REFLEXÕES SOBRE PROCESSOS DE CRIAÇÃO NA PINTURA E NO CINEMA

Autores

  • Francisco Benvenuto Gusso

DOI:

https://doi.org/10.33871/19805071.2021.24.1.4018

Resumo

Este artigo tem por objetivo refletir e comparar algumas das possí­veis relações existentes entre os processos de criação artí­stica no cinema e na pintura, através da sua realização pelas ideias conceituais do cineasta-artista, do cinema-pintura ou do cinema de pintor. A discussão teórica ancora-se em questões formais como os conceitos de narração, figuração, mise-en-scène e dispositivo. Além disso, coloca-se em pauta o pensamento ou raciocí­nio de Paul Cézanne que contribuiu para a evolução da representação na pintura argumentando-se que este fator pode ter influenciado o desenvolvimento do olhar cinematográfico, aproximando ainda mais o cinema das artes visuais, contribuindo, desta maneira, para o surgimento da estética de fluxo e do cinema de dispositivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-06-21

Como Citar

GUSSO, F. B. REFLEXÕES SOBRE PROCESSOS DE CRIAÇÃO NA PINTURA E NO CINEMA. Revista Cientí­fica/FAP, Curitiba, v. 24, n. 1, 2021. DOI: 10.33871/19805071.2021.24.1.4018. Disponível em: https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/revistacientifica/article/view/4018. Acesso em: 15 abr. 2024.