A CRISE DAS CIÊNCIAS E O PARADIGMA DA TRADUÇÃO

aproximações ético-epistemológicos entre Husserl e Ricoeur

Autores

  • Rogerio Sousa Sodre UFPI

Palavras-chave:

Fenomenologia. Husserl. Ricoeur. Tradução

Resumo

O presente artigo pretende expor de forma analítica, como a relação entre Husserl e Ricoeur acerca do cuidado com o Outro se estabelece na teoria ética da tradução.  De maneira que, a responsabilidade e a crise existente na cultura e nas ciências, perpassam pela perspectiva da ideia de referencialidade. Assim, sob a égide deste minucioso caminho, a tradução ao qual Ricoeur trata em sua obra O Justo II, se mostra muito proeminente, já que cada indivíduo é um estrangeiro a mim; também sob este aspecto, Husserl, sobre noção de crise, mostra que este desdobramento ocasionado pela crise nas ciências não se restringe à naturalidades, mas também às ciências do espirito e àquilo que se refere aos valores como virtudes, justiça e responsabilidade.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-21

Edição

Seção

Artigos