UM LUGAR DE VER E LUGAR DE REFLETIR

Autores

  • José Mauricio de Assis Espinosa UFPel

Palavras-chave:

ensino, filosofia, teatro.

Resumo

Uma reflexão sobre como ensinar filosofia com auxílio das técnicas teatrais e das ferramentas próprias da interpretação cênica. Considerando desde a explanação de Platão sobre a alegoria da caverna, onde ele inicia com o ‘afigura’ ou ‘imagina’ e descreve sua narrativa de uma forma toda com uma abordagem teatral e passível de ser construída desta forma. Seguindo pelos caminhos de Deleuze e Foucault e suas considerações sobre as abordagens pertinentes ao estudo da filosofia e da aprendizagem, esse artigo tem como objetivo esta reflexão com um aporte na arte do teatro, o ‘teatron’, o lugar de ver, de enxergar que é também uma questão filosófica, tanto no sentido direto quanto no metafísico. Além de ser uma questão da vivência que é possibilitada pela imersão no mundo das ideias e da imaginação, de forma reflexiva, pragmática e com vistas ao aprendizado da filosofia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADORNO, Francesco Paolo. “A tarefa do intelectual. O modelo socrático”. In: Foucault: a coragem da verdade. Org. Frédéric Gros. Tradução de Marcos Marcionilo. São Paulo: Parábola Editorial, 2004.

ARISTÓTELES. Poética. Tradução de Ana Maria Valente. 3a. ed. Lisboa: Ed. Fundação Calouste Gulbenkian, 2008.

BALBIER, E. DELEUZE, G. y otros. Michel Foucault, filosofo. Tradução de Alberto Luis Bixio. Barcelona: Editorial Gedisa, 1999.

BADIOU, Alain e TRUONG, Nicolas. Elogio ao teatro. Tradução de Marcelo Mori. São Paulo: Martins Fontes – selo Martins, 2015.

BAUMAN, Zygmunt. 44 Cartas do mundo líquido moderno. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2011b.

CARLSON, Marvin. Teorias do teatro: estudo histórico-crítico, dos gregos à atualidade. São Paulo: Ed. UNESP, 1997.

DELEUZE, Gilles. Conversações. Tradução de Peter Pál Pelbart. São Paulo: Ed. 34, 1992.

DELEUZE, Gilles. Diferença e repetição. Tradução de Luiz Orlandi e Roberto Machado. 2a ed. Rio de Janeiro: Graal, 2006.

FOUCAULT, “La scène de la philosophie”, In. DE3, p. 571; trad. vol. VII, p. 222.

FOUCAULT, “Folie, littérature, societé”. In. FOUCAULT, Michel. Dits et écrits. v. II. Édition établie sous la direction de Daniel Defert et François Ewald avec la collaboration de Jacques Lagrange. Paris: Éditions Gallimard, 1994, p. 104-128. (“Loucura, literatura e sociedade”. In. FOUCAULT, Michel. Problematização do sujeito: psicologia, psiquiatria, psicanálise. Col. Ditos e escritos, vol. I. Trad. Vera Lucia Avellar Ribeiro. 3a ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2011).

EPICTETO. Arte de viver. Interpretação de Sharon Lebbel; tradução de Maria Luiza Newlands. Rio de Janeiro: Sextante, 2000.

HEIDEGGER – Vida e Obra, 1999, Editora Nova Cultural Ltda. Comentário de Marilena de Souza Chauí.

KANT, Immanuel. Crítica da razão pura. Trad. Manuela Pinto dos Santos e Alexandre Fradique Morujão. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2008.

MACHADO, Roberto. Foucault, a ciência e o saber. Rio de Janeiro: Graal, 1981.

__________________. Impressões de Michel Foucault. São Paulo: n-1 edições, 2017.

MARTINS, Cláudia Maria. Fora da Ordem: Foucault e a Exclusão na Idade Clássica. Tese (Doutorado em Filosofia). Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2012.

NIETZSCHE, Friedrich. “III Consideração Intepestiva: Schopenhauer educador”. In, NIETZSCHE, F. Escritos sobre educação. Tradução de Noéli Correia de Melo Sobrinho, 4a ed. rev. Rio de Janeiro: PUC-Rio; São Paulo: Ed. Loyola, 2009.

PINHO, Luiz Celso. “A presença de Nietzsche no pensamento de Foucault”. In. Princípios. Natal, v. 16, n.26, jul/dez. 2009, p. 167-187.

PLATÃO. Teeteto; Crátilo. Tradução Carlos Alberto Nunes. 3a ed. Belém: Ed. UFPA, 2001.

PLATÃO. A República. Tradução de J. Guinsburg. São Paulo: Ed. Perspectiva, 2006.

RODRIGO, L. M. Filosofia em sala de aula – teoria e prática para o ensino médio. São Paulo: Autores Associados, 2009.

STANISLAVSKI, Constantin. A preparação do ator. Tradução de Pontes de Paula Lima. 25a ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

VEYNE, Paul. Foucault: seu pensamento, sua pessoa. Tradução de Marcelo Jacques de Morais. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

https://citacoes.in/citacoes/104536-michel-foucault-a-ficcao-consiste-nao-em-fazer-ver-invisivel-ma/

http://sisbi.ufpel.edu.br/arquivos/PDF/Manual_Normas_UFPel_trabalhos_acadêmicos.pdf

https://www.youtube.com/watch?v=Xk6gdsCtIjQ&t=35s

Downloads

Publicado

2022-12-20

Como Citar

de Assis Espinosa, J. M. (2022). UM LUGAR DE VER E LUGAR DE REFLETIR . Revista Paranaense De Filosofia, 2(2), 111–123. Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/rpfilo/article/view/7007

Edição

Seção

Dossiê: As Artes e o Ensino de Filosofia - Artigos e Relatos de Experiência