Aquelas que levo comigo: literaturas, coletas e ancestralidades

Autores

  • Silvia Loch Universidade do Estado de Santa Catarina

Palavras-chave:

integração dança e espaço, espaço e conhecimento, aspectos sociais da dança

Resumo

Neste artigo transcrevo uma trajetória de coleta de experiências e trabalhos que estabelecem três movimentos para estudar a dança e o espaço conjuntamente. O primeiro, um movimento contra a tradicional invisibilidade do espaço, sua naturalização; o segundo, sobre a busca de um olhar para a dança que a reconecte ao social de outra maneira, considerando por um lado seus aspectos particulares em diferentes tempos e espaços e, por outro, enquanto arte do movimento, como ela pode ser instrumento potente de integração com outras dimensões do social, como o espaço e a política; o terceiro, sobre as possibilidades de reconhecer o movimento que acontece no espaço. O texto propõe-se como uma composição teórico-metodológico acerca de como as categorias dança e espaço podem ser trabalhadas a partir de sua retroalimentação. Nessas junções teremos referências diversas, filhas e netas dos campos de conhecimento com quem caminho: arquitetura e urbanismo, antropologia e artes/artes cênicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

15-12-2022

Como Citar

Loch, S. (2022). Aquelas que levo comigo: literaturas, coletas e ancestralidades. O Mosaico, (23), 326–350. Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/mosaico/article/view/6981

Edição

Seção

SEÇÃO – ARTIGOS OUTROS TEMAS