GRUPO DE ESTUDOS DA AGRICULTURA FAMILIAR GEAF-UFMG

Autores

  • Gustavo Henrique Silva Camargos Universidade Federal de Minas Gerais
  • Luana Teixeira Lopes Universidade Federal de Minas Gerais
  • Larissa Tiemi Matuzake Vieira Universidade Federal de Minas Gerais
  • Pedro Henrique Oliveira Borges Universidade Federal de Minas Gerais
  • Brenda Letícia Leal dos Santos Silva Universidade Federal de Minas Gerais
  • Gabriel Rivetti Rocha Balloute Universidade Federal de Minas Gerais
  • Kelly dos Santos Sá Universidade Federal de Minas Gerais
  • Matheus Anchieta Ramirez Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

Interdisciplinar, Metodologia

Resumo

A Agricultura Familiar (AF) no Brasil representa a maioria das propriedades rurais e ocupa a maior parte da mão de obra agrí­cola, mas tem acesso marginal e oprimido à posse da terra. Neste sentido, o objetivo deste estudo de caso é apresentar as ações, resultados e impactos do "Grupo de Estudos da Agricultura Familiar da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais (GEAF-UFMG)" . O GEAF-UFMG foi idealizado com o objetivo de realizar discussões e estabelecer trocas de informações acerca da AF. O grupo é composto por estudantes de graduação e pós-graduação de diversos cursos. Se configura como um espaço onde, por meio de encontros semanais, são organizados cursos, eventos, e outras atividades de extensão voltadas à atenção à AF. A partir do grupo de estudos, os estudantes têm oportunidade de aprofundar estudos na temática, promover politização, estabelecer ví­nculos com movimentos sociais e grupos que representam a AF, além de gerar habilidades e competências para o trabalho cooperado e em grupo.

Biografia do Autor

Gustavo Henrique Silva Camargos, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Luana Teixeira Lopes, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Larissa Tiemi Matuzake Vieira, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Pedro Henrique Oliveira Borges, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Brenda Letícia Leal dos Santos Silva, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Gabriel Rivetti Rocha Balloute, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Kelly dos Santos Sá, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Matheus Anchieta Ramirez, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Departamento de Zootecnia, Escola de Veterinária, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Referências

Abramovay, R. Agricultura familiar e desenvolvimento territorial. Reforma agrária, v. 28, n. 1, p. 2, 1998.

Bourdieu, P. La distinction. Paris: Les Éditions de Minuit, 1979.

Chauí­, M. Cultura e democracia: o discurso competente e outras falas. In: Cultura e democracia: o discurso competente e outras falas. 1990.

Chayanov, A V. Sobre a teoria dos sistemas econômicos não capitalistas. A questão agrária. São Paulo: brasiliense, p. 133-163, 1981.

Folha de São Paulo. Ranking Universitário Folha 2019. <https://ruf.folha.uol.com.br/2019/>. Acesso em: 21/11/2021.

Freire, P. Extensão ou comunicação?. Editora Paz e Terra, 2014

Freire, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários í prática educativa. Editora Paz e Terra, 2007.

Gadotti, M. Extensão universitária: para quê. Instituto Paulo Freire, v. 15, 2017.

Gonçalves, L. C.; RAMIREZ, M. A.; SANTOS, D. dos. Extensão rural e conexões. Belo Horizonte: FEPMVZ, v. 164, 2016.

Ibge - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATíSTICA. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicí­lios Contí­nua, 2018.

Ibge. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatí­stica. Censo Agropecuário 2017: Dados Definitivos. Disponí­vel em: < https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/agricultura-epecuaria/21814-2017-censo-agropecuario.html>."

Mayorga, C. Universidade cindida, universidade em conexão: ensaios sobre democratização da universidade. Editora UFMG, 2010.

Ministério da Educação. CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇíO - CÂMARA DE EDUCAÇíO SUPERIOR. RESOLUÇíO Nº 7, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2018.

Oliveira, A. F.; Ramirez, M. A.; Gonçalves, L. C.; Figueiredo, R. C.; Santos, D.; Menezes, G. L.; Pires, P. A. A.; Lopes, T. S. B.; Gomes, M. B.; Ananias, J. V. A. CONFIGURAÇíO HISTÓRICA DO SETOR AGRíRIO BRASILEIRO. In: Gonçalves, L. C.; Ramirez, M. A.; Oliveira, A. F. TÓPICOS DE SETOR AGRíRIO E DE EXTENSíO RURAL. 1ª Edição. Belo Horizonte: FEPMVZ, 2019.

Oliveira, J. UFMG enfrenta crise dramática com o corte de verbas. Estado de Minas. 2021

Pneu. Polí­tica Nacional de Extensão Universitária. 2012.

Prado, E.; Ramirez, M. A. Agricultura Familiar e extensão rural no Brasil. Belo Horizonte: FEPMVZ, 2011.

Times Higher Education. THE World University Rankings. Latin America University Rankings 2021. <https://www.timeshighereducation.com/world-university-rankings/2021/latin-america-university-rankings#!/page/0/length/25/sort_by/rank/sort_order/asc/cols/undefined>. Acesso em: 21/11/2021.

Thiry-Cherques, H. R. Pierre Bourdieu: a teoria na prática. Revista de Administração Pública, v. 40, p. 27-53, 2006.

Downloads

Publicado

2021-12-07