ENTRE DISCURSO E OBJETO: ESTÉTICA COMO POLÍTICA NA RESSIGNIFICAÇÃO DE MONUMENTOS PÚBLICOS A PARTIR DA AÇÃO ENSACAMENTO (3NÓS3, 1979)

Autores

  • Gustavo Candido de Jesus Paris Universidade Estadual do Paraná

Resumo

O presente artigo visa discutir a ressignificação de monumentos públicos através da arte a partir da intervenção Ensacamento (1979), do coletivo paulista 3nós3. Para tanto, parte-se de uma breve contextualização que objetiva, de um lado, descrever o papel do monumento nas cidades capitalistas e, de outro, apresentar a origem do grupo como parte de um movimento nacional de retomada do espaço público no fim do regime militar. Como gênero artí­stico, a ação será analisada segundo as noções de site-specificity, abordadas pela autora Miwon Kwon, mostrando que a relação da poética com o site em sua dimensão discursiva é capaz de tensionar o lugar a partir de convergências com o discurso pré-existente no local, revelando memórias apagadas pela história hegemônica. Do discurso, a ação passa por um processo de rematerialização, hipótese defendida neste artigo na forma de criação de um novo objeto, produto da intervenção sobre o conjunto de estátuas, efêmero no espaço-tempo da ação e perpétuo a partir de seu registro. Dessa leitura emerge a relação estética entre arte e polí­tica à luz da teoria de Jacques Rancière, com o objetivo de mostrar que a estátua ensacada se configura como uma promessa no processo de autonomia da experiência sensí­vel. Por fim, será destacado como a ressignificação dos monumentos públicos se manifesta nos diferentes atos da ação, mostrando que existe uma estética primeira nas estátuas antes e depois da intervenção.

Palavras-chave: Ensacamento; estética; site-specificity.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Candido de Jesus Paris, Universidade Estadual do Paraná

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Paraná (2017) e atualmente mestrando no Programa de Pós Graduação em Artes da Universidade Estadual do Paraná - linha de pesquisaModos de Conhecimento e Processos Criativos em Artes. Atua profissionalmente no campo das artes visuais, nas áreeas de produção cultural, curadoria e expografia desde 2017.http://lattes.cnpq.br/1417670610829365

Downloads

Publicado

30-05-2022

Como Citar

Paris, G. C. de J. . (2022). ENTRE DISCURSO E OBJETO: ESTÉTICA COMO POLÍTICA NA RESSIGNIFICAÇÃO DE MONUMENTOS PÚBLICOS A PARTIR DA AÇÃO ENSACAMENTO (3NÓS3, 1979). O Mosaico, (22). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/mosaico/article/view/4620

Edição

Seção

SEÇÃO – OUTROS TEMAS