Performances de Rua: processos criativos entre lugar de fala e lugares de memória

Autores

  • Paulo César Sousa dos Santos Junior Mestrando no Programa de Pós-graduação em Artes da Universidade Federal do Pará. Artista Cênico no Zecas Coletivo de Teatro.
  • José Denis de Oliveira Bezerra Professor-Pesquisador na Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal do Pará, atuando nos cursos Técnico em Teatro e Licenciatura em Teatro e do Programa de Pós-graduação em Artes da UFPA (Acadêmico e Profissional).

DOI:

https://doi.org/10.33871/19805071.2020.23.2.3696

Resumo

Resumo

O presente artigo tem por finalidade apresentar uma reflexão sobre os processos de criação em arte – performances de rua – a partir da experiência com o trabalho intitulado "1900 – o ranger da liberdade" , desenvolvido no ano de 2019, em Belém do Pará. As performances artí­sticas em questão, são abordadas a partir das relações entre os performers e os transeuntes/espectadores, em três campos de análise: transeuntes-público, público-transeuntes e transeuntes-performers, embasados em autores que debatem sobre processos criativos em artes da cena na rua; as perspectivas sociais que perpassam pelo processo criativo; trocas teóricas com os estudos da performance, findando na teorização sobre lugares de memória efêmeros nos quais a realização das performances de rua, em interface com os estudos da história e da memória, instituí­ram nas ruas da cidade. Dessa maneira, queremos mostrar as potencialidades existentes na produção de trabalhos artí­sticos como performances de rua no encontro epistemológico da memória e da história.


Palavras-Chave: Performances de rua; Transeuntes; Processo criativo; História; Memória.

Street performances: creative processes between places of speech and places of memory

Resume

The present article has presented a reflection on the creative processes in art - street performances - from the experience of the work entitled "1900 – o ranger da liberdade" (1900 – the groan of freedom), developed in 2019, in Belém from Pará. The performances in question are approached from the relationship between artists and pedestrians/spectators, in three fields of analysis: pedestrians-public, public-pedestrians and pedestrians-performers. Based on authors who debate about creative subjects in street performing arts; the social perspectives that go through the creative process; theoretical exchanges with performance studies, culminating with theorizing about ephemeral places of memory that the performing of street performances, in interface with the studies of history and memory, instituted on the streets of the city. In this way, we want to show how the potential existing in the production of artistic works as street performances in the epistemological encounter of memory and history.

Keywords: Street performances; Pedestrians; Creative process; History; Memory.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo César Sousa dos Santos Junior, Mestrando no Programa de Pós-graduação em Artes da Universidade Federal do Pará. Artista Cênico no Zecas Coletivo de Teatro.

Ator, performer, diretor e encenador, é Mestrando no Programa de Pós-graduação em Artes da Universidade Federal Do Pará (UFPA);integrante fundador do Zecas Coletivo de Teatro; licenciado em Teatro pela UFPA; Técnico em Teatro pela Escola de Teatro e Dança da UFPA; e pesquisador no Grupo de Pesquisa PERAU - Memória, História e Artes Cênicas na Amazônia/CNPq/UFPAna linha de pesquisa Memória e Performatividades.

José Denis de Oliveira Bezerra, Professor-Pesquisador na Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal do Pará, atuando nos cursos Técnico em Teatro e Licenciatura em Teatro e do Programa de Pós-graduação em Artes da UFPA (Acadêmico e Profissional).

Doutor em História/UFPA; Mestre em Letras/UFPA; Graduado em Letras – Lí­ngua Portuguesa/UEPA. Professor da Escola de Teatro e Dança da UFPA, atuando nos cursos Técnico em Teatro e Licenciatura em Teatro. Professor-pesquisador do Programa de Pós-graduação em Artes (Acadêmico e Profissional) da UFPA. Lidera o Grupo de Pesquisa Perau – Memória, História e Artes Cênicas na Amazônia/CNPq/UFPA.

Referências

ASSMANN, Aleida. Espaços da Recordação: Formas e Transformações da Memória Cultural. São Paulo: Editora da UNICAMP, 2011.

BOAL, Augusto. A estética do oprimido. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.

CANDAU, Joel. Memória e identidade. São Paulo: Contexto, 2019.

CARREIRA, André. Ambiente, Fluxo e Dramaturgias da cidade. Rio de Janeiro: O percevejo, 2009.

CARREIRA, André. Sobre um ator para um teatro que invade a cidade. João Pessoa: Moringa, p. 13-26, 2011.

CARREIRA, André. Teatro Performativo e a cidade como território. Ouro Preto: Artefilosofia, 2012.

COHEN, Renato. Performance como linguagem. São Paulo: Perspectiva, 2013.

CYPRIANO, Adriano. Performer nitente: treinamento e alegorias para criação. São Paulo: Perspectiva, 2015.

LE GOFF, Jaques. História e memória. São Paulo: Editora da UNICAMP, 2013.

NORA, Pierre. Entre a memória e a história: a problemática dos lugares. São Paulo: Projeto história, n.10, p.1-28, 1993.

PAVIS, Patrice. Dicionário da Performance e do Teatro Contemporâneo. São Paulo: Perspectiva, 2017.

RANGEL, Sonia. Trajeto criativo. Bahia: Solisluna, 2015.

RIBEIRO, Djamila. Lugar de fala. São Paulo: Pólen, 2019.

ROLNIK, Suely. Esferas da insurreição: Notas para uma vida não cafetinada. São Paulo: N-1 edições, 2018.

SALLES, Cecilia. Gesto inacabado. São Paulo: Intermeios, 2011.

SCHECHNER, Richard. O que é performance? New York & London: Routledge, p. 28-51, 2006.

TUAN, Yi-Fu. Espaço e lugar: perspectiva da experiência. Tradução Lí­via de Oliveira. Londrina: Eduel, 2013.

Downloads

Publicado

2020-11-25

Como Citar

SANTOS JUNIOR, P. C. S. dos; BEZERRA, J. D. de O. Performances de Rua: processos criativos entre lugar de fala e lugares de memória. Revista Cientí­fica/FAP, Curitiba, v. 23, n. 2, 2020. DOI: 10.33871/19805071.2020.23.2.3696. Disponível em: https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/revistacientifica/article/view/3696. Acesso em: 20 abr. 2024.