UMA ARTE DOS SENTIDOS: A EXPERIÊNCIA DO TEATRO COM PESSOAS CEGAS

Autores

  • Tamyres Dieb de Lima
  • Stênio José Paulino Soares

Resumo

O artigo debate as dificuldades que graduandos no curso de licenciatura em teatro daFaculdade de Artes do Paraná podem vir a encontrar ao se depararem com alunos cegosdurante o ensino do teatro, geralmente devido à falta de preparo acadêmico. Através derelatos das alunas que ministraram as oficinas do projeto "Ilusão Ótica: que falta nos faz a
palavra" é possí­vel perceber que a ausência dessa capacitação proporciona problemas aténa forma de comunicar-se com deficientes visuais e que muitas vezes, alguns conteúdoscomo maquiagem teatral, por exemplo, acabam por se perder, resultado de uma falta deinstrução. Através de análises de entrevistas e referências bibliográficas, como Rabêllo eRyngaert, discorro um texto onde problematizo a deficiência visual com a técnica teatrale a formação dos futuros professores dessa área. Com a falta de uma vivência durante o
perí­odo acadêmico, o receio, a criação de barreiras e a desistência, acabam por se tornarum hábito. Sendo assim, como podemos pensar o ensino do teatro para pessoas comdeficiência visual?


Palavras-chave: formação do professor de teatro; cegos; teatro com cegos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01-12-2016

Como Citar

Lima, T. D. de, & Soares, S. J. P. (2016). UMA ARTE DOS SENTIDOS: A EXPERIÊNCIA DO TEATRO COM PESSOAS CEGAS. O Mosaico, 8(1). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/mosaico/article/view/1690