A MODÉSTIA DAS FORMAS E O ENCANTAMENTO DO SIMPLES EM TADEUSZ MAKOWSKI

Ludmila Menezes Zwick

Resumo


Neste texto, desejamos compreender como, a partir da temática da infância, o artista polonês Tadeusz Makowski adotou formas modestas para a apreensão do simples da existência em sua expressividade personalista. E também como, por meio do cultural de sua própria infância, o artista traz à tona o cultural da infância em sua essência mais universal e atemporal. A infância assume a poesia já enunciada por outros artistas, em outras formas de manifestação artística – em especial na poesia saudosista. Em sua narrativa pictórica, esse artista dá alma à infância, que figura como o espaço do lúdico – em vestes, máscaras e brincadeiras –, da curiosidade com relação à natureza e da espontaneidade em meio a todas as coisas e ocorrências do mundo. A infância está disposta ao amor gratuito e ao êxtase existencial.

 


Palavras-chave


Tadeusz Makowski; infância; forma(s)

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



R. Sensorium, Curitiba, PR, Brasil, eISSN 2358-0437

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

 

 

DOAJ - DIADORIM - LATINDEX - INFOBASE INDEX - MIAR

Locations of visitors to this page