O corpo falante: narrativas e inscrições num corpo imaginário na pintura acadêmica do século XIX

Stephanie Dahn Batista

Resumo


O presente artigo procura analisar a inscrição discursiva nas representações de nus em obras da pintura acadêmica brasileira durante o segundo Império, período no qual se percebe uma transição nas produçõe s no Rio de Janeiro: de um corpo, a princípio idealizado e enredado em narrativas mitológicas ou literárias (nude), para um corpo real, chamado nu moderno (naked). As várias representações do corpo imaginário indicam negociações que dizem respeito ao discurso do corpo, às relações sociais, às normas e aos valores de uma sociedade.

 

Palavras-chave: narrativas do corpo imaginário - nu em representação - pintura acadêmica século XIX


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Contato

Revista Científica / FAP

Rua dos Funcionários 1357 – Cabral

Curitiba - PR - 41 3250-7339 - 41 3250-7301

revistadeartes.fap@unespar.edu.br