TEORIZAR O CINEMA: ESCRITOS CINEMATOGRÁFICOS DE MAYA DEREN

Autores

  • Fernanda Ianoski Ferro UNESPAR

Resumo

Maya Deren (1917 – 1961) foi uma cineasta fundamental para o cinema experimental estadunidense a partir da década de 1940. Além de produzir seus curtas metragens, também teorizou sobre o cinema e seu próprio processo criativo através de inúmeros textos que publicou ainda em vida. Coloco em destaque, nesse artigo, os seguintes: Amateur versus Professional (1959), O cinema como forma de arte (1946), A magia é nova (1946), Fazendo filmes com uma nova dimensão: o tempo (1946) e Cinema: o uso criativo da realidade (1960). Esse artigo pretende, além de refletir sobre os conceitos cinematográficos derenianos através de seu material teórico, trazer algumas informações biográficas da cineasta, compiladas pela pesquisadora espanhola Carolina Martí­nez, na introdução do livro El universo dereniano: textos fundamentales de la cineasta Maya Deren (2015) que considero importantes para a sua trajetória enquanto artista. Para tanto, partirei da abordagem da Teoria de Cineastas, que pretende trazer à luz o pensamento de cineastas ao centro das discussões sobre cinema, partindo de seus próprios materiais em fontes primárias.

Palavras chave: Maya Deren; Teoria dos Cineastas; Biografia; Conceitos; Cinema

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Ianoski Ferro, UNESPAR

Mestranda em Cinema e Artes do Ví­deo, pelo Programa de Pós-Graduação em Cinema e Artes do Ví­deo (PPGCINEAV) da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR) - Campus de Curitiba II/Faculdade de Artes do Paraná (FAP): Linha de pesquisa (1): Teorias e Discursos no Cinema e nas Artes do Ví­deo. Membro do Grupo de Pesquisa Eikos: imagem e experiência estética (UNESPAR/PPG-CINEAV/CNPq).

Downloads

Publicado

28-04-2021

Como Citar

Ferro, F. I. (2021). TEORIZAR O CINEMA: ESCRITOS CINEMATOGRÁFICOS DE MAYA DEREN. O Mosaico, (20). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/mosaico/article/view/3864