Considerações iniciais sobre o conceito de referencialidade numa pesquisa em composição com meios acústicos

Autores

  • Marcelo Villena UFMG

DOI:

https://doi.org/10.33871/23179937.2013.1.2.432

Resumo

O presente texto visa apresentar discussões iniciais sobre o conceito de referencialidade no contexto de uma pesquisa acadêmica em composição avaliando a possibilidade de seu uso como embasamento teórico para um trabalho com meios acústicos baseado na escuta de sons ambientais. Revisa-se, num primeiro momento, a aplicação do termo em discussões estéticas do século XX, dentro do ambiente da música eletroacústica, para posteriormente deduzir suas possí­veis aplicações para composição com meios acústicos (instrumentos e objetos do cotidiano) em uma ampla gama de possibilidades performáticas. Destaca-se a maior abrangência do termo em relação a terminologias próprias da tradição (mí­mesis, música descritiva) pela sua aplicação em todas as categorias da tricotomia dos signos do semiólogo Charles Sanders Pierce.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Villena, UFMG

Bacharel em composição musical pela UFRGS, mestre em música pela UFPR (Teoria e Criação). Cursa doutorado em música na UFMG (Processos Analí­ticos e Criativos)

Downloads

Publicado

30.12.2013

Como Citar

Villena, M. (2013). Considerações iniciais sobre o conceito de referencialidade numa pesquisa em composição com meios acústicos. Revista Vórtex, 1(2). https://doi.org/10.33871/23179937.2013.1.2.432

Edição

Seção

Artigos