O CONCEITO DE MUNDO EM SER E TEMPO DE HEIDEGGER E O LEBENSWELT DE HUSSERL, UMA ANÁLISE COMPARATIVA

Autores

  • André Prock Ferreira UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
  • Rafael Ribeiro Almeida Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, BA

Palavras-chave:

mundo. Lebenswelt. Mundidade. Fenomenologia. Husserl e Heidegger.

Resumo

O objetivo deste trabalho consiste no esclarecimento do fenômeno de mundo, tendo em vista à sua mundidade, na obra de Ser e Tempo de Heidegger, e com isso conduzir uma análise comparativa com relação à categoria transcendental de Lebenswelt de Husserl. Para tanto, buscamos apresentar o fenômeno da mundidade em seu sentido mais originário tal como descrito por Heidegger em Ser e Tempo, de modo a articular um diálogo com a perspectiva husserliana acerca do Lebenswelt na obra A crise das ciências europeias e a fenomenologia transcendental. Com as exposições teóricas apresentadas, buscamos à guisa de conclusão explicitar o gesto filosófico comum aos dois autores em questão, qual seja: atingir um mundo pré-categorial – Heidegger através da fenomenologia hermenêutica, Husserl por meio da fenomenologia transcendental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-21

Edição

Seção

Artigos