JOÃO DE SANTO TOMÁS E O COMENTÁRIO DE TOMÁS DE AQUINO À ÉTICA A NICÔMACO à Ética a Nicômaco

Autores

  • André Ricardo Randazzo Gomes Universidade Estadual de Maringá

Palavras-chave:

Filosofia moral, Ciência prática, Ciência especulativa, Prudência

Resumo

Para Tomás de Aquino, a filosofia moral é uma ciência prática. Entretanto, o português João de Santo Tomás (1589-1644), um dos mais respeitados seguidores de Tomás de Aquino, argumentou que a filosofia moral pode ser uma ciência especulativa. Neste artigo, procurarei expor essa argumentação de João de Santo Tomás, mas também pretendo tratar de três questões: (1) João foi o único a defender essa tese? (2) Como essa tese influenciou Jacques Maritain (1882-1973) e como Jacques Maritain influenciou outros estudiosos de Tomás de Aquino? (3) E como se deve entender a posição de Tomás de Aquino? A maior contribuição deste artigo consistirá na abordagem da terceira questão, tomando o Comentário de Tomás de Aquino à Ética a Nicômaco como a principal fonte para decidi-la.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

JOÃO DE SANTO TOMÁS. Sobre la naturaleza de la lógica. Introducción de Mauricio Beuchot, traducción de Gabriel Ferrer. Cidade do México: Universidad Nacional Autónoma de México, 1994.

__________. Teoría aristotélica de la ciencia. Introducción y traducción de Mauricio Beuchot. Cidade do México: Universidad Nacional Autónoma de México, 1993.

MARITAIN, J. Distinguish to unite or the degrees of knowledge. Newly translated from the fourth French edition under the supervision of Gerald B. Phelan. New York: Charles Scribner’s Sons, 1959.

PALACIOS, L. E. Filosofía del saber. Madrid: Editorial Gredos, 1962.

__________. "Juan de Santo Tomás y la ciencia moral". Revista de Estudios Políticos, 18, pp. 557-570, 1944.

RANDAZZO GOMES, A. R. "Exame da tese de Juan Sánchez Sedeño sobre a filosofia moral". Thaumazein, Santa Maria, v. 12, n. 24, pp. 45-57, 2019.

TOMÁS DE AQUINO. Comentário ao Tratado da Trindade de Boécio. Tradução e introdução de Carlos Arthur Ribeiro do Nascimento. São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1999.

__________. Commentary on Aristotle’s Metaphysics. Translation and introduction by John P. Rowan, preface by Ralph McInerny. Notre Dame: Dumb Ox Books, 1995.

__________. Commentary on Aristotle’s Nicomachean Ethics. Translated by C. I. Litzinger, foreword by Ralph McInerny. Notre Dame: Dumb Ox Books, 1993.

__________. Suma de Teologia. Coordenação geral de Carlos-Josaphat Pinto de Oliveira. São Paulo: Edições Loyola, 2001.

Downloads

Publicado

2022-12-20

Como Citar

Randazzo Gomes, A. R. (2022). JOÃO DE SANTO TOMÁS E O COMENTÁRIO DE TOMÁS DE AQUINO À ÉTICA A NICÔMACO à Ética a Nicômaco. Revista Paranaense De Filosofia, 2(2), 148–171. Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/rpfilo/article/view/6934

Edição

Seção

Artigos