A identificação do mito da sereia a partir da análise do "Lied Der Fischerknabe" , de Franz Liszt

Autores

  • Rosedalia Carlos de Oliveira Universidade Estadual de Campinas
  • Helvis Costa Universidade Federal de Goiás
  • Angelo José Fernandes Universidade Estadual de Campinas

Palavras-chave:

Análise, Lied, Franz Liszt, Mito, Perí­odo Romântico,

Resumo

O objetivo desta pesquisa é identificar, a partir da aplicação de vertentes analí­ticas, como Franz Liszt (1811-1886) materializa o mito da sereia em seu Lied Der Fischerknabe, sobre texto do escritor germânico Friedrich Schiller (1759-1805). O levantamento bibliográfico revela que Liszt é historicamente lembrado pelo seu exacerbado virtuosismo e por sua contribuição ao trajeto evolutivo que a harmonia seguiria nas décadas ulteriores; porém, é negligenciado como compositor de canções frente a seus contemporâneos, como Schubert, Schumann, Wolf e Brahms. Em Der Fischerknabe, Liszt traça uma í­ntima relação entre texto e música, vinculando as imagens subjetivas da poesia à sua linguagem harmônica, às conduções melódicas, ao caráter modulatório, à figuração de acompanhamento, e aos constantes contrastes tonais, apresentando assim imagens lí­tero-musicais vinculadas ao mito da sereia. Assim, tal lirismo e simbiose entre texto e música alcançados por Liszt neste Lied avizinham-se dos consagrados procedimentos de outros gênios vinculados ao gênero.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosedalia Carlos de Oliveira, Universidade Estadual de Campinas

Rosedalia Carlos de Oliveira é graduada em Canto erudito e Mestre em Performance pela Universidade Federal de Goiás, tendo defendido sua dissertação sobre um ciclo de canções do compositor Almeida Prado com poemas de Manuel Bandeira na linha de análise musical. Foi bolsista pela CAPES. Como soprano lí­rico, tem atuado como solista sob a batuta de diversos regentes executando repertórios de diversos gêneros. Na área pedagógica atuou no IFG, no curso de Licenciatura em Música. Foi integrante do naipe de sopranos do Coro Sinfônico Jovem de Goiás no qual atuou como monitora. Atualmente é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Música do Instituto de Artes da UNICAMP, no qual desenvolve pesquisa sobre o timbre na música de câmara vocal de Almeida Prado, sob orientação do Prof. Dr. Angelo José Fernandes. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-1484-9083

Helvis Costa, Universidade Federal de Goiás

Helvis Costa é Mestre em Performance Musical e Bacharel em violão pela Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás (EMAC/UFG). É Professor Adjunto desde 2012 na mesma instituição, lecionando Violão, Contraponto, Harmonia, Análise Musical e orientação de trabalhos acadêmicos. Atualmente é coordenador dos cursos de Música/Bacharelado e das Oficinas de Música da UFG, Programa de Extensão voltado ao ensino de música para a comunidade. Desenvolve trabalhos como solista e camerista (duo de violões, violão e violino, violão e canto), participando da estreia de peças dos compositores goianos Estércio Marques Cunha e Luiz Gonçalves. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-4380-1591

Angelo José Fernandes, Universidade Estadual de Campinas





Angelo José Fernandes tem se dedicado com grande sucesso por sua dedicação í  música vocal e í  pedagogia do canto. É docente do Departamento de Música do Instituto de Artes da UNICAMP, sendo responsável por significativa produção artí­stica e acadêmica. Doutor em Música, tem se dedicado ao estudo da técnica vocal nos diversos perí­odos históricos e sua aplicação na performance atual, além de liderar um grupo de pesquisa que estuda a obra vocal do compositor mineiro Carlos Alberto Pinto Fonseca de quem foi aluno. É diretor artí­stico do Coro Contemporâneo de Campinas e do Ópera Estúdio UNICAMP. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-6117-6702

Referências

ARMBRUSTER, Carl (Editor). Thirty Songs for High Voice by Franz Liszt. Republicação: New York: Dover Publitions, Inc., 1975.

BASS, Richard. GRIMM, Patricia. and DE SAVAGE, Heather. Harmonic Text-Painting in Franz Liszt's Lieder. Outubro, 2013. Disponí­vel em < http://trace.tennessee.edu/cgi/viewcontent.cgi?article=1080&context=gamut >. Acesso em 11 jan. 2021.

BÖKER-HEIL, Norbert, et al. "Lied." Grove Music Online. Oxford Music Online. Oxford University Press, 2001. Disponí­vel em: <http://0-www.oxfordmusiconline.com.library.hillsdale.edu/subscriber/article/grove /music/16611> . Acesso em: 11 jan. 2021.

BREMER, Ligia Maria. As sereias com Kafka, Brennand e Blanchot. Dissertação (mestrado). Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Literatura. Florianópolis, SC, 2015. 129 p.

CARPEAUX, Otto Maria. O Livro de Ouro da História da Música: da Idade Média ao Século XX. Rio de Janeiro: Ediouro, 2001.

COELHO, Lauro Machado. O Cigano Visionário: vida e obra de Franz Liszt. São Paulo: Argol Editora, 2009.

GATTI, Patrí­cia, A expressão dos afetos em peças para cravo de François Coupeirin (1668-1733). Universidade Estadual de Campinas – Instituto de Artes. 1997. Disponí­vel em: < http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/284317 >. Acesso em: 11 jan. 2021.

GOMES, Denise Ferreira. O uso do Dicionário Bilingue na Produção Escrita em Alemão como Lí­ngua Estrangeira. Brasí­lia, 2006. Disponí­vel em < http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/3587/1/2006_Denise%20Ferreira%20Gomes.pdf> Acesso em 11 jan. 2021.

GRIFFITHS, Paul. A Música Moderna: Uma história concisa e ilustrada de Debussy a Boulez. Tradução: Clóvis Marques. Rio de Janeiro: Zahar Editora, 2011.

GROUT, Donald Jay; PALISCA, Cloud V. História da Música Ocidental. Tradução Ana Luí­sa Faria. 2. Ed. Lisboa: Gradiva, 2001.

HOUAISS, Instituto Antônio. Dicionário Houaiss da Lí­ngua Portuguesa. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2001. 2922 p.

HOMERO. Odisseia. Tradução; Trajano Vieira. 2. Ed. Edição Bilingue. São Paulo: Editora 34. 2012.

KOELLREUTTER, H. J. Introdução í Harmonia Funcional. São Paulo: Ricordi, 1986.

LESSING, G. E. Laocoonte, ou sobre as fronteiras da pintura e da poesia. Trad. Márcio Seligmann-Silva. São Paulo: Iluminuras, 2011.

LOVELOCK, William. História Concisa da Música. Tradução: ílvaro Cabral. 2. Ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

MENEZES, Flô. Apoteose de Schoenberg: Tratado sobre as Entidades Harmônicas. 2. Ed. Rev. e ampl. São Paulo: Ateliê Editoria, 2002.

MORAES, Alexandre Santos. Ver para contar: Odisseu, as Sereias e o flerte com a morte. Synthesis, vol. 25 nº 2, e037. Universidade Nacional de la Plata, Centro de Estudos Helénicos, 2018. Disponí­vel em: <https://doi.org/10.24215/1851779Xe037>.

MOREIRA, S. G. Predação de Columbina squammata Lesson, 1831 (Aves: Columbidae) por Cariama cristata Linnaeus, 1766 (Aves: Cariamidae). Boletim do Museu Paraense Emí­lio Goeldi. Ciências Naturais 12(1): 137-140. Disponí­vel em < https://boletimcn.museu-goeldi.br/bcnaturais/issue/view/17 >. Acesso em: 26 jan. 2021.

PISTON, W. Armoní­a. Barcelona: Idea Books, 2001.

RAABE, P (Editor). Franz Liszt - Der Fischerknabe (S. 292b): Musikalische Werke. Leipzig: Breitkopf & Härtel, 1921.

ROSEN, Charles. A Geração Romântica. Tradução de Eduardo Seincman. Ed. Rev. e ampl. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2000.

ROSS, Alex. O Resto é Ruí­do: Escutando o Século XX. Tradução: Claudio Carina e Ivan Weisz Kuck. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

SADIE, Stanley (edit.) Dicionário Grove de Música. Tradução de Eduardo Francisco Alves. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1994.

SCHOENBERG, Arnold. Exercí­cios Preliminares em Contraponto. 2ª Edição. São Paulo: Via Lettera, 2004.

_____________. Harmonia. Tradução e Notas de Marden Maluf. São Paulo: Editora da Unesp, 1999.

SILVA, Emanuel Vasconcelos Isidoro da. O Primeiro Movimento da Sinfonia nº 4 em Fá Menor – Opus. 36, de Pyotr Ilytch Tchaikovsky: Estudo da Mutação da Forma Sonata Clássica adaptada ao Tonalismo Expandido. Maringá, 2012. Disponí­vel em < http://www.dmc.uem.br/lappso/lappso/pdfs/7_r.pdf >. Acesso em 11 jan. 2021.

WISNIK, José Miguel. O Som e o Sentido. Companhia das Letras. 2. Ed. São Paulo, 1989.

Downloads

Publicado

15.05.2021

Como Citar

de Oliveira, R. C., Costa, H., & Fernandes, A. J. (2021). A identificação do mito da sereia a partir da análise do "Lied Der Fischerknabe" , de Franz Liszt. Revista Vórtex, 9(1). Recuperado de https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/vortex/article/view/4183

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)