Corpo, Imagem, Autobiografia: A Trama Pessoal-Política de Frida Kahlo Criando Fronteiras Híbridas em Performance

Autores

  • Crystian Danny da Silva Castro Universidade Federal de Santa Maria

Palavras-chave:

Arte Contemporânea, Performance Arte, Frida Kahlo, Narrativas Autobiográficas.

Resumo

Este estudo se desenvolve a partir das possibilidades de criação em performance, considerando três formas de perceber o processo artí­stico: a performance como uma "arte do eu" ; como um "modo de existência" ; e como uma "arte de fronteira" . Entrecruzando as imagens da pintora mexicana Frida Kahlo (1907-1954) – desde uma perspectiva cultural de tais artefatos – com as narrativas autobiográficas do autor, estabelece-se uma série de relações que envolvem o atravessamento arte e vida e a valorização do corpo na criação em performance e na arte contemporânea. Deste modo, são analisadas diversas formas de compreender como tais imagens interatuam no processo de criação, tramando as experiências de vida dos corpos à uma perspectiva pessoal-polí­tica das subjetividades para fazer da performance uma práxis hí­brida e fronteiriça.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Crystian Danny da Silva Castro, Universidade Federal de Santa Maria

Doutorando do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Linha de Pesquisa Educação e Arte, com pesquisa que entrecruza dança, pedagogias culturais e perspectivas queer. Mestre em Artes Visuais e Licenciado em Dança, ambos pela UFSM. Membro pesquisador do Grupo de Pesquisa Arte, Cultura Visual e Educação – MIRARTE e professor colaborador do grupo de pesquisa Laboratório Investigativo de Criações Contemporâneas em Dança – LICCDA. Santa Maria, RS, Brasil. Lattes: http://lattes.cnpq.br/4559763834754172 e ORCID: https://orcid.org/0000-0002-4306-5758

Referências

AGUIRRE, I. Cultura visual, polí­tica da estética e educação emancipatória. In: MARTINS, R.; TOURINHO, I. (Org.). Educação da cultura visual: conceitos e contextos. Santa Maria: Ed. da UFSM, 2011, p. 69-111.

ALCÁZAR, J. Performance – un arte del yo: autobiografí­a, cuerpo e identidad. México: Siglo XXI Editores, 2014.

BERTÉ, O. O abraço de amor de Kahlo, Estrada Zenil e eu: uma genealogia matricial a partir do corpo performativo. Santa Maria, RS: Ed. UFSM; Ciudad de México: Universidad Iberoamericana, 2020.

. O movimento criativo e pedagógico de Frida Kahlo. Santa Maria, RS: Ed. da UFSM, 2018.

CASTANHEIRA, L. Performance arte: modos de existência. Curitiba: Appris, 2018.

COHEN, R. Performance como linguagem. São Paulo: Perspectiva, 2013.

COUTO JUNIOR, D. R. Gênero, sexualidade e a teoria queer na educação: colocando em questão a heteronormatividade. In: Atos de Pesquisa em Educação. Blumenau, v. 11, n.1, jan./abr. 2016, p.250-270.

CUNHA, S. R. V. Cultura visual e infância. In: Anais da 31ª Reunião da ANPED. Out., 2008, p. 102-132.

DANTO, A. C. Após o fim da arte: a arte contemporânea e os limites da história. São Paulo: Odysseus Editora, 2006.

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. Introdução a disciplina e a prática da pesquisa qualitativa. In: DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. et al. O Planejamento da Pesquisa Qualitativa: teorias e abordagens. Tradução de Sandra Regina Netz. Porto Alegre: Artmed, 2006.

FETTER, B. Das reconfigurações contemporâneas do(s) sistema(s) da arte. In: MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 2, n.3, 2018, p.102-119.

KATZ, H.; GREINER, C. Por uma teoria do corpomí­dia. In: GREINER, C. O corpo: pistas para estudos interdisciplinares. São Paulo: Annablume, 2005, p. 125-136.

LOURO, G. L. Gênero e sexualidade: pedagogias contemporâneas. In: Pro-Posições, v. 19, n. 2 (56) - maio/ago. 2008, p. 17-23.

SALLES, C. A. Gesto inacabado: processo de criação artí­stica. – 6. ed. São Paulo: Intermeios, 6ª edição, 2013.

SARZI-RIBEIRO, R. A. O dispositivo videográfico e as narrativas de si mesmo e do outro: Videocorpo. In: Palí­ndromo (online), v. 10, p. 101-116, jul. 2018.

TIBURI, M. Feminismo em comum: para todas, todes e todos. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos, 2018.

TOURINHO, I.; MARTINS, R. Circunstâncias e ingerências da Cultura Visual. In: MARTINS, R.; TOURINHO, I. (Org.). Educação da cultura visual: conceitos e contextos. Santa Maria: Ed. da UFSM, 2011. p. 51-68.

Downloads

Publicado

2022-06-28 — Atualizado em 2022-07-11

Versões

Edição

Seção

Artigos