O uso de roteiros para improvisação livre como auxí­lio metodológico na iniciação instrumental

Autores

  • André Campos Machado UFU, Núcleo de Música e Tecnologia e do grupo MAMUT

Resumo

Este texto visa apresentar a estrutura dos roteiros para improvisação livre de seis oficinas realizadas nos conservatórios estaduais de música do Triângulo Mineiro. Elas fazem parte de uma pesquisa que utiliza a livre improvisação como alternativa metodológica para iniciação aos instrumentos de cordas dedilhadas. Serão abordados alguns conceitos expostos por Rogério Costa, Cleber Campos, Bernadete Zagonel, Mario Del Nunzio e Manuel Falleiros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Campos Machado, UFU, Núcleo de Música e Tecnologia e do grupo MAMUT

Doutorando em Música pela USP, possui Graduação em Música - Violão (1987), Especialização em Métodos e Técnicas de Pesquisa em Música (1993) e Mestrado em Ciências pelo departamento de Engenharia Elétrica (2001), todos pela Universidade Federal de Uberlândia. É professor assistente do Curso de Música da UFU desde 2005, membro do Núcleo de Música e Tecnologia e do grupo MAMUT - Grupo Música Aberta da UFU.

Downloads

Publicado

30.12.2013

Como Citar

Machado, A. C. (2013). O uso de roteiros para improvisação livre como auxí­lio metodológico na iniciação instrumental. Revista Vórtex, 1(2). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/vortex/article/view/434

Edição

Seção

Artigos