L. G.; GONZÁLEZ, M. J. A. La formación del profesorado en Educación Intercultural: un repaso sobre su formación inicial y permanente. Revista Nacional e Internacional de Educación Inclusiva, v. 07, n. 2, 2014. Disponível em: . Acesso em: 05 jan. 2019.

LANES, K. G.; LARA, S.; COPETTI, J.; LANES, D. C.; SANTOS, M. E.; PUNTEL, R.; FOLMER, V. Hábitos alimentares saudáveis: uma proposta de intervenção nas áreas de ciências e educação física. Ciências & Ideias, v. 5, n. 1, 2014. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2019

LOPES, W. Z. O Ensino de Ciências na perspectiva da Alfabetização Científica e Tecnológica e Formação de Professores: Diagnóstico, Análise e Proposta. Dissertação de mestrado em Educação em ciências Química da Vida e Saúde Instituição de ensino: Universidade Federal de Santa Maria, Porto Alegre, 2014.

LIMA, F. R. Formação, identidade e carreira docente: endereçando itinerários teóricos sobre o “ser professor” na contemporaneidade. Debates em Educação, v. 09, n. 18, 2017. Disponível em:. Acesso em: 06 de jan. 2020.

MACEDO, K.D.; ACOSTA, B. S.; SILVA, E.; SOUZA, N.; BECK, C. C.: SILVA, K. Metodologias ativas de aprendizagem: caminhos possíveis para a inovação no ensino em saúde. Escola Anna Nery, v. 22, n. 3, 2018. Disponível em: . Acesso em: dez. 2019.

MORÁN, J. Mudando a educação com metodologias ativas. In: Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens. SOUZA, À.; MORALES, O. E. T. (orgs.). Vol. II. PG: Foca Foto-PROEX/UEPG, 2015.

OLIVEIRA, R. M. M.; GAMA, R. P. Desenvolvimento Profissional Docente e narrativas em diferentes momentos da formação e atuação. Revista de Educação e Contemporaneidade, v. 23, n. 41, 2014. Disponível em: . Acesso em: 05 jan. 2020.

PAIVA, M. R. F.; PARENTE, J. R. F.; BRANDÃO, I. R.; QUEIROZ, A. H. B. Metodologias Ativas De Ensino-aprendizagem: revisão integrativa. SANARE, v. 15, n.02, 2016. Disponível em: . Acesso em: dez. 2019.

ROSSI, F.; HUNGER, D. A formação continuada de professores: entre o real e o ideal. Pensar a Prática, v. 15, n. 4, 2012. Disponível em: . Acesso em: 06 jan. 2020.

SALGUEIRO, A. C. F.; GOULART, A. S.; VIÇOSA, D. L.; VIÇOSA, C. C. L.; FOLMER, V. Resolução de problemas no ensino de Ciências: utilização de Artemia salina como modelo experimental para o estudo de plantas medicinais na escola básica. Revista de Ensino de Bioquímica, v. 16, n. 02, 31-47, 2018. Disponível em: . Acesso em: jun. 2019.

SOARES, R. G.; ENGERS, P. B.; COPETTI, J. Formação docente e a utilização de metodologias ativas: uma análise de teses e dissertações. Ensino & Pesquisa, 2019. Disponível em: . Acesso em: 06 jan. 2020.

SOARES, M. P. S. B. Formação permanente de professores: um estudo inspirado em Paulo Freire com docentes dos anos iniciais do ensino fundamental. Educação & Formação, v. 5, n. 13, 2020. Disponível em: . Acesso em: 12 jan. 2020.

SILVEIRA, M. G. SOARES, J. R.; LARA, S. Oficinas Temáticas. In: COPETTI, J.; SOARES, R. G.; FOLMER, V. (Org) Educação e saúde no contexto escolar: compartilhando vivências, explorando possibilidades. Universidade Federal do Pampa, 2018.

VIÇOSA, C. S. C. L.; SOARES, E. L.; PESSANO, E. F. C.; FOLMER, V. Diagnóstico no Projeto Político Pedagógico sobre a transversalidade e interdisciplinaridade no ensino fundamental. Ciências&Ideias, v. 08, n.03, 2017. Disponível em: . Acesso em: dez 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.