A singularidade da fuga do olhar de Daniela, na lente do documentarista Eduardo Coutinho

Autores

  • Ricardo Uhry Universidade Tuiuti do Paraná
  • Fernando Torres Andacht Universidade Tuiuti do Paraná (UTP)

Palavras-chave:

Artes visuais, interdisciplinaridade, cinema documentário, comunicação artí­sticas

Resumo

O gênero documentário teria condições de transmitir uma ideia do real, ou trata-se de ficção? Quais os efeitos que a conversa entre o diretor (registrada pela câmara) e uma pessoa qualquer provocam no espectador? Por meio da leitura e análise semiótica do episódio de Daniela frente ao diretor Eduardo Coutinho (e a câmara), procuramos refletir sobre a interpretação de documentários a partir da análise de um episódio. Assim se coloca a pergunta: que singularidade pode ser percebida na interação de Daniela com o diretor Eduardo Coutinho? Busca-se abordar as singularidades de Daniela e outras questões que surgirem da leitura e análise semiótica do filme e tecer considerações finais sobre a singularidade do olhar de Daniela, visto pela lente do documentarista Eduardo Coutinho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Uhry, Universidade Tuiuti do Paraná

Doutorando em Comunicação e Linguagens (Universidade Tuiuti do Paraná UTP), Mestre em Administração (Universidade Federal do Paraná UFPR), especialista em Linguí­stica e Literatura Brasileira (UFPR), linguista e escritor, fotógrafo, professor da Faculdade URCI, pesquisador voluntário e coordenador do Núcleo de Pesquisas de Curitiba da Universidade Rose-Croix Internacional URCI; membro do grupo de pesquisa INCOM Interações comunicacionais, Imagens e Culturas Digitais (UTP). E-mail: ricardouhry@yahoo.com.br. https://orcid.org/000-0001-6296-7258.

Fernando Torres Andacht, Universidade Tuiuti do Paraná (UTP)

Professor do PPG Comunicações em Linguagens da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), Director del Instituto de Comunicación, Profesor Titular del Depto. de Teoría, Investigador (SNI-ANII, Nivel II), Facultad de Información & Comunicación.

Referências

ANDACHT, F. Os signos do real no cinema de Eduardo Coutinho. Devires. Ciência e Humanidades, vol. 4 (2), 2007, p. 42-61.

BRAGA, J. L. Comunicação, disciplina indiciária. MATRIZes, n. 2, abr. 2008, p. 74-88.

COUTINHO, E. Edifí­cio Master. DVD. Videofilmes, 2005.

FAIRCLOUGH, N. Discurso e mudança social. Brasí­lia: Ed. UnB, 2001.

GREIMAS, A. J. & LANDOWSKI, E. Análise do discurso em Ciências Sociais. São Paulo: Global, 1986.

PEIRCE, C. S. Escritos coligidos (Collected papers of C.S. Peirce).Os pensadores: Peirce. 3ª. ed. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

SANTAELLA, L. Semiótica aplicada. 2ª. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2018.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2001.

Downloads

Publicado

2022-06-28 — Atualizado em 2022-07-11

Versões

Edição

Seção

Ensaios