APOIO À AQUICULTURA ORNAMENTAL NO MUNICÍPIO DE PATROCÍNIO DO MURIAÉ – MG

Autores

  • Matheus Anchieta Ramirez Universidade Federal de Minas Gerais
  • Luana Teixeira Lopes Universidade Federal de Minas Gerais
  • Gustavo Henrique Silva Camargos Universidade Federal de Minas Gerais
  • Gabriel Rivetti Rocha Balloute Universidade Federal de Minas Gerais
  • Larissa Tiemi Matuzake Vieira Universidade Federal de Minas Gerais
  • Miguel Geo da Cunha Peixoto Universidade Federal de Minas Gerais
  • Mariana Rodrigues Vale Universidade Federal de Minas Gerais
  • Daniela Chemim de Melo Hoyos Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

Interdisciplinar, Metodologia

Resumo

A Zona da Mata mineira é a região com maior produção de peixes ornamentais do Brasil, sendo Patrocí­nio de Muriaé um polo expressivo da produção do peixe Betta Splendens. Neste sentido, o objetivo deste estudo de caso é apresentar as ações, resultados e impactos do projeto de Extensão Universitária "Apoio à Aquicultura ornamental no Municí­pio de Patrocí­nio do Muriaé-MG" , desenvolvido pela Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais (EV-UFMG) em associação às comunidades de agricultura familiar do municí­pio de Patrocí­nio do Muriaé-MG. Foram desenvolvidas ações de atendimento a produtores de peixe ornamental, desenvolvimento de comunidades de agricultura familiar, atividades de divulgação de informações cientí­ficas e implementação de disciplina optativa na graduação. O projeto permitiu recuperar e discutir os conhecimentos sobre a produção para fortalecer economicamente as comunidades rurais da região. Ademais, viabilizou ações para a superação do modelo de produção difusionista ao utilizar metodologias dialógicas e participativas, além de prover Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) individual aos sistemas, cumprindo o papel social da universidade e reafirmando a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. O projeto também se configura como modelo de curricularização da Extensão, uma vez que é desenvolvido de forma articulada com a disciplina optativa "Avaliação de sistemas de produção de peixes ornamentais" , que possibilitou a formação de 40 estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Anchieta Ramirez, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Departamento de Zootecnia, Escola de Veterinária, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Luana Teixeira Lopes, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Gustavo Henrique Silva Camargos, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Gabriel Rivetti Rocha Balloute, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Aquacultura na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Larissa Tiemi Matuzake Vieira, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Miguel Geo da Cunha Peixoto, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Aquacultura na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Mariana Rodrigues Vale, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Aquacultura na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Daniela Chemim de Melo Hoyos, Universidade Federal de Minas Gerais

Professora Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Curso de Aquacultura Escola de Veterinária, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Referências

Bourdieu, P. Questões de sociologia. Tradução de Miguel Serras Pereira. Lisboa: Fim de Século, 2003. 288 p.

Cardoso, R. S.; Santos, F. W. M.; Rezende, F. P.; Ribeiro, F. A. S. O comércio de organismos aquáticos ornamentais. In: Rezende, F. P.; Fujimoto, R. Y. Peixes ornamentais no Brasil: mercado, legislação, sistemas de produção e sanidade. Brasí­lia, Distrito Federal: Embrapa, 2021. p. 15-82.

Fernandes, M. C.; Silva, L. M. S.; Machado, A. L. G.; Moreira, T. M. M. UNIVERSIDADE E A EXTENSíO UNIVERSITíRIA: A VISíO DOS MORADORES DAS COMUNIDADES CIRCUNVIZINHAS. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 28, n. 04, p. 169-194, 2012.

Fonseca, M. T. L. A extensão rural no Brasil, um projeto educativo para o capital. São Paulo: Loyola, 1985.

Freire, P. Educação como Prática da Liberdade. 2 Edição. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1969. p. 150.

Freire, P. Extensão ou comunicação?. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983a.

Freire, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983b.

Kageyama, A.; Bergamasco, S.; Oliveira, J. Uma tipologia dos estabelecimentos agropecuários do Brasil a partir do censo de 2006. Revista de economia e sociologia rural, v. 51, n. 1, p.105-122, jan/mar. 2013.

Lei Nº 12.711, de 29 de agosto de 2012. Dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de ní­vel médio e dá outras providências. Disponí­vel em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12711.htm. Acesso em: 15 novembro 2021.

Lusa, M. G.; Martinelli, T.; Moraes, S. A.; Almeida, T. P. A universidade pública em tempos de ajustes neoliberais e desmonte de direitos. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 22, n. 3, p. 536-547, 2019.

Martins, J. S. O cativeiro da terra. São Paulo: Hucitec, 1986.

Mello, P. F. Mediadores da pobreza e a pobreza dos mediadores. Revista de Polí­tica Agrí­cola, n. 4, p. 104-117, out./nov./dez. 2017.

Melo, J. R. HISTÓRIA E MEMÓRIA DA EXTENSíO UNIVERSITíRIA NA FORMAÇíO DOS EGRESSOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO (2003-2010). Recife, Pernambuco: Universidade Federal de Pernambuco. 2017. Tese (obtenção do grau de Doutora em Educação). 294 p.

Ministério da Educação - MEC. Resolução Nº 7, de 18 de dezembro de 2018. Estabelece as Diretrizes para a Extensão na Educação Superior Brasileira e regulamenta o disposto na Meta 12.7 da Lei nº 13.005/2014, que aprova o Plano Nacional de Educação – PNE 2014-2024 e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasí­lia, DF.

Nascimento, D. D. Análise das relações comerciais envolvendo o varejo de peixes ornamentais da grande Belo Horizonte. Belo Horizonte, Minas Gerais: Universidade Federal de Minas Gerais. 2018. Trabalho de conclusão de curso (obtenção do tí­tulo em Bacharel em Aquacultura). 30 p.

Netto, J. P. Crise do Socialismo e Ofensiva Neoliberal. 4 Ed. São Paulo: Cortez, 2007.

Niederle, P.; Fialho, M.; Conterato, M. A pesquisa sobre agricultura familiar no Brasil-aprendizagens, esquecimentos e novidades. Revista de economia e sociologia rural, v. 52, p. 9-24, fev. 2015

Nogueira, M. D. P. A CONSTRUÇíO DA EXTENSíO UNIVERSITíRIA NO BRASIL: TRAJETÓRIA E DESAFIOS. In: Nogueira, M. D. P.; Santos, S. R. M.; Meirelles, F. S. C.; Sousa, A. I.; Cunha, E. P.; Guimarães, M. B.; Serrano, R. S. M. AVALIAÇíO DA EXTENSíO UNIVERSITíRIA PRíTICAS E DISCUSSÕES DA COMISSíO PERMANENTE DE AVALIAÇíO DA EXTENSíO. Belo Horizonte, FORPROEX/CPAE; PROEX/UFMG, 2013. Cap. 1, p. 27-47.

Oliveira, A. F.; Ramirez, M. A.; Gonçalves, L. C.; Figueiredo, R. C.; Santos, D.; Pinto, R. H. V.; Meneses, R. A.; Pires, F. P. A. A.; Ananias, J. V. A.; Lopes, T. S. B. DIAGNÓSTICO DE SITUAÇíO: COMO CONHECER UMA PROPRIEDADE RURAL. In: Gonçalves, L.C.; Ramirez, M.A.; Oliveira, A. F. TÓPICOS DE SETOR AGRíRIO E DE EXTENSíO RURAL. Belo Horizonte: FEPMVZ, 2019b. p. 82-92.

Oliveira, A. O.; Ramirez, M. A.; Gonçalves, L. C.; Figueiredo, R. C.; Santos, D.; Menezes, G. M.; Pires, F. P. A. A.; Lopes, T. S. B.; Gomes, M. B.; Ananias, J. V. A. Configuração histórica do setor agrário brasileiro. In: Gonçalves, L.C.; Ramirez, M.A.; Oliveira, A. F. TÓPICOS DE SETOR AGRíRIO E DE EXTENSíO RURAL. Belo Horizonte: FEPMVZ, 2019a. p.1-20.

Pires, F. P. A. A. Levantamento e sistematização do saber camponês dos produtores do peixe Betta da comunidade Perobas no municí­pio de Patrocí­nio do Muriaé-MG. 2018. Iniciação Cientí­fica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo í Pesquisa do Estado de Minas Gerais.

Pires, F. P. A. A. Levantamento e sistematização do saber camponês dos produtores do peixe Betta da comunidade Perobas no municí­pio de Patrocí­nio do Muriaé-MG. 2017. Iniciação Cientí­fica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Departamento de Zootecnia da Escola de Veterinária da UFMG.

Polí­tica Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural Para a Agricultura Familiar a Reforma Agrária - PNATER. 2010. Disponí­vel em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12188.htm>. Acesso em: 13 novembro 2021.

Polí­tica Nacional de Extensão Universitária - PNEU. 2012. Disponí­vel em: <https://proex.ufsc.br/files/2016/04/Pol%C3%ADtica-Nacional-de-Extens%C3%A3o-Universit%C3%A1ria-e-book.pdf>. Acesso em: 13 novembro 2021.

Prado, E.; Ramirez, M. A. Agricultura Familiar e extensão rural no Brasil. 1. ed. Belo Horizonte: FEPMVZ, 2011. v. 1. 120p.

Prado, E.; Sampaio, I, B, M.; Modena, C, M. Extensão Rural: um presente í moda grega? Cadernos Técnicos de Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte, p. 5-15, 2004.

Resolução Nº 10/2019, de 10 de outubro de 2019. Estabelece diretrizes curriculares para a integralização de atividades acadêmicas curriculares de Formação em Extensão Universitária nos cursos de graduação da UFMG e revoga a Resolução CEPE no 12/2015, de 22 de setembro de 2015. Disponí­vel em: <https://www2.ufmg.br/sods/Sods/CEPE/Documentos/Resolucoes-Comuns>. Acesso em: 13 novembro 2021.

Ribeiro, F. M. Análise do mercado de distribuição de peixes ornamentais na região metropolitana de Belo Horizonte. Belo Horizonte, Minas Gerais: Universidade Federal de Minas Gerais. 2019. Trabalho de conclusão de curso (obtenção do tí­tulo em Bacharel em Aquacultura). 43 p.

Samborski, T.; Silveira, V.; Samborski, A. Teoria da ação comunicativa e extensão rural. Revista de Extensão e Estudos Rurais, v. 6, n. 2, p.11-25, jul./dez. 2017.

Santos, B. S. Um ocidente não-ocidentalista?: a filosofia í venda, a douta ignorância e a aposta de Pascal. In: Santos, B. S.; Meneses, M. P. Epistemologias do Sul. Coimbra: Edições Almedina, 2009.

Santos, B. S. Um ocidente não-ocidentalista?: a filosofia í venda, a douta ignorância e a aposta de Pascal. In: Santos, B. S.; Meneses, M. P. Descolonizar el saber, reinventar el poder. Uruguay: Ediciones Trilce, 2010.

Santos, S. V.; Ramirez, M. A.; Oliveira, A. F.; Silva, A. L.; Souza, K. C.; Maia, S. B. B.; Coelho, R. S. Avaliação do perfil dos produtores e dos compradores da produção de peixes ornamentais da comunidade de Perobas, em Patrocí­nio do Muriaé- MG. In: XXVII Congresso Brasileiro de Zootecnia, 2017, Santos-SP. ANAIS ZOOTEC 2017, 2017.

Silva, W. P. EXTENSíO UNIVERSITíRIA: um conceito em construção. Revista Extensão & Sociedade. Cariri, Ceará, v. 11, n. 2, p. 2178-6054, 2020.

Souza, K. C. Caracterização do sistema sócio produtivo de peixes Betta (Betta splendens) das comunidades de Perobas e Quicé do municí­pio de Patrocí­nio do Muriaé-MG. Belo Horizonte, Minas Gerais: Universidade Federal de Minas Gerais. 2016a. Trabalho de Conclusão de Curso (obtenção do tí­tulo em Bacharel em Aquacultura).

Souza, K. C. INFLUÊNCIA DA TEMPERATURA DA íGUA NO DESEMPENHO REPRODUTIVO E DIFERENCIAÇíO SEXUAL DO PEIXE BETTA SPLENDENS. Belo Horizonte, Minas Gerais: Universidade Federal de Minas Gerais. 2019. Dissertação (obtenção do grau de Mestre em Zootecnia). 60 p.

Souza, K. C.; Hoyos, D. C. M.; Ramirez, M. A.; Nakayama, C. L.; Oliveira, A. F.; Rabelo, A. B.; Marques, R. A. V.; Santos, P. O. L. F. Apoio í Aquicultura Ornamental no Municí­pio de Patrocí­nio do Muriaé-MG. In: XIX Encontro de extensão da Semana do Conhecimento, 2016, Belo Horizonte. XIX Encontro de Extensão - Semana do conhecimento, 2016b.

Vale, M. R.; Hoyos, D. C. M.; Ramirez, M. A.; Oliveira, A. F.; Sevidanes, B. M. R.; Rabelo, A. B.; Gomes, M. B.; Benitez, A. C.; Lopes, L. T.; Peixoto, M. G. C.; Lopes, T. S. B. APOIO À AQUICULTURA ORNAMENTAL NO MUNICíPIO DE PATROCíNIO DO MURIAÉ? MG. In: Semana do Conhecimento UFMG - Educação de Qualidade para o Desenvolvimento Sustentável, 2019, Belo Horizonte. Semana do Conhecimento UFMG - Educação de Qualidade para o Desenvolvimento Sustentável, 2019.

Vale, M. R.; Lopes, T. S. B.; Martins, L. G. A.; Silva, L. E.; Camargos, G. H. S.; Lopes, L. T.; Ramirez, M. A.; Peixoto, M. G. C. APOIO À AQUICULTURA ORNAMENTAL NO MUNICíPIO DE PATROCíNIO DO MURIAÉ? MG. In: 9º CBEU - Congresso Brasileiro de Extensão Universitária: Redes para Promover e Defender os Direitos Humanos, 2020, Evento Online. 9º CBEU - Congresso Brasileiro de Extensão Universitária: Redes para Promover e Defender os Direitos Humanos, 2020.

Vale, M. R.; Peixoto, M. G. C.; Braga, M. C. G.; Ramirez, M. A.; Camargos, G. H. S.; Lopes, L. T.; Valu, I. K. F.; Seabra, D. N. Apoio í Aquicultura ornamental no Municí­pio de Patrocí­nio do Muriaé? MG. In: V congresso de extensão da AUGM - UNIVERSIDADE E SOCIEDADE CONECTADAS PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL SUSTENTíVEL, 2021, Evento Online. V congresso de extensão da AUGM - UNIVERSIDADE E SOCIEDADE CONECTADAS PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL SUSTENTíVEL, 2021.

Zuin, L.; Zuin, P.; Manrique, M. A comunicação dialógica como fator determinante para os processos de ensino-aprendizagem que ocorrem na capacitação rural: um estudo de caso em um órgão público de extensão localizado no interior do Estado de São Paulo. Ciência Rural, v.41, n. 5, p.917-923, mai. 2011.

Downloads

Publicado

2021-12-07