A fotografia e as fotografias no projeto Lomba do Pinheiro

Autores

  • Ricardo Henrique Ayres Alves Universidade Estadual do Paraná/Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.33871/19805071.2020.23.2.3709

Resumo

Este artigo pretende discutir as diferentes manifestações e discursos sobre a fotografia presentes nos trabalhos que integram o projeto Lomba do Pinheiro, que investiga a mudança do nome de uma rua em um bairro da periferia de Porto Alegre, RS. Para a realização do artigo, foram escolhidos os trabalhos apresentados na exposição coletiva Notas de Subsolo, realizada na Pinacoteca Aldo Locatelli na mesma cidade. A análise foi realizada a partir da teorização sobre os diferentes contextos em que a prática fotográfica foi apresentada enquanto elemento dos trabalhos de arte, a partir de teóricos como Geoffrey Batchen, Jean-François Chevrier, Juliana Gisi, Daniel Marzona e Roland Barthes. O estudo das obras permitiu perceber a grande variabilidade do discurso fotográfico no interior de um mesmo projeto, pois as obras indicam diferentes aspectos do fazer fotográfico, tais como a relação com o documento, a fotografia como arte e a apropriação de práticas fotográficas não-artí­sticas, importantes para a discussão de uma proposta que aborda um contra discurso diante da ação autoritária do poder público que intervém no cotidiano da população periférica modificando seu espaço sem consentimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Henrique Ayres Alves, Universidade Estadual do Paraná/Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professor do Centro de Artes da EMBAP/UNESPAR. Doutorando e Mestre em Artes Visuais pelo PPGAV/UFRGS. Lattes:http://lattes.cnpq.br/7515345224876748

Referências

BARTHES, Roland. A câmara clara. Lisboa, Portugal: Edições 70, 2012.

BATCHEN, Geoffrey. Aterrador fantasma del antiguo esplendor: qué es la fotografia. In: GREEN, David (org.). ¿Qué ha sido de la fotografí­a? Barcelona, España: Gustavo Gilli, 2007. p. 12-29.

BORRIAUD, Nicolas. Post produción: la cultura como escenario. Buenos Aires, Argentina: Adriana Hidalgo, 2004.

CHEVRIER, Jean-François. El cuadro y los modelos de la experiencia fotográfica. In: PICAZO, Glòria; RIBALTA, Jorge (org.). Indiferencia y singularidade. Barcelona, España: Gustavo Gili, 2003. p. 201-212.

COLEMAN, A. D. El método dirigido: notas para una definición. In: RIBALTA, Jorge (org.). Efecto Real: debates posmodernos sobre fotografí­a. Barcelona, España: Gustavo Gili, 2004, p. 129-145.

GISI, Juliana. 60/70: as fotografias, os artistas e seus discursos. Curitiba: Ed. da autora, 2015.

GONZíLEZ-TORRES, Félix. Félix González-Torres. In: OBRIST, Hans Ulrich. Entrevistas: volume 5. Rio de Janeiro: Cobogó; Belo Horizonte: Instituto Cultural Inhotim, 2011.

KWON, Miwon. Um lugar após o outro. Arte & Ensaios, Rio de Janeiro, n. 17, p. 166-187, 2009.

MARZONA, Daniel. Arte Conceptual. Lisboa, Portugal: Taschen, 2007.

Downloads

Publicado

2020-11-25

Como Citar

AYRES ALVES, R. H. A fotografia e as fotografias no projeto Lomba do Pinheiro. Revista Cientí­fica/FAP, Curitiba, v. 23, n. 2, 2020. DOI: 10.33871/19805071.2020.23.2.3709. Disponível em: https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/revistacientifica/article/view/3709. Acesso em: 20 abr. 2024.