21. A materialidade da imagem fotográfica em "Autorretrato para dias de dor"

Renata Voss Chagas

Resumo


O presente texto trata do processo de criação do trabalho “Autorretrato para dias de dor” (2019) que é composto por fotografias capturadas em película em preto e branco reveladas quimicamente. Este trabalho faz parte do projeto de pesquisa intitulado “A materialidade da imagem e os processos artísticos contemporâneos”, contemplado pela Chamada Universal MCTI/CNPq Nº 01/2016 realizado pelo Grupo de Pesquisa Arte Hibrida na Escola de Belas Artes (EBA) da Universidade Federal da Bahia (UFBA). O texto aborda a criação na fotografia contemporânea e seu fazer direcionado para a materialidade da imagem fotográfica a partir de autores como Charlote Cotton, Andrea Müller-Pohle, Hans Ulrich Gumbretch e Martin Heidegger.


Palavras-chave


arte contemporânea; processos criativos; fotografia; processos químicos.

Texto completo:

PDF/A

Referências


BAQUÉ, Dominique. Photographie plasticienne, l´extrême contemporain. Paris: Éditions Du Regard, 2004.

COTTON, Charlotte. A fotografia como arte contemporânea. Tradução Maria Silvia Mourão Netto. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2010.

FATORELLI, Antonio. Fotografia contemporânea: entre o cinema, o vídeo e as novas mídias. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2013.

FERNANDES JUNIOR, Rubens. Processos de Criação na Fotografia: apontamentos para o entendimento dos vetores e das variáveis da produção fotográfica. In: Revista FACOM nº 16, São Paulo, FAAP, 2º semestre de 2006.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. Produção de presença: o que o sentido não consegue transmitir. Tradução Ana Isabel Soares. Rio de Janeiro: Contraponto: Ed. PUC-Rio, 2010.

HEIDEGGER, Martin. A origem da obra de arte. Tradução de Idalina Azevedo e Manuel Antônio de Castro. São Paulo: Edições 70, 2010.

MÜLLER-POHLE, Andrea. Estratégias de Informação. In: Boletim_3, Grupo de Estudos Artes&Fotografia. Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, Maio de 2009.

POIVERT, Michel; EICHENBERGER, Andrea. A FOTOGRAFIA CONTEMPORÂNEA TEM UMA HISTÓRIA?. Palíndromo, [S.l.], v. 7, n. 13, p. 134-142, ago. 2015. ISSN 2175-2346. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2020. doi:https://doi.org/10.5965/2175234607132015134.

PRÊMIO NACIONAL DE FOTOGRAFIA PIERRE VERGER 2018/2019. Coordenação de Marcelo Reis, Renata Dias, Maria Iris (Lia) da Silveira, Thaís Darzé. 7. Ed – Salvador: SECULT/FUNCEB, 2019. 140p. il.

REY, Sandra. Por uma abordagem metodológica da pesquisa em artes visuais. BRITES, Blanca, TESSLER, Elida (organizadoras). In: O meio como ponto zero. Metodologia da pesquisa em artes plásticas. Editora da Universidade - UFRGS, 2002. p. 123-140.

ROUILLÉ, André. A fotografia: entre documento e arte contemporânea. Tradução: Constancia Egrejas. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2009.

VIEBIG, Reinhard. Formulário Fotográfico. 7ª edição. São Paulo, SP: Editora Íris, 1985.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Interdisciplinar Internacional de Artes Visuais - Art&Sensorium

R. Sensorium, Curitiba, PR, Brasil, eISSN 2358-0437

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

INDEXAÇÕES:

DOAJ

MIAR

LATINDEX

DIADORIM

DOI