Abordagem CTS no ensino de física: uma construção na formação inicial de professores

Felipe Araújo Barbosa, Cassiana Barreto Hygino, Edmundo Rodrigues Junior, Marília Paixão Linhares

Resumo


Neste artigo apresentamos a elaboração e aplicação de uma proposta didática com o uso da abordagem CTS no ensino de física. A proposta didática aqui apresentada foi elaborada por um licenciando em física durante o período de sua formação inicial, em três disciplinas obrigatórias da licenciatura em física denominadas Estratégias para o Ensino de Física I, II e III. Nestas disciplinas, os futuros docentes tinham a oportunidade de relacionarem momentos de teoria e prática, buscando a evolução de seu conhecimento profissional. A proposta didática foi implementada pelo licenciando em uma turma de ensino médio no âmbito do Estágio Supervisionado IV. As análises aqui apresentadas se referem aos dados colhidos durante a intervenção na turma de ensino médio pelo licenciando, o que gerou sua monografia de fim de curso. As análises mostraram que a proposta didática elaborada favoreceu a compreensão de conceitos científicos relacionados ao conteúdo de ondas eletromagnéticas e oportunizou momentos de reflexões entre os alunos sobre a utilização do telefone celular na sociedade. Além disso, a integração entre as disciplinas da formação docente mostrou que as inovações em aulas de física podem ser aplicadas na realidade escolar. 


Texto completo:

158-178

Referências


AZEVEDO, J.C. et al. O ciberbullying e suas relações com as estruturas psíquicas. Nucleus, v.9, n.1, 2012, p. 241-252.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. EDIÇÕES 70, Lisboa, 2009.281p.

BAZZO, W.A. Ciência, Tecnologia e Sociedade: e o contexto da educação tecnológica. Florianópolis: EDUFSC, 1998. 319p.

BEAHR, P. A. Modelos pedagógicos em educação a distancia. Porto Alegre: Artmed, 2009. 309 p.

BORGES, O. Formação inicial de professores de física: Formar mais! Formar melhor!. Revista Brasileira de ensino de Física, v.28, n.2, 2006, p. 135-142.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros

Curriculares Nacionais para o Ensino médio, Brasília, 1999.

DELIZOICOV, D. Práticas freirianas no ensino de ciências. In: MATOS, C. (Orgs.). Conhecimento científico e vida cotidiana. São Paulo, SP: Terceira margem, 2003, p.133-144.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A. PERNAMBUCO, M.M. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. Coleção: Docência em formação, São Paulo, Cortez, 2002, 368p.

GARCIA, J.E.; PORLÁN, R. Teoria e prática na ação docente, Cadernos Pedagógicos, v.1, 2000, n.3, p. 7-42.

GUIMARÃES, M. A. G.; ECHEVERRÍA A. R.; MORAES E J. I. Modelos didáticos no discurso de professores de Ciencias, Revista Eletrônica de Investigação em Ensino de Ciências, v.11, n. 3, 2006, p. 303-322.

HARDELL, L. et al. Use of cellular telephones and the risk for brain tumours: a casecontrol study. Int J Oncol, v.15, n.1, 1999, p.113-116.

HARRES, J.B.S. et al. (Org.). Laboratórios de Ensino: inovação curricular na formação de professores de ciências., Santo André: Esetec editores associados, 2005.

HYGINO, C.B.; MOURA, S.A.; LINHARES, M.P. Modelos didáticos na formação inicial de professores de física: uma apreciação na perspectiva da análise do discurso. Ciência e Educação, v.20, n.1, 2014, p. 43-59.

HYGINO, C.B; LINHARES, M.P. Concepções alternativas e abordagens em sala de aula sobre cosmologia e movimento dos astros: Uma revisão da literatura do contexto brasileiro, em Anais... São Paulo, XX Simpósio Nacional de Ensino de Física, 2013.

INSKIP, P.D. et al. Study design for a case-control investigation of cellular telephones and other risk factors for brain tumours in adults. Radiat Prot Dosimetry, v. 86, n.1, 1999, p.45-52.

JOHANSEN, C. et al. Cellular telephones and cancer - a nationwide cohort study in Denmark. J Natl Cancer Inst; v.93, n.3, 2001, 203-207.

LI, Q. New bottle but ould wine: A research of ciberbulluing in schools. Computers in Human Behavior, v.23, n.4, v. 2007, p.1777 – 1791

MANN, K. et al. No effects of pulsed high-frequency electromagnetic fields on heart rate variability during human sleep. Neuropsychobiology, v.38, n.4, 1998, p.251-256.

MORAN, J. M. O que é educação à distância (2002). Disponível em . Acesso em: Jan. 2013.

NOGUEIRA, R.M. Escola e Violência: análise de Dissertações e Teses sobre o tema produzidas na área de Educação, no período de 1990 a 2000. 2003, XX f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de educação, PUC, São Paulo.133p.

PAREDI P. et al. Local vasodilator response to mobile phones, Laryngoscope, v.111 , n.1 , 2001, p.159-162.

PORLÁN R. et al. El Cambio Del Profesorado de Ciencias I: Marco Teórico e Formativo. Enseñanza de Las ciências, v.28 n.1, 2010, p. 31-46.

PORLÁN, R.; RIVERO, A. El conocimento de los profesores. Servilha: Díada, 1998.213p.

RADON, K. et al. No effects of pulsed radio frequency electromagnetic fields on melatonin, cortisol, and selected markers of the immune system in man. Bioelectromagnetics, v.22, n.4, 2001, p. 280-287.

REBELO, I. S.; MARTINS, I. P.; PEDROSA; E M. Formação contínua de professores para uma orientação CTS do Ensino de Química: Um estudo de caso, Química Nova na Escola, v.27, n.27 , 2008, p.30 – 33.

REIS, E.M.; LINHARES, M.P. Estudos de caso como estratégia de ensino na formação de professores de física. Ciência e Educação, v.14, n.3, 2008, p. 555-74.

SÁ, L. P.; FRANCISCO, C. A.; QUEIROZ, A. L. Estudos de caso em química. Química nova, v.30, n.3, 2007, p. 731-739.

SANTOS, W.L.P. Significados da educação científica com enfoque CTS. In: CTS e educação científica: desafios, tendências e resultados de pesquisas, Brasília, DF: Editora UNB, 2011, p.21-48.

SASSERRON. L.; BRICCIA.; V.; CARVALHO, A. Aspectos da natureza da ciência em sala de aula: exemplos do uso de textos científicos em prol do processo de alfabetização científica dos estudantes In: SILVA, C.C.; PRESTES, M. E (orgs). Aprendendo ciência e sobre sua natureza: abordagens históricas e filosóficas. 1 ed. São Carlos, SP: Tipografia Editora, 2013. cap. 3, p.265-276

SEEDUC. Currículo Mínimo Física. Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro, 2012.

SEMPRINI, A. A Marca Pós-moderna: poder e fragilidade da marca na sociedade contemporânea. Tradução Elisabeth Leone. São Paulo: Estação das letras e cores, 2010.

STANG, A. et al. The possible role of radiofrequency radiation in the development of uveal melanoma. Epidemiology, v.12, n.1, 2001, p. 7-12.

VIVO. Disponível em . Acesso em 20 jul. 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.